terça-feira, 31 de janeiro de 2012

deseja saber o que é a Nova Ordem Mundial?









O segredo da antigravidade revelado


Você quer construir seu próprio disco voador e voar por aí com um sistema antigravitacional?

Pois bem, em tese isto é fácil. O problema está em colocar em prática.

Veja o vídeo, legendado em português (para melhor visualizar as legendas, assista o vídeo em tela cheia)

A Cuba que Dilma visita

Assim que Fidel e seus companheiros tomaram o poder e o governo dos EUA acentuou suas articulações para tratar de derrubar o novo poder, a grande burguesia cubana e uma parte da classe média alta foram se refugiar em Miami. Bastava esperar que mais um governo rebelde capitulasse diante das pressões norte-americanas ou fosse irremediavelmente derrubado. Afinal, nenhum governo latinoamericano rebelde tinha conseguido sobreviver. Poucos anos antes Getulio Vargas tinha se suicidado e Peron tinha abandonado o governo. Os dois governos da Guatemala que tinham ousado colocar em prática uma reforma agrária contra a United Fruis – hoje reciclada no nome para Chiquita -, sofreram um violento golpe militar.

Como um governo cubano rebelde, em plena guerra fria, a 110 quilômetros do império, conseguiria sobreviver? Cuba era o modelo do “pátio traseiro” dos EUA. Era ali que a burguesia cubana passava suas férias como se estivesse numa colônia sua. Era ali que os filmes de Hollywood encontravam os cenários para os seus melosos filmes sentimentais. Era ali que um aristocrata cubano tinha importado Esther Williams para inaugurar sua casa no centro de Havana, mergulhando numa piscina cheia de champanhe. Era em Cuba que os milionários norteamericanos desembarcavam com seus iates diretamente aos hotéis com cassinos ou às suas casas, sem sequer passar pelas alfândegas. Era ali que os marinheiros norteamericanos se embebedavam e ofendiam os cubanos de todas as formas possíveis. Era para Cuba que a Pan American inaugurou seus vôos internacionais. Era ali que as construtoras de carros norte-americanas testavam seus novos modelos, um ano antes de produzi-los nos EUA. Foi em Cuba que a máfia internacional fez seu congresso mundial no fim da segunda guerra, para repartir os seus mercados internacionais, evento para o qual contrataram o jovem cantor Frank Sinatra para animar suas festas. Em suma, Cuba era um protetorado norteamericano.

Os que abandonaram o país deixaram suas casas intactas, fecharam as portas, pegaram o dinheiro que ainda tinham guardado e foram esperar em Miami que o novo governo fosse derrubado e pudessem retomar normalmente sua vida num país de que se consideravam donos, associados aos gringos.

Há um bairro em Miami que se chama Little Havana, onde os nostálgicos ficam olhando para o sul, cada vez menos esperançosos de que possam retornar a uma ilha que já não podem reconhecer, pelas transformações radicais que sofreu. Participaram das tentativas de derrubada do regime, a mais conhecida delas a invasão na Baía dos Porcos, que durou 72 horas, mesmo se pilotada e protagonizada pelos EUA – presidido por John Kennedy naquele momento. Os EUA tiveram que mandar alimentos para crianças para conseguir recuperar os presos da invasão, numa troca humanitária.

Cuba mudou seu destino com a revolução, conseguiu ter os melhores índices sociais do continente, mesmo como país pequeno, pobre, ao lado dos EUA, que mantem o mais longo bloqueio da história – há mais de 50 anos -, tentando esmagar a Ilha.

Durante um tempo Cuba pode apoiar-se na integração ao planejamento conjunto dos países socialistas, dirigida pela URSS, que lhe propiciava petróleo e armamento, além de mercados para seus produtos de exportação. O fim da URSS e do campo socialista aparecia, para alguns, como o fim de Cuba. Depois da queda sucessiva dos países do leste europeu, a imprensa ocidental se deslocou para Cuba, instalou-se em Havana Livre, ficaram tomando mojitos e daiquiris, esperando para testemunhar a ansiada queda do regime cubano. (Entre eles estava Pedro Bial e a equipe da Globo.)

Passaram-se 23 anos e o regime cubano está de pé. Desde 1959, 10 presidentes já passaram pela Casa Branca e tiveram que conviver com a Revolução Cubana – de que todos eles previram o fim.

Cuba teve que se reciclar para sobreviver sem poder participar do planejamento coletivo dos países socialistas. Cuba teve que fazer um imenso esforço, sem cortar os direitos sociais do seu povo, sem fechar camas de hospitais, nem salas de aulas, ao invés da URSS de Gorbachev, que introduziu pacotes de ajuste e terminou acelerando o fim do regime soviético.

É essa Cuba que a Dilma vai encontrar. Em pleno processo de reciclagem de uma economia que necessita adaptar suas necessidades às condições do mundo contemporâneo. Em que Cuba intensificou seu comércio com a Venezuela, a Bolívia, o Equador – através da Alba -, assim como com a China, o Brasil, entre outros. Mas que necessita dar um novo salto econômico, para o que necessita de mais investimentos.

Necessita também aumentar sua produtividade, para o que requer incentivar o trabalho, de acordo com as formulações de Marx na Critica do Programa de Gotha, de que o principio do socialismo é o de que “a cada um conforme o seu trabalho”, afim de gerar as condições do comunismo, em que a fartura permitira atender “a cada um conforme suas necessidades”.

Cuba busca seus novos caminhos, sem renunciar a seu profundo compromisso com os direitos sociais para toda a população, a soberania nacional e a solidariedade internacional. Cuba segue desenvolvendo suas políticas solidárias, que permitiram o fim do analfabetismo na Venezuela e na Bolívia e o avanço decisivo nessa direção em países como o Equador e a Nicarágua.

Cuba mantem sempre, há mais de dez anos, a Escola Latinoamericana de Medicina, que já formou na melhor medicina social do mundo, de forma gratuita, a milhares de jovens originários de comunidades carentes todo o continente – incluídos os EUA. Cuba promove a Operação Milagre, que ja’ permitiu que mais de 3 mil latino-americanos pudessem recuperar plenamente sua visão.

Cuba é um sociedade humanista, que privilegia o atendimento das necessidades dos seus cidadãos e dos de todos os outros países necessitados do mundo. Que busca combinar os mecanismos de planejamento centralizado com incentivos a iniciativas individuais e a atração de investimentos, na busca de um novo modelo de crescimento, que preserve os direitos adquiridos pela Revolução e permite um novo ciclo de expansão econômica.

Aqueles que se preocupam com o sistema politico interno de Cuba, tem que olhar não para Havana, mas para Washington. Ninguém pode pedir a Cuba relaxar seus mecanismos de segurança interna, sendo vítima do bloqueio e das agressões da mais violenta potência imperial da história da humanidade. A pressão tem que se voltar e se concentrar sobre o governo dos EUA, para o fim do bloqueio, a retirada da base naval de Guantanamo do território cubano e a normalização da relação entre os dois países.

É essa Cuba que a Dilma vai se encontrar, intensificando e ampliando os laços de amizade e os intercâmbios econômicos com Cuba. Não por acaso o Brasil só restabeleceu relações com Cuba depois que a ditadura terminou, intensificando essas relações no governo Lula e dando continuidade a essa política com o governo Dilma.

Ira News

domingo, 29 de janeiro de 2012

IRÃ: O QUE ESTÁ POR DETRÁS DO EMBARGO EUROPEU

De Estocolmo para o Irã News

Não só as vastas reservas de energia e recursos naturais do Irã atiçam a cobiça dos dirigentes dos países economicamente impotentes da união européia assim como do líder delas todos os Estados Unidos. Sabemos que sempre foi essa cobiça de mãos dadas com a debilidade econômica que esteve por detrás das guerras ilegais dos últimos vinte anos, a última das quais a da Líbia.

Agora temos que os caminhos que levam à Moscou e a Pequim passam por Teerã, capitais essas localizadas respectivamente na Rússia, China e Irã. O que se tem passado em relação às atitudes ocidentais agressivas dos últimos anos em relação à Síria e ao Irã enquadra-se também num ramo de maiores considerações políticas geo-estratégicas. [1]

No estudo apresentado em [1] considera-se que os caminhos que levam à Moscou e à Pequim passam por Teerã do mesmo modo que os caminhos que levam à Teerã passam por Damasco na Síria, Bagdá no Iraque e Beirute no Líbano.

Ressalta-se que os Estados Unidos querem controlar o Irã por razões políticas e econômicas assim como para satisfazer as suas próprias necessidades de energia. Eles querem também poder controlar a forma de pagamento da exportação do petróleo do país. Querem que o pagamento das exportações de petróleo do Irã seja feita em dólares.

Isso é para que o uso global e contínuo do dólar nas transações internacionais seja mantido e não dilapidado, como tem sido nos últimos tempos. Lembramo-nos que o uso do dólar como moeda de pagamento internacional é uma das duas pernas em que o controle americano sobre o mundo se sustenta, apesar dos pesares. Digo apesar dos pesares porque o dólar não tem valor nenhum por si mesmo. Poderia e deveria ser trocado por sistemas de pagamento mais condizentes com a realidade de 2012 e não condizente com a realidade de 1945, como é o caso. A outra perna em que o poder americano sobre o mundo se sustenta é a força militar.

Controlando o Irã através de um regime de marionetes posto no poder através de uma guerra dirigida pelos Estados Unidos e executada pelos seus aliados (como foi o caso na Líbia e como estão ameaçando a fazer na Síria) Washington também estaria a pôr uma corda no pescoço da China.

Essa corda deveria ser apertada ou afrouxada de acordo com os interesses norte americanos, dando a eles o controle da segurança energética da China. Se a China não se comportasse de acordo com os interesses americanos lá estariam eles a estripá-la através do estripamento do fornecimento do petróleo. Estripamento esse que seria garantido pelas marionetes estabelecidas no Irã ao custo do sangue de muitos milhares e milhares de inocentes no Irã e no Oriente Médio, assim como à custo de uma destabilização econômica no mundo inteiro, se não por uma catástrofe global.

É fato de conhecimento geral que a ameaça de guerra aberta que vemos hoje é uma continuação dos acontecimentos desencadeados por ações encobertas há já uns anos. Essas ações encobertas incluem serviços de informação específica, ataques e vírus cibernéticos, grupos militares secretos, espiões, assassinos, agentes de provocação e sabotadores agindo contra o Irã em favor dos interesses ocidentais.

O seqüestro e assassinato de cientistas iranianos e de comandantes militares é de conhecimento público. Sabe-se de diplomatas iranianos seqüestrados no Iraque e de iranianos visitando a Arábia Saudita e Turquia que foram detidos e seqüestrados. Sabe-se de oficiais sírios, assim como vários palestinos e representantes de Hezbolah que também foram assassinados. Ressalta-se que esses foram assassinados e não detidos e colocados perante um tribunal de justiça.

Pressupõe-se que Israel tenha atacado o Líbano não só para exterminar ou pelo menos enfraquecer Hezbolah, mas também para estrategicamente ferir a Síria. É como dito, os caminhos que ferem a Síria vão através do Líbano. Os caminhos que estrategicamente ferem Irã vão através da Síria. Os caminhos que estrategicamente ferem ou afetam a Rússia e a China vão através da Síria e do Irã.

Síria é o apoio e o eixo do bloco da resistência contra os abusos ocidentais na região. Essa resistência é apoiada pelo Irã. Há já cinco ou seis anos que os Estados Unidos seguido dos seus irmãos em armas tentam desligar a Síria do Irã. Essa tentativa vinha sido feita por esforços de seduzir a Síria. Sendo que a Síria não se deixou seduzir pelas ofertas ocidentais as tentativas de sedução já se transformaram em ameaças e preparações de guerra.

Combater a Síria é combater o Irã. Esse é um ponto central a se ter em conta no contexto atual. A balança do poder e da influência política hoje na região tende a favor do Irã, mas nada enfraqueceria mais o Irã do que a perda da Síria.

Há aqui cenários potenciais e devastadores. Iria o Irã manter-se passivo frente a um ataque à Síria, ataque esse liderado pelos interesses ocidentais? Podemos pressupor que não. Os Estados Unidos não desejam que esse potencial cenário veja a luz do dia. O que eles querem é atacar a Síria e depois atacar o Irã, não os dois juntos. Seria demais até mesmo para os EUA-EU-OTAN. Isso já para nem se mencionar a cadeia de acontecimentos a serem desencadeados imprevisivelmente.

A marcha para uma guerra total e devastadora continua enquanto os Estados Unidos intensificam a guerra política e econômica da qual a decisão de embargo da União Européia só é um passo a mais. É uma marcha fúnebre dirigida por loucos falidos e letalmente armados.

Fórum anti nova ordem mundial

Pentágono quer bomba mais poderosa contra o Irã, diz jornal

O Pentágono concluiu que a maior bomba convencional à disposição do Exército americano ainda não é capaz de destruir as fortificações subterrâneas do Irã e requisitou secretamente mais recursos para incrementá-las, informa neste sábado o jornal americano The Wall Street Journal citando autoridades informadas sobre o plano.

A bomba de 13,5 toneladas MOP (Massive Ordnance Penetratro, em inglês) é atualmente o artefato convencional mais avançado dos Estados Unidos e foi desenhado para destruir as mais fortificadas instalações nucleares da Coreia do Norte e do Irã. No entanto, segundo o WSJ, testes apontam que ela não é capaz de destruir completamente algumas instalações iranianas, seja por causa da profundidade destas ou pelo fato de o Irã ter incrementado a proteção.

Em decorrência desta insuficiência, o Pentágono teria solicitado secretamente US$ 82 milhões adicionais para tornar a bomba MOP mais eficiente - US$ 330 milhões já foram gastos para desenvolver 20 destas bombas, segundo o jornal americano. A solicitação faz parte de um plano de contingência para um possível ataque ao programa nuclear iraniano, disseram ao WSJ autoridades americanas.

Em entrevista publicada na quinta-feira pelo mesmo jornal, o secretário de Defesa dos EUA, Leon Panetta, reconheceu que a bomba é insuficiente contra bunkers iranianos instalados em grandes profundidades, mas afirmou que as atuais já seriam suficientes para provocar "grandes danos" e que o artefato ainda está sendo desenvolvido para conseguir destruir qualquer instalação nuclear do país oriental. "Eu estou confiante, francamente, que nós teremos esta capacidade e teremos em breve", disse Panetta.

De acordo com a agência de notícias BNO News, uma instalação nuclear iraniana visada pelos EUA está encravada a 61 m de profundidade em uma montanha na região de Fordow. Atualmente, a bomba MOP já tem a capacidade de penetrar esta distância antes de explodir, mas fatores como a densidade do solo e tipos de rocha e pedra no caminho podem diminuir a efetividade do artefato. Segundo a agência, alguns especialistas acreditam que apenas uma bomba nuclear seria capaz de destruir instalações como esta.

Em declarações recentes, o presidente americano, Barack Obama, expressou que acredita que sanções internacionais sejam capazes de frear o programa nuclear iraniano. No entanto, Obama já solicitou opções militares ao Pentágono, segundo o WSJ.

Terra

2012: Entrevista sobre o Fim dos Tempos



Mulher evangélica diz que um Asteróide colidirá com a Terra em 21/12/2012

sábado, 28 de janeiro de 2012

Verdade Oculta,mais sobre o ACTA






O Som do Apocalípse segundo os cientistas

É se até os cientistas que são meio céticos quanto ao que se diz sobre estes estranhos sons, é surpreendente eles estarem encontrando explicações lógicas mas que corroboram da premissa de que não são suposições ou de origem humanas estes sons.
Algo maior e incompreensível está acontecendo mundo a fora mesmo, vai além deste mundo.

Os geofísicos asseguram ter descoberto a origem do misterioso fenômeno, conhecido como “o som do Apocalipse” ou “o HUM”, o zumbido em baixas frequências que está sendo ouvido em diferentes partes do planeta desde mediados de 2011.

Do que se trata?

O som escalofriante, que evoca a banda sonora de um filme de ciência ficção, foi registrado durante os últimos meses, entre outros países, em EUA., Reino Unido, Costa Rica, Rússia, Ucrânia, República Checa e Australia, exaltando a imaginação dos cientistas que até agora não tinham se atrevido a dar alguma explicação razoável para o fenômeno, registrado com áudio e vídeo por milhares de pessoas ao mesmo tempo, fato que descarta a hipótese de que se tratasse de um truque ou montagem.
Algumas das testemunhas afirmam que este zumbido peculiar é ouvido como um estrondo, outros como um “boom”, e existe quem o compare com o som que faria “Godzilla”. Em todo caso, se trata de um ruído de baixa frequência, aproximadamente 20 hertz ou 20 vibrações por segundo, que se encontra dentro dos limites de audição que um humano pode ouvir.

Costa Rica

Nas primeiras horas do dia 9 de janeiro de 2012 se ouviu em quase toda a Costa Rica um som estranho, que ainda alarma a população.
As testemunhas afirmam que o fenômeno durou entre cinco e dez minutos, mas não houve um tremor que o pudesse gerar, embora os tremores e sons da terra sejam usuais em casos de sismo, como uma manifestação secundaria da elevada quantidade de energia que se dissipa.

O país ficou comocionado ao ponto de que a notícia trascendeu o popular e passou aos meios de comunicação e também aos especialistas em sismos. Enquanto isso, a população começou a falar de um sinal do fim do mundo e a afirmar que o som está profetizado no livro do Apocalipse.
Explicação científica
Os investigadores da Agência científica internacional Wosco asseguram que o “HUM” poderia ser provocado pelo brusco aumento da atividade solar e a intensificação dos processos energéticos no núcleo da Terra, registrados ultimamente.
Uma das versões que expõe os investigadores é que a magnetosfera perdeu sua capacidade potencial de amortecer a radiação solar, pelo que se criam brechas provocando que a energia solar ingresse em nosso planeta, de forma pura e contundente, causando o ruído que poderia originar-se no rasgo do referido escudo protetor.

Outras especulações estão baseadas em que nosso sistema solar, cuja proteção se centra na heliosfera, está sendo “roçada” por algo invisível ou uma “nuvem interestelar”. Esta nuvem poderia pertencer a um sistema solar próximo, que roçando com o nosso, provocaria o estranho ruído e causaria uma grande quantidade de anomalías no planeta e nos corpos que circulam em nosso sistema solar.
Seja qual for a origem do “som do Apocalipse”, todos os especialistas estão de acordo em que se trata do presságio do aumento da frequência de cataclismos tais como tsunamis, erupções vulcânicas ou fortes terremotos, que já sacodem nosso planeta, mas que se intensificarão a finais de 2012.

Se os cientistas souberem o verdadeiro motivo desse som, uma hora eles vão ter que dizer a verdade, não vão poder ocultar para sempre.
Estamos presenciando vários fenômenos que nunca antes foram registrados. Este som indica que de fato algo está ocorrendo lá fora e não afeta somente a Terra mas sim, todo o sistema solar.
 Eu já publiquei uns artigos da equipe Starviewer sobre as alterações na matéria provocada por misteriosa energia vinda do Sol e o registro de uma explosão no centro da galáxia que está espalhando raios gamma em toda a galáxia.

Se os povos antigos deixaram dicas de que haveria uma transformação a nível galático e coincidentemente estamos presenciando situações que nos levam a acreditar que existe uma transformação em curso, não é necessário esperar explicações de cientistas. Até porque eles não diriam a verdade, para não causar o pânico nas “ovelhas”.
Aqui está a notícia que eu encontrei no site da Nasa:
Telescópio Fermi da NASA encontra estrutura gigantesca em nossa galáxia – 11.09.10
De ponta a ponta, a recém-descoberta de bolhas de raios gama estendem a 50.000 anos-luz, ou aproximadamente metade do diâmetro da Via Láctea, como mostrado nesta ilustração. Dicas de bordas das bolhas foram primeiramente observados em raios-X (azul) por ROSAT, uma missão operacional liderada pela Alemanha na década de 1990. Os raios gama mapeadas por Fermi (magenta) estendem muito além do plano da galáxia. Crédito: NASA Goddard Space Flight Center

Segundo os cientistas são bolhas compostas por radiações GAMMA e não conseguem explicar porque estão lá, já que não estavam antes.

WASHINGTON – O telescópio Espacial de Raios Gama Fermi da NASA revelou uma estrutura inédita centrada na Via Láctea. O fenômeno se estende por 50 mil anos-luz e pode ser o remanescente de uma erupção de um buraco supermassivo negro no centro da nossa galáxia.
“O que vemos são dois raios gama emissores de bolhas que se estendem 25.000 anos-luz de norte a sul do centro galáctico”, disse Doug Finkbeiner, astrônomo do Centro Harvard-Smithsonian de Astrofísica, em Cambridge, Massachusetts, que foi o primeiro a reconhecer o fato. “Nós não entendemos completamente sua natureza ou origem.”

A estrutura abrange mais de metade do céu visível, da constelação de Virgem à constelação de Grus, e pode ser milhões de anos. Um artigo sobre os resultados tem sido aceito para publicação no Astrophysical Journal.
Finkbeiner e sua equipe descobriram as bolhas de processamento de dados publicamente disponíveis do Telescópio Fermi de Grande Área (LAT). O LAT é o mais sensível e de alta resolução do detector de raios gama já lançado. Os raios gama são a forma mais alta energia da luz.
Outros astrônomos que estudam os raios gama não haviam detectado as bolhas em parte por causa de um nevoeiro de raios gama que aparece em todo o céu. A neblina ocorre quando partículas que se deslocam quase à velocidade da luz interagem com o gás interestelar e luz na Via Láctea. A equipe LAT refina constantemente modelos para descobrir novas fontes de raios gama obscurecido por essa emissão difusa chamada. Usando várias estimativas da neblina, Finkbeiner e seus colegas foram capazes de isolá-lo a partir dos dados LAT e desvendar as bolhas gigantes.

Os cientistas agora estão realizando mais análises para entender melhor como a estrutura nunca antes visto foi formado. As emissões da bolha são muito mais enérgico do que o nevoeiro de raios gama visto em outras partes da Via Láctea. As bolhas também parecem ter bordas bem definidas. Forma a estrutura e as emissões sugerem que ele foi formado como resultado de uma grande liberação de energia e relativamente rápida – a fonte da qual permanece um mistério.

Uma possibilidade inclui um jato de partículas do buraco negro supermassivo no centro galáctico. Em muitas outras galáxias, os astrônomos ver jatos de partículas rápido alimentado por matéria caindo em direção a um buraco negro central. Embora não haja evidências buraco negro da Via Láctea tem como um jato hoje, ela pode ter no passado. As bolhas também podem ter se formado como resultado de saídas de gás de uma explosão de formação estelar, talvez um dos que produziu muitos aglomerados de estrelas maciças no centro da Via Láctea vários milhões de anos atrás.

“Em outras galáxias, vemos que starbursts pode dirigir saídas de gás enorme”, disse David Spergel, um cientista da Universidade de Princeton, em Nova Jersey. “Qualquer que seja a fonte de energia por trás dessas bolhas podem ser enormes, é ligado a muitas questões profundas em astrofísica.”
Dicas das bolhas aparecem em dados anteriores da nave espacial. X-ray observações do alemão liderado Roentgen Satellite sugeriu evidências sutis de bordas bolha perto do centro galáctico, ou na mesma orientação que a Via Láctea. Wilkinson da NASA Microwave Anisotropy Probe detectado um excesso de sinais de rádio na posição das bolhas de raios gama.

O Fermi LAT equipe também revelou terça-feira melhor imagem do instrumento do céu de raios-gama, o resultado de dois anos de coleta de dados.
“Fermi varre o céu inteiro a cada três horas, e como a missão continua e aprofunda a nossa exposição, vemos o universo extrema em detalhes cada vez maior”, disse Julie McEnery, Fermi cientista do projeto da NASA Goddard Space Flight Center em Greenbelt, Md.
Uma estrutura de raios-gama gigante foi descoberta pelo processamento da Fermi em todo o céu, dados em energias 1-10 bilhões de elétron volts, mostrado aqui. O recurso dumbbell-shaped (centro) emerge do centro galáctico e se estende a 50 graus norte e ao sul a partir do plano da Via Láctea, que mede o céu da constelação de Virgem à constelação de Grus. Crédito: NASA / DOE / Fermi LAT / D. Finkbeiner


Fermi, da NASA, é uma parceria de astrofísica e física de partículas, desenvolvido em colaboração com o Departamento de Energia dos EUA, com contribuições importantes de instituições acadêmicas e parceiros na França, Alemanha, Itália, Japão, Suécia e Estados Unidos.
“Desde o seu lançamento em junho de 2008, Fermi repetidamente provou ser uma unidade de fronteira, dando-nos novos conhecimentos que vão desde a natureza do espaço-tempo para as primeiras observações de uma nova gama-ray”, disse Jon Morse, diretor da Divisão de Astrofísica na sede da NASA em Washington. “Estas últimas descobertas continuam a demonstrar um desempenho excepcional de Fermi”.

Fonte: Nasa

Na opinião deste blog, as alterações podem estar ocorrendo devido a galáxia inteira estar sendo atingida por estes raios gamma.
Quanto a isto, não há motivo algum para temer, isto já aconteceu várias vezes antes há milhares e milhões de anos atrás e a vida continuou se desenvolvendo.
O som “apocalíptico” pode ser justamente a reverberação da Terra em relação à energia do Sol ou até da energia vinda do centro da galáxia, uma espécie de “caixa de ressonância”.
Além desta anomalia sonora, temos também as mortes de animais marinhos como golfinhos e baleias encalhando nas praias, aves despencando do céu, enormes buracos surgindo no solo, vulcões entrando em erupção, grandes terremotos em todo o mundo e até tsunamis, é evidente que algo de grandes proporções está acontecendo. A verdadeira causa nós descobriremos em breve.


UND

O telescópio Kepler ‘acerta na mosca’ novamente

Concepção artística mostrando uma vista geral das posições orbitais dos planetas recém descobertos pela NASA, anunciados no dia 26 de janeiro de 2012. Os planetas em cores são os confirmados. Os candidatos a planeta estão em cinza. CREDITO: NASA Ames/UC Santa Cruz (Clique na imagem para ampliá-la).

Kepler, a sonda telescópio da NASA, acertou na mosca novamente, descobrindo 11 novos sistemas planetários, com 26 planetas confirmados.

Esta descoberta praticamente dobra o número de planetas encontrados foram de nosso sistema solar pelo observatório espacial Kepler.

“Antes da missão Kepler, sabíamos da existência de talvez 500 exoplanetas por todo o céu“, disse Doug Hudgins, cientistas do programa Kepler, no quartel general da NASA em Washington. “Agora, em somente dois anos, começando com um pedaço de céu não muito maior que seu punho, o Kepler descobriu 60 planetas e mais de 2.300 candidatos a planetas. Isto nos diz que a nossa galáxia é positivamente carregada com planetas de todos os tamanhos e órbitas“.

Os recém detectados mundos variam de tamanho, que vão desde 1,5 vezes o raio da Terra, até maiores do que Júpiter. Quinze dos 26 planetas são entre o tamanho da Terra e Netuno. Apesar de todos os planetas estarem em órbita próxima à sua estrela mãe, mais estudos são necessários para determinar quais mundos são rochosos como a Terra, e quais têm um atmosfera densa e gasosa como a de Netuno.

Ovni Hoje

Iron Sky: Os nazistas estão voltando; e desta vez eles vêm em seus discos voadores


O futuro lançamento do filme de ficção científica intitulado Iron Sky, tem como tema a idéia de que os nazistas escaparam da Terra para o lado oculto da Lua e estariam retornando, desta vez com uma enorme esquadrilha de discos voadores.

Na época de produção, os produtores estavam tentando levantar fundos para produzir o filme e, após pouco mais de um ano temos uma boa notícia: Iron Sky foi finalizado e terá sua estréia este fevereiro, no Festival Internacional do Filme em Berlim.

Para você ter uma idéia de como será o filme, veja o vídeo acima, que infelizmente ainda não está legendado em português.

O Vaticano pode estar interessado na conexão maia-extraterrestre

Imagem interpretada como um alienígena por um arqueólogo guatemalteco, de acordo com Raul Julia-Levy.

Em 20 de janeiro passado, foi publicado  no OVNI Hoje o artigo ‘Novas revelações maias para 2012 e além‘, a respeito do documentário ‘Revelations of the Mayans 2012 and Beyond‘, (‘Revelações dos Maias 2012 e Além’ em português), que está sendo produzido por Raul Julia-Levy e, alegadamente, deverá mostrar que os Maias mantinham contato com os extraterrestres.

Agora, nos chega mais informações sobre o impacto que este documentário está causando, antes mesmo de ser lançado.

Segundo o produtor Raul Julia-Levy, este documentário chamou a atenção do Vaticano.

Julia-Levy confirmou que teria recebido um comunicado oficial por parte do porta-voz da Santa Sé, Frederico Lombardi, manifestando o interesse do Vaticano em fazer uma reunião para discutir sobre o assunto.

Nos últimos anos, o Vaticano se abriu à possibilidade de que existam extraterrestres inteligentes, inclusive fazendo uma conferência para estudar tal possibilidade.

Julia-Levy disse estar entusiasmando pelo interesse do Vaticano, mas assinalou que procederá com cautela.

“A aproximação do Vaticano se presta para muitas interpretações, sobre tudo porque anteriormente a Igreja se mantinha fechada no que se referia a esses temas. Creio que seu interesse é o de trabalhar em conjunto para revelar esta informação e, quem sabe, também queiram compartilhar algo que eles saibam. Penso que eles estão buscando uma oportunidade para participar nesses temas. Não creio que haja intenções obscuras“, disse Julia-Levy.

Ele também disse que a diferentemente das dezenas de pessoas que dizem revelar informações confidenciais na Internet relacionada aos extraterrestres – e que normalmente só contribuem para aumentar a desinformação e a confusão – ele conta com o aval dos governos do México e da Guatemala, e já se reuniu com altos funcionários de ambos os governos.

“Todo mundo quer falar destes temas, mas quem conta com o apoio dos governos para revelar informações transcendentais?“ Segundo Julia-Levy, ambos os governos consideram que é importante acabar com a desinformação “de 2012 como o fim do mundo“, e disse que os dados que vai revelar “é o que os maias deixaram como legado para as futuras civilizações, para que possam viver em harmonia e proteger o planeta“.

Julia-Levy mencionou: “O presidente Reagan já falava de extraterrestres; disse que a próxima grande guerra seria interplanetária. É um tema complicado. Eu só posso falar daquilo que sei. É óbvio que muitas pessoas têm diferentes interesses, mas pelo que me toca com este documentário, me parece existir um interesse de trabalhar em conjunto para liberar a informação“. Complementou dizendo que, por não ter vontade de se abrir, “o governos dos Estados Unidos já teria bloqueado o documentário“.

O documentário começará a ser filmado em um mês. Há rumores de que Stephen Hawking e Johnny Depp participarão do mesmo.

Ovni Hoje

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

A.C.T.A.: Da internet até alimentos. O controle total da Tirania sobre a humanidade rumo a redução populacional!



Esta implementação do ACTA se mostra a cada dia, mais diabólico e nocivo à sociedade!
SOPA e PIPA foram apenas cortinas de fumaça...
O ACTA irá controlar desde a internet até a distribuição de ALIMENTOS e MEDICAMENTOS!
Lembram-se do Codex Alimentarius?
Pois então, o ACTA é um "aperfeiçoamento" muito mais monstruoso!
Sem dúvidas, este conjunto de leis é uma das maiores expressões do estabelecimento da Nova Ordem Mundial ditatorial nos últimos anos, e favorece diretamente ao plano de redução populacional da Elite globalista!

Eurocrise e seus sinais- As greves na Itália contra medidas do governo

Itália trabalhadores ferroviários e a greve contra plano de desregulamentação


ROMA (Reuters) - Os trabalhadores ferroviários italianos entraram em greve na sexta-feira contra as medidas governamentais destinadas a abertura dos serviços públicos, incluindo trens e ônibus, e as profissões a mais concorrência.

Ônibus, trens e bondes foram interrompidas em muitas cidades italianas, enquanto uma manifestação em Roma atraiu milhares de pessoas que protestaram contra as mudanças que o medo sindicatos vai levar a uma diluição "Estamos cansados ​​desses programas do governo contínua que sempre bateu mais fracos, os reformados e trabalhadores e não os da elite política ou aqueles com poder econômico real na Itália", disse o sindicalista Mauro Rustici, um manifestante em Roma.

Unidade de primeiro-ministro Mario Monti para cortar o mato de regras que regulam setor de serviços da Itália também provocou um protesto de taxistas e protestos de grupos vocais, incluindo advogados e farmacêuticos.

Segue-se uma mistura de cortes de gastos e aumentos de impostos, incluindo uma abrangente reforma do sistema de pensões, que foi passado antes do Natal e que se destina a equilibrar o orçamento até 2013 e reduzir a enorme dívida pública da Itália.

As medidas de desregulamentação seria aumentar o número de farmacêuticos, mudar o sistema que garante um número restrito de licenças de táxi e abolir as taxas mínimas para os advogados.

Eles também pretendem abrir o setor de transporte ferroviário à concorrência privada e permitir aos novos operadores de adotar contratos de trabalho que não contêm a mesma protecção que os contratos oferecidos pelas ferrovias estatais.

Mais adiante, o governo também está olhando para revisar as regras do mercado de trabalho para introduzir uma maior flexibilidade e aumentar as oportunidades para trabalhadores mais jovens.

Governo Monti tem demitido teme que os protestos vão empurrá-lo fora do curso e acredita que as mudanças têm amplo apoio entre a população em geral, que vai ganhar com preços mais baixos e mais concorrência.

"A idéia de que a desregulamentação é um sacrifício está enganado. Desregulamentação é uma oportunidade", Gabinete subsecretário Antonio Catricala, disse à Reuters em uma entrevista.

Os protestos têm sido relativamente contida e popularidade do governo parece estar segurando nas pesquisas de opinião.

Objeções às mudanças debatido foram aguçada pela crescente pressão sobre os rendimentos do agregado familiar a Itália cabeças em que se espera ser uma recessão severa em 2012.

Dados do departamento nacional de estatísticas Istat nesta semana mostrou que a diferença entre a inflação de preços ao consumidor e crescimento dos salários foi maior desde agosto de 1995.

Bloqueios nesta semana por caminhoneiros que protestam contra preços elevados dos combustíveis têm causado perturbações graves para as empresas, incluindo Fiat (FIA.MI) e Coca-Cola (KO.N) e levou a prateleiras vazias nos muitos supermercados .


UND

Eurocrise e seus sinais- Espanha e o desemprego crescente

27 de janeiro (Bloomberg) - Taxa de desemprego da Espanha subiu para 22,9 por cento, o maior em 15 anos, aumentando a pressão sobre o primeiro-ministro Mariano Rajoy para cumprir sua promessa eleitoral de criar empregos em uma economia encolhendo.

A taxa de desemprego subiu no quarto trimestre de 21,5 por cento nos três meses anteriores, o Instituto Nacional de Estatística, em Madrid, disse hoje. Isso é mais do dobro da média euro-região e supera a estimativa mediana de 22,2 por cento em uma pesquisa da Bloomberg de sete analistas.
Desemprego "é a principal fonte de vulnerabilidade da economia espanhola e isso é algo que esperamos para começar a corrigir no curto prazo", ministro da Economia, Luis de Guindos disse hoje na Bloomberg Television, em Davos, na Suíça. ” "Temos que ter um monte de decisões, porque há algumas coisas que não funcionam adequadamente no mercado de trabalho na Espanha."

Espanha é o lar de um terço dos desempregados da região do euro, segundo o escritório da União Europeia estatísticas, que estima que metade dos jovens espanhóis estão sem trabalho. O governo do Partido Popular, que ganhou o 20 de novembro a eleição depois de uma campanha focada no emprego, prometeu reformular as regras de trabalho e salariais na próximas duas semanas para solicitar as empresas a contratar.

A notícia triste de trabalho vem como Rajoy se prepara para participar de um 30 de janeiro cúpula da União Européia que irá se concentrar em reviver a economia da região. UE Assuntos Económicos e Monetários Comissário Olli Rehn disse em 24 de janeiro que uma "recessão moderada" é indicado no primeiro semestre como os governos impõem medidas de austeridade para cortar déficits e reduzir as cargas de sua dívida.

Medidas de austeridade

A economia espanhola contraiu 0,3 por cento no quarto trimestre, o Banco de Espanha estima em 23 de janeiro, e pode encolher 1,5 por cento este ano, empurrando a taxa de desemprego para 23,4 por cento.
"Neste ambiente, é questionável se massivamente aumentar as medidas de austeridade é a coisa certa a fazer", Ben May, economista europeu da Capital Economics, em Londres, disse por telefone.” "O importante para as economias do sul da Europa, a única maneira que você vai ver o crescimento, é se eles não são obrigados a apertar a política fiscal de forma significativa."
Itália vendeu 11 bilhões de euros (14,5 bilhões) de títulos do Tesouro de hoje, reunião de seu alvo. O Tesouro com sede em Roma vendeu 8 bilhões de euros de 182 - contas em dia 1,969 por cento, a menor desde maio e para baixo de 3,251 por cento no último leilão de vencimento de títulos semelhante em 28 de dezembro.

Crescimento dos EUA

Isto continuou uma raia de sucesso de vendas dívida de curto prazo pela Itália, Portugal, Espanha, França e Bélgica, suavizada pelo 489000000000 € desembolsados ​​pelo Banco Central Europeu em ilimitada de três anos empréstimos a bancos euro-região.
Europeu de luta para impulsionar o crescimento, enquanto os governos cortar gastos em contraste com os EUA, onde a economia expandiu provavelmente no quarto trimestre no ritmo mais rápido de 2011 como os gastos dos consumidores e empresas pegou reconstruída estoques, os economistas disseram antes de um relatório hoje.
Produto interno bruto cresceu a um ritmo anual de 3 por cento depois de avançar 1,8 por cento nos últimos três meses, de acordo com a previsão média de 79 economistas consultados pela Bloomberg News. Compras domésticas, que representam cerca de 70 por cento da economia, pode ter subido 2,4 por cento, mostrou a pesquisa.

Trabalho árduo

"Confiança pegou até o ponto onde os consumidores estavam em um modo melhor para gastar, mas não fazer alarde", disse Sal Guatieri, um economista sênior dos EUA da BMO Capital Markets em Toronto. "Esta é uma melhoria acentuada do crescimento que vimos nos últimos quatro trimestres. É um trabalho árduo, mas estamos a melhorar gradualmente. "
Na Ásia, as vendas no varejo do Japão cresceu no ritmo mais rápido em mais de um ano como uma recuperação nos gastos do consumidor apoiado uma economia cambaleante do terremoto de março e uma queda das exportações aprofundamento.
As vendas no varejo subiram 2,5 por cento em dezembro do ano anterior, o Ministério do Comércio disse hoje em Tóquio, o maior avanço desde agosto de 2010 e superior a 2,1 por cento previsão média de 17 economistas consultados pela Bloomberg News.
"Os consumidores estão gradualmente a recuperar seu apetite", disse Yoshimasa Maruyama, economista-chefe em Tóquio no Itochu Corp "Mas não podemos descartar a possibilidade de que o declínio nas exportações e na produção devido à desaceleração econômica mundial vai enfraquecer emprego e renda."

. - Com a ajuda de John Fraher Nemazee e Maryam, em Davos, Sharp e Andy Ujikane Keiko em Tóquio, Alex Kowalski em Washington Harumi Ichikura em Londres. Editors: Patrick G. Henry, James Hertling Editors: Patrick G. Henry, James Hertling

UND

Eurocrise e seus sinais- Grécia afundando

ATENAS - Há apenas parece haver uma boa notícia para os gregos estes dias. Mesmo como um governo de coalizão liderado pelo ex-Banco Central Europeu (BCE) Vice-Presidente Lucas Papademos estagnou em negociações para obter um resgate segunda para manter o país de cair na bancarrota, a Troika de credores internacionais está exigindo mais das medidas de austeridade a mesma que criou uma profunda recessão de 18,2 por cento de desemprego e o fechamento de mais de 100.000 empresas.

Papademos disse aos ministros do seu governo provisório, formado por ministros um resquício do antigo dirigente socialista PASOK, o seu amargo rival conservador New Democracy e a extrema-direita LAOS partido, que a União Europeia-Fundo Monetário Internacional-ECB disse que o dinheiro não mais será dado para a Grécia, a menos que implementa medidas mais draconianas. A Grécia está sobrevivendo em uma primeira série de US $ 152 bilhões em empréstimos de resgate que não conseguiram lento deslizar o país em direção ao que a maioria dos analistas disse que é o colapso iminente. Papademos está em disputa para um segundo pacote de US $ 169 bilhões e esperanças de um script de tanto quanto 70 por cento da dívida da Grécia, mas essas conversas também estão paralisadas e foram a lugar algum por semanas.

O jornal Kathimerini informou que Papademos distribuídos entre seus ministros um documento de 10 páginas que continha a exigências feitas pelos credores da Grécia, que incluem a insistência de que o governo cumprir as exigências antes que falhou sob o ex-primeiro-ministro George Papandreou, que renunciou em 11 de novembro, 2011, após 18 meses de protestos, tumultos e greves contra as medidas de austeridade. Grécia tinha acumulado uma dívida 460,000 milhões dólares causada por gerações de contratações desnecessárias, em troca de votos para a Nova Democracia alternativo e Administrações PASOK.

Mas as novas medidas para os salvamentos continuaram e são tão pungente como a primeira:
A demissão de 150 mil funcionários públicos até 2015
Sem exceções à estrutura de remuneração por todo lugar para funcionários públicos
Cortes nos gastos de defesa e saúde
O fechamento de órgãos do Estado
Cortes nas pensões auxiliares que são a salvação de muitos idosos
A fusão de fundos de pensão em uma única entidade
Um aumento de 25 por cento nos valores dos imóveis, embora a Grécia já dobrara a avaliação
Um aumento 2.2 bilhões de euros em cortes de gastos neste ano
Mais rápida privatização de empresas estatais e a venda ou arrendamento de propriedades estatais
Cancelamento de condições favoráveis ​​para os contribuintes que fizeram acordos de pagamento
Redução das contribuições para a segurança social em 5 por cento

Não houve menção a uma redução dos salários do setor privado, embora a Troika disse que os salários devem se tornar mais flexível. Papademos é devido para colocar as medidas em frente os líderes dos três partidos em seu governo de coalizão quando ele conhece-los em 28 de janeiro antes de finalizar o plano com seu gabinete no dia seguinte, e depois apresentá-los em uma reunião da UE em Bruxelas, em 30 de janeiro. A Troika tem insistido com o apoio unânime de todos os membros da coalizão, colocando Nova Democracia seu líder Antonis Samaras em uma posição difícil, pois ele disse que apóia o governo, mas não todas as políticas. Mas sem a sua aprovação, a Troika disse que vai desligar os empréstimos de resgate. Papademos está lutando para manter unida a coalizão em face da crescente desaprovação pública de seu governo também.

UND

Irã considera proposta da Rússia que visa acabar com disputa nuclear

Teerã - O Irã considera proposta da Rússia para um afrouxamento gradual de sanções contra Teerã em troca de um aumento gradual de acesso ao país por inspetores nucleares internacionais, um parlamentar iraniano disse nesta sexta-feira.

Ministro dos Negócios Estrangeiros russo Sergey Lavrov fez a proposta para uma abordagem passo-a-passo na tentativa de acabar com o impasse entre Teerã e potências mundiais suspeitos dos objetivos do seu programa nuclear no ano passado.

"Autoridades iranianas várias vezes discutiram o assunto com os russos e se Moscou levanta a proposta na próxima reunião nuclear, então ela poderia ser examinada", disse Alaeddin Boroujerdi, que parlamento comissão política externa.

Boroujerdi no entanto disse a agência de notícias Mehr que o plano russo deve levar em conta os interesses do Irã.

Presidente Mahmoud Ahmadinejad indicou quinta-feira que em caso de embargo do petróleo da União Europeia sobre o Irã, o país ainda estaria pronto para retomar as negociações com o chamado grupo 3 + 3 em Istambul.

Por quase uma década, o grupo formado por países da UE a Grã-Bretanha, França e Alemanha, China, Rússia e os Estados Unidos têm realizado várias rodadas de negociações com o Irã, a última das quais teve lugar em Janeiro.

As negociações têm repetidamente vacilou sobre a demanda para o Irã suspender temporariamente suas atividades de enriquecimento de urânio como uma etapa de fortalecimento da confiança.

O Irã, por sua vez está pedindo o reconhecimento de seus direitos nucleares e insiste na suspensão das sanções internacionais.

"Os poderes do mundo devem simplesmente reconhecer o Irã como um país com know-how nuclear e (baseado em que) participar nas negociações", disse Boroujerdi.

O Irã tem dado o sinal verde para uma visita de uma equipe de alto escalão de inspetores da Agência Internacional de Energia Atômica, marcada para domingo.

A equipe está em busca de respostas substanciais para relatórios de inteligência que o Irã tinha testado componentes de armas nucleares.

UND

Iraque quer comprar armas russas

Um dos líderes xiitas do Movimento de Sadr, Mustafa Iakubi, comunicou que o Iraque está interessado em comprar armas russas. “Os iraquianos não querem depender de apenas um fornecedor de armas – dos Estados Unidos. Essas aquisições devem ser diversificadas, é necessário abastecer-se de armas de fontes diferentes. E na busca de uma alternativa, a prioridade no campo dos armamentos será dada aos russos,” disse numa entrevista à estação de rádio Voz da Rússia.

De acordo com ele, essa questão já foi discutida no Ministério da Defesa do Iraque. “O exército iraquiano tem usado armas russas desde há muito, os iraquianos acostumaram-se, já sabem como lidar com elas”, afirmou Iakubi.

Voz da Rússia

Twitter cria "censuras nacionais" contra mensagens ofensivas

O Twitter anunciou nesta quinta-feira que desenvolveu um sistema de censura para impedir que mensagens inadequadas para algumas culturas ou países estejam ao alcance dos usuários nos territórios afetados.

Para justificar a medida, os representantes da rede social argumentaram que a ideia de liberdade de expressão é entendida de forma diversa em diferentes pontos do planeta, e citou como exemplo o fato de que alguns governos, como os de França e Alemanha, proíbem a publicação de conteúdos favoráveis ao nazismo.

"Até agora, a única forma que tínhamos de nos ajustar aos limites desses países era retirando o conteúdo globalmente. A partir de hoje temos a possibilidade de barrar conteúdos de usuários em um país específico, ao tempo que continuarão disponíveis no resto do mundo", explicou o Twitter.

A rede social não deixa claro, no entanto, como determinará quais mensagens extrapolam o direito à liberdade de expressão em cada país, apesar de indicar em sua página de ajuda ao usuário que o bloqueio responderá a uma solicitação de uma entidade autorizada.

O Twitter insistiu que será transparente no processo de censura de mensagens e que notificará os usuários cujo conteúdo for desaprovado.

Voz da Rússia

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Cientistas querem desenvolver um gigantesco escudo para proteger a Terra

A Agência Espacial Alemã, em colaboração com especialistas do mundo todo, está planejando desenvolver o NEo Shield, que será uma gigantesco escudo projetado para nos defender de ameaças vindas do espaço, tais como grandes asteróides ou comentas. O projeto também irá estudas respostas para cada situação considerada perigosa.

Este projeto teria sido idealizado após pesquisas que demonstram o grau de realidade destas ameaças. De acordo com os estudos, além dos meteoros que entram anualmente na Terra, a cada dois mil anos recebemos impacto de um objeto com tamanho capaz da causar danos localizados.

Também, a cada um ou dois milhões de anos, podemos ser impactados por uma rocha grande, podendo causar efeitos globais.

De acordo com informação colhida pelo telescópio Wise da NASA, grande parte dos 19.500 objetos, com diâmetro de 100 a 1000 metros, não foram ainda identificados.

Ovni Hoje

Maciça Movimentação de tropas na Califórnia-EUA levanta preocupações da Rússia

Um perturbador relato citado e preparado ao Ministério da Defesa que circula hoje no Kremlin afirma que oficiais militares russos foram repelidos pela OTAN ontem depois que surgiram dúvidas a respeito de movimentos de equipamentos de guerra e de tropas no Estados Unidos região da Califórnia e disse que envolve mais de 78.000 soldados de vários países.

 Relatórios vindo dos Estados Unidos verificam estes movimentos de tropas extraordinárias que estão em andamento com vídeos mostrando quantidades maciças de tanques de guerra e equipamentos sendo levados para a região da Califórnia de trem perto de Santa Cruz  e Morgon Hill  juntamente com relatórios detalhando que as áreas de Los Angeles foram isoladas nesta semana para exercícios militares secretos .
Importante notar, este relatório diz, é que mesmo que a Rússia tinha retirado em 2007 do Tratado sobre Forças Armadas Convencionais na Europa ( CFE ) ainda era capaz de obter explicações para a transferência e movimentação de tropas ocidentais europeias e americanas a partir do Reino Unido sob um contrato em separado, mas que foi suspenso sem aviso prévio ou explicação por parte do governo britânico este passado 25 de novembro de 2011.
Preocupações sobre os movimentos militares das potências ocidentais, o relatório continua, é devida aos Estados Unidos e seus aliados europeus de contabilidade para quase três quartos de todo o montante gasto com tropas armadas e equipamentos em todo o mundo e que na última década terem guerras desencadeadas em várias partes do globo, que eles não mostram sinais de parar.
Análise de inteligência militar russa do padrão de camuflagem identificadas sobre os milhares de veículos militares e tanques de alagamento na região da Califórnia note que é uma variante do padrão de floresta MARPAT projetado para uso por forças da Marinha dos EUA para uso em ambientes urbanos localizados em zonas temperadas ou áreas tropicais, mas a maioria certamente não é aquela usada em qualquer uma das Américas nos teatros de guerra atual de operação.
Análise a respeito de porque estas tropas estão atualmente juntando na California e envolve qualquer número de cenários, incluindo: 1.) A invasão peolos EUA prevista do México ou de qualquer nação sul-americana. 2.) Preparações para acabar com tumulto em larga escala em erupção nos Estados Unidos .3.) Preparativos para ajudar a população civil na sequência de uma catástrofe causada pela guerra ou desastre natural.

Analistas militares russos notam no relatório que México poderia ser um "alvo principal" para EUA e da Europa a ação militar como a sua Guerra Contra as Drogas , que começou em 2006, chegou a quase 48 mil vidas e durante este ano eleitoral crucial agora está ameaçada de desintegração pelos cartéis de drogas que agora têm mais poder do que o governo.

Outra análise neste relatório registra que os Estados Unidos estão com uma raiva crescente, tanto da Venezuela rica em petróleo e do Brasil, cujos governos de esquerda estão se tornando cada vez mais de oposição ao domínio americano-europeu e cada vez mais aliados com China e Irã contra o Ocidente. Importante observar neste cenário que as preocupações de guerra ao Brasil aumentaram a tal ponto que muitos estão chamando agora para os brasileiros para começarem a preparar-se para esmagar uma invasão americana .

” Quanto à probabilidade de que essas forças concentrando na Califórnia será usado para acabar com a dissidência interna parece ter validade forte devido à análise de muitos especialistas, incluindo os apoiadores de Obama como o bilionário George Soros , que esta semana advertiu que uma violenta luta de classes está prestes a irrompem nos Estados Unidos e afirmando, "A situação é tão grave e difícil como eu já experimentei na minha carreira." Importante observar neste cenário é que os Estados Unidos em repressão aos manifestantes tornou-se tão violento que a associação internacional conhecida como Repórteres Sem Fronteiras rebaixou a liberdade de imprensa nos Estados Unidos a 47 ª , esta semana, uma queda surpreendente de 27 lugares para um país que diz que tem mais liberdade no mundo.
Para se juntando estas tropas na Califórnia estão a ser utilizados em caso de uma catástrofe que tínhamos observado em nosso relatório anterior, Aviso Megaquake emitidos para os EUA e o México Pacific Coast , que há, de fato, uma preocupação crescente entre os especialistas russos nesta região pode estar prestes a experimentar um terremoto devastador .

Em nosso mundo de hoje onde o regime Obama pediu mais de suas tropas para ser implantado para as Filipinas para combater a China, tem ordenado 15.000 mais de suas tropas para o Kuwait em preparação para uma guerra iminente com uma nação iraniana que está se " preparando para o Armagedon , "estes movimentos de tropas estranhos e enorme na Califórnia levantam uma série de preocupações, mas que sem o povo americano se exigindo saber o que está acontecendo será, como sempre, deixar essas pobres almas à mercê dos tiranos que governam sobre eles .

E como verdadeiramente bárbaros dos Estados Unidos tornou-se, ninguém precisa ver mais longe do que Tariq Aziz , um rapaz de 16 anos, paquistanês que se ofereceu para coletar informações sobre ataques de drones EUA matando civis inocentes se ele iria ajudar a proteger sua família, mas dentro 72 horas de fazer sua oferta foi assassinado pelos norte-americanos junto com seu irmão de 12 anos de idade, quando o carro em que viajava foi explodida por um míssil disparado por um drone.
Se até mesmo as crianças são agora considerados inimigos pelo novo "deus" Obama , que agora governa completamente sobre "Battlefield Earth", uma certamente deve se perguntar o que qualquer um tem chances mais ... Que o Senhor tenha misericórdia de todos nós.

UND

EUA estacionam 15 mil soldados para o Kuwait quando as tensões com o Irã aumentam

O Departamento da Defesa dos EUA tem implantado 15.000 soldados para o país do Oriente Médio no Kuwait como as tensões com o Irã aumentam mais após as sanções dos EUA e da UE, em resposta ao desafio do Irã a interromper seu programa nuclear, que alegou ter produzido a sua vara de primeiro combustível nuclear no início deste mês . Na segunda-feira a UE aprovou a proibição de exportações de petróleo iranianas após a acção semelhante, os EUA do petróleo do Irã e do Banco Central.

O Irã já ameaçou o bloqueio do Estreito de Hormuz , que 35% dos embarques de petróleo do mundo passar e tem vindo a realizar um exercício naval 10 dias e os testes de mísseis. Os EUA têm estacionados dois supernavios nuclear alimentado no Golfo Pérsico. Combinado com a implantação de 15.000 soldados, parece que os EUA estão se preparando para um potencial conflito com o Irã em todas as frentes. General James Mattis, chefe Comando Central dos EUA obteve aprovação no final de 2011 para a estação de tropas no Kuwait. Mattis geral acredita que a implantação é necessária para manter o Irã em cheque e para assegurar a América está preparado para qualquer outras ameaças no Oriente Médio.

Apesar de 80% do PIB do Irã depender do petróleo exportações iranianas parecem não se incomodar com as sanções. "Sanções ineficazes do Ocidente contra o Estado islâmico não são uma ameaça para nós. Eles são oportunidades e já trouxeram muitos benefícios para o país ", ministro de Inteligência Heydar Moslehi disse o oficial agência de notícias IRNA . Com países como a China, que depende do Irã para um terço da sua oferta, rejeitando as sanções e pedindo para a negociação sobre o que o Irã afirma ser um programa de pesquisa nuclear pacífico, parece que o que acontece no Irã e no Estreito de Hormuz nos próximos dois de semana terá um impacto global.

UND

Ahmadinejad:UE irá sair perdendo com novas sanções ao Irã

A União Europeia e não o Irã sairá perdendo com as novas sanções da UE proibindo a compra de petróleo iraniano, disse o presidente Mahmoud Ahmadinejad nesta quinta-feira, enquanto parlamentares diziam que poderiam cortar o fornecimento aos países europeus antes do prazo final em 1o de julho.
"É o Ocidente que precisa do Irã e a nação iraniana não perderá com as sanções", disse Ahmadinejad em seus primeiros comentários públicos sobre a questão desde que os 27 países-membros da UE concordaram com o bloqueio na segunda-feira.

"Houve um tempo em que 90 por cento de nosso comércio era com os europeus. Isso agora caiu para 10 por cento. Nós não pedimos isso. Corte (o comércio) e vamos ver quem vai arcar com as perdas", disse ele em extratos de um discurso transmitido por rádio.
Teerã disse que o prazo de seis meses da UE para que o bloqueio entrasse em vigor indica as dificuldades do bloco em cortar o fornecimento de petróleo iraniano enquanto enfrenta incertezas econômicas sem precedentes devido a uma crise da dívida. A UE é o segundo maior comprador do petróleo iraniano, depois da China.

O Parlamento vai debater no domingo uma lei que obrigará o governo a suspender as exportações de petróleo antes do prazo de 1o de julho, estipulado pela UE para diminuir o golpe às economias enfraquecidas de Grécia, Itália e outras, de quem o Irã é um importante fornecedor.

"Todos os países europeus que fizeram do Irã o alvo de suas sanções não poderão comprar nem mesmo uma gota de petróleo do Irã e as torneiras de petróleo serão fechadas para eles para que eles não brinquem mais com fogo", disse o parlamentar Nasser Soudani à agência de notícias semioficial Mehr.
A medida de UE e novas medidas norte-americanas que tornam mais difícil para países comprarem petróleo do Irã, que é o segundo maior exportador da Opep, constituem as mais duras sanções até agora feitas para pressionar Teerã a moderar seu programa nuclear.

Elas foram feitas enquanto Ahmadinejad luta para controlar o aumento da inflação e uma crise monetária que em parte foi causada pelo impacto psicológico das novas sanções.

Estadão

Anonymous fechou o site do Parlamento Europeu

O site do Parlamento Europeu foi derrubado na quinta-feira devido a ataques DdoS do grupo de hackers Anonymous, que está protestando contra o Acordo de Comércio de Combate à Falsificação (The Anti-Counterfeiting Trade Agreement, ACTA). De acordo com a edição European News que está cobrindo as actividades das instituições da UE, no auge do ataque, o corpo legislativo da UE recebeu cerca de 300 mil chamadas por segundo, o que é seis vezes superior ao nível normal.

Voz da Rússia

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Sopa e Pipa foram feitos para desvio de atenção! O Gigante ACTA está por vir!

O Acordo Comercial Anticontrafação (ACTA, em inglês Anti-Counterfeiting Trade Agreement) é um tratado comercial internacional que está sendo negociado, com o objetivo de estabelecer padrões internacionais para o cumprimento da legislação de propriedade intelectual, entre os países participantes. De acordo com seus proponentes, como resposta "ao aumento da circulação global de bens falsificados e da pirataria de obras protegidas por direitos autorais".

O tratado aparenta ser um complemento a um tratado anterior sobre propriedade intelectual, Acordo TRIPs, que foi severamente criticado por "defender" o domínio cultural e tecnológico dos países desenvolvidos sobre os subdesenvolvidos.

As negociações se iniciaram em outubro de 2007 entre a Estados Unidos, o Japão, a Suíça e a União Europeia, tendo sido depois integradas por Austrália, Canadá, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Jordânia, Marrocos, México, Nova Zelândia e Singapura.

O tratado é bastante criticado pelo fato das negociações ocorrerem entre uma minoria e de forma sigilosa. E também pela existência de indícios, como os documentos vazados para o Wikileaks, de que o acordo planeja beneficiar grandes corporações com o prejuízo dos direitos civis de privacidade e liberdade de expressão do resto da sociedade.

Fatos sobre o ACTA:
O ACTA não é um SOPA Europeu. É quase global, e vai ser aplicado a cada país que assinar este tratado.

O ACTA é muito mais agressivo. O ACTA não vai simplesmente afetar Web Sites e bloqueá-los da internet, são medidas de vigilância de qualquer coisa que é compartilhada na internet por meios privados.

Não existe uma campanha contra o ACTA e este é tão organizado como o SOPA. Ele é perigoso e há pouco tempo até o tratado ser finalmente assinado.

O ACTA tem efeitos na saúde, no comércio e no turismo.


Fonte Wikipedia e Youtube

Rússia preocupa EUA após anunciar venda de aviões de combate à Síria

O governo dos Estados Unidos expressará nesta semana sua preocupação quanto aos relatórios que indicam que a Rússia venderá à Síria 36 aviões de combate Yak-130, em virtude de um contrato assinado em dezembro. O secretário de Estado adjunto para Assuntos do Oriente Médio, Jeff Feltman, chegou nesta segunda-feira a Moscou e planeja analisar o assunto em seus encontros com autoridades do Governo russo, indicou a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.

"Vimos os relatórios de imprensa sobre a venda e, se estiverem certos, será algo bastante preocupante. Obviamente, perguntaremos sobre isso", assinalou a porta-voz em sua entrevista coletiva diária. O diário russo Kommersant informou sobre o acordo nesta segunda-feira, citando fontes próximas à agência russa de exportação de armamento. O rotativo indicou que o valor da transação seria de US$ 550 milhões.

O possível acordo se soma a outro que também despertou a preocupação de Washington neste mês, levando o Departamento de Estado dos EUA a entrar em contato com Moscou sobre um navio russo suspeito de transportar munição à Síria. "Não conseguimos esclarecer realmente o que ocorreu nesta ocasião", reconheceu Nuland nesta segunda-feira.

A Síria será "o assunto número um" na agenda de Feltman na Rússia, país que pressionará para que apoie uma resolução no Conselho de Segurança da ONU que aumente a pressão a fim de que o poder seja entregue pelo presidente Bashar al Assad, acrescentou a porta-voz.

No domingo, os ministros das Relações Exteriores da Liga Árabe acordaram pressionar Assad para que o líder sírio transfira o poder ao vice-presidente do país, além de formar um Governo de união nacional em dois meses para convocar eleições presidenciais. A proposta, porém, já foi categoricamente rejeitada por Damasco.

Defesa Net

Rússia negocia para vender armas a Brasil e Argentina

A Rússia procura fechar contratos para vender armamentos a uma série de países latino-americanos, em particular o Brasil, Argentina e Chile, declarou nesta quarta-feira o diretor da corporação estatal russa Rostekhnologii, Sergei Chemezov.

"Temos possibilidade de assinar contratos no âmbito da cooperação técnico-militar com Brasil e Argentina. Estamos trabalhando ativamente no Chile", disse Chemezov em uma entrevista à agência Interfax.

Quanto à Venezuela, o principal comprador latino-americano de armamentos russos, o diretor da Rosteknologii indicou que "não são esperados novos contratos para breve". Segundo distintas fontes, desde 2005 a Rússia vendeu à Venezuela cerca de US$ 5 bilhões em armas.

Chemezov assinalou que no ano passado a Rússia exportou quase US$ 12 bilhões em armamentos, montante que deverá ser superado em 2012.

Defesa Net

Guerra á vista? TV diz que Irã fechou o estreito de Ormuz.


Irán cierra estrecho de Ormuz por teleSUR_tv
Na sequência da decisão da União Europeia para implementar um gradual bloqueio ao Irã, o governo do país anunciou o fechamento do Estreito de Hormuz, o canal principal para navios que transportem petróleo bruto dos países árabes. Fechar o Estreito de Ormuz é um legítimo direito do Irã de responder a sanções pela União Europeia. Então, disse um porta-voz do Parlamento da República Islâmica, Heshmatollah Falahapisheh, em entrevista à agência Fars iraniana de notícias. Ele disse que eles fecharão "definitivamente".
A aplicação desta medida por Teerã e foi descrito como ilegítima pelos EUA e diplomatas britânicos. Por seu lado, o Ocidente faz ameaça bélica em resposta para evitar o fechamento do canal principal para navios que transportam o petróleo dos países árabes.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

Menino chinês, de olhos azuis, pode enxergar no escuro

Um menino surpreendeu médicos com sua habilidade de ver no escuro. Quando iluminados, seus olhos também brilham no escuro, como olhos de gatos.

Os médicos têm estudado a espetacular visão de Nong Youhui, desde que seu pai o levou para o hospital em Dahua, no sul da China, preocupado com seus olhos azuis brilhantes.

Seu pai disse: “Eles me informaram que ele cresceria e tudo ficaria normal e que seus olhos parariam de brilhar e ficariam negros como os da maioria das pessoas chinesas; mas eles não ficaram.”

Testes conduzidos na escuridão mostram que Youhui pode ler perfeitamente sem qualquer luz e ver claramente como a maioria das pessoas durante o dia.

Um comentário interessante colocado pela pessoa que postou vídeo no YouTube é o seguinte:

“Poderia Nong Youhui ser um híbrido?

Uma nova geração de crianças extraordinárias e dotadas estão aparecendo por todo o planeta. Está a raça humana evoluindo, ou possivelmente nossos visitantes extraterrestres mexendo com nosso DNA?

Como sempre, você é quem decide.”

Obviamente não se pode afirmar que este menino seja mesmo um híbrido com ETs, mas não deixa de ser um caso interessante que está deixando muitos cientistas com “a pulga atrás da orelha”.

Veja o vídeo da reportagem em inglês:

Irã reforça ameaça de fechar Estreito de Ormuz após novas sanções

O chanceler britânico, William Hague, participa de reunião em Bruxelas, na Bélgica, na qual ministros da UE aprovaram novas sanções contra o Irã

Vice-chefe de influente comitê diz que caso a passagem de petróleo seja fechada, EUA e aliados não seriam capazes de reabrir rota

Dois deputados iranianos refizeram a ameaça de fechar o estratégico Estreito de Ormuz, por onde é transportado cerca de um quinto do petróleo utilizado no mundo, em retaliação ao embargo da União Europeia anunciado nesta segunda-feira.

As nações da União Europeia em Bruxelas concordaram com um embargo ao petróleo do Irã, como parte das sanções contra o programa nuclear do país, que para o Ocidente, busca o desenvolvimento de armas atômicas, o que Teerão nega. As medidas incluem um embargo imediato a novos contratos de importação de petróleo e seus derivados, enquanto contratos já existentes podem continuar até julho.

O Irã já havia alertado bloquearia o estreito caso as sanções afetassem as vendas de petróleo, e dois deputados reforçaram a ameaça nesta segunda-feira.

Heshmatollah Falahapisheh, disse que o Irã tinha o direito de fechar o Estreito de Ormuz em retaliação às sanções ao petóleo e seu fechamento era cada vez mais provável, segundo a agência semioficial Mehr. "No caso de ameaça, o fechamento do Estreito de Ormuz é um dos direitos do Irã", disse Falahatpisheh. "Até agora, o Irã não usou esse privilégio."

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país, Ramin Mehmanparast, desqualificou as medidas, chamando-as de "injustas" e "fadadas ao fracasso". "A ameaça, a pressão e as sanções injustas estão fadadas ao fracasso e não impedirão o Irã de obter seus direitos fundamentais" em matéria nuclear."

Mohammad Ismail Kowarsi, vice-chefe do influente comitê iraniano de segurança nacional, disse que o Estreito de Ormuz "seria definitivamente fechado se a venda de petróleo iraniano for violada de qualquer maneira".

Kowarsi afirmou que caso o estreito seja fechado, os EUA e seus aliados não seriam capazes de reabrir a rota, e alertaram os EUA a não tentarem nenhuma "aventura militar".

Nesta segunda-feira, o Pentágono afirmou que um porta-aviões dos EUA cruzou o Estreito de Ormuz no domingo e chegou ao Golfo Pérsico. "O USS Abraham Lincoln completou um trânsito regular e de rotina para realizar operações previstas de segurança marítima", disse o porta-voz do departamento de Defesa, John Kirby. Segundo ele, não houve incidentes.

O porta-aviões, que pode transportar até 80 aviões e helicópteros, foi escoltado pelo cruzador de mísseis USS Cape St. George e por dois destroyers. Mais cedo, o ministério da Defesa do Reino Unido informou que uma fragata britânica e um navio francês se uniram ao grupo do porta-aviões para cruzar o Estreito.

Reações ao embargo

As medidas impostas pela União Europeia nesta segunda-feira também incluem o congelamento dos ativos do Banco Central Iraniano, como parte das sanções para forçar o Irã a retomar o diálogo sobre o enriquecimento de urânio, um processo que pode levar à fabricação das armas nucleares.

Após a aprovação do embargo, o ministro russo das Relações Exteriores, Sergei Lavrov, denunciou as "sanções unilaterais" contra o Irã. "As sanções unilaterais não fazem as coisas avançarem", declarou Lavrov. "Se o Conselho de Segurança da ONU impôs sanções coletivas, todos devem respeitar essa decisão sem acrescentar ou tirar nada", continuou.

A Rússia trabalhará para que "todas as partes se abstenham de tomar decisões bruscas e para que as negociações sejam retomadas", disse. O país, que até agora aprovou quatro pacotes de sanções do Conselho de Segurança contra o Irã, divulgou, assim como a China, que seria contra novas sanções.

Por outro lado, o governo dos Estados Unidos afirmou nesta segunda-feira que o embargo imposto pela União Europeia é "outro passo firme" para aumentar a pressão sobre Teerã.

Essa medida "é coerente com outras adotados previamente pelos Estados Unidos e com as novas sanções americanas contra o Irã", afirmou a secretária de Estado, Hillary Clinton, e o secretário do Tesouro, Timothy Geithner, em um comunicado conjunto.

No mês passado os EUA promulgaram novas sanções contra o Banco Central iraniano e contra sua capacidade de exportar petróleo, mas tem adiado a implementação das sanções por pelo menos seis meses preocupados com o aumento do preço do petróleo em um momento difícil apra a economia mundial.

O premiê israelense, Benjamin Netanyahu, também recebeu bem a decisão da União Europeia. Ele afirmou que o embargo é um "passo na direção correta".

Cerca de 80% do lucro com o petróleo iraniano vem de exportações e novas medidas ou sanções poderiam afetar fortemente sua economia. Com cerca de 4 milhões de barris por dia de produção, o Irã é o segundo maior produtor da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo).

Visita da AIEA

A agência nuclear da Organização das Nações Unidas (ONU) confirmou na segunda-feira os planos de uma visita ao Irã entre 29 e 31 de janeiro e disse que seu principal objetivo é "resolver todas as questões substantivas pendentes".

Uma equipe sênior da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) deverá buscar explicações nas conversações em Teerã para as informações da inteligência indicando que o Irã tem tentado pesquisar e desenvolver armas nucleares relevantes, segundo afirmam diplomatas.

A missão da AIEA será liderada pelo vice-diretor geral Herman Nackaerts, chefe mundial das inspeções para salvaguardas nucleares, e incluirá Rafael Grossi, o diretor geral assistente para política. "A equipe da agência vai ao Irã com um espírito construtivo e confiamos de que o Irã trabalhará conosco nesse mesmo espírito", disse em um comunicado Yukiya Amano, diretor geral da agência que tem sede em Viena.

"O objetivo geral da AIEA é resolver todas as questões substantivas pendentes", acrescentou o comunicado da AIEA, confirmando pela primeira vez a data da visita.

Ultimo Segundo IG

Driblando Sanções: a Índia irá pagar com ouro pelo petróleo do Irã, a China pode seguir o mesmo caminho.


A Índia já teria concordado em pagar Teerã em ouro pelo óleo que compra, em um movimento que busca proteger Nova Deli das sanções dos EUA contra os países que negociarem com o Irã. China, um outro comprador de petróleo iraniano, podem seguir o exemplo de Nova Déli.

O relatório, feito pelo site israelense DEBKAfile de análize militar e notícias, afirma que o Irã e Índia estão negociando alternativas de suporte com a China e a Rússia, os EUA e a UE agora procuram encontrar uma maneira de bloquear o mecanismo de pagamento em ouro.

O movimento de Nova Delhi é visto como surpreendente, a Índia sssim como o Irã, disseram que iriam passar os pagamentos para Ienes e Rupias. China, outro grande importador de petróleo iraniano, pode seguir o exemplo de Nova Déli, acrescenta o relatório.

Índia e China precisa mudar para outra moeda que não o dólar no comércio bilateral, já que os EUA e a UE emitiram sanções unilaterais contra a indústria petrolífera iraniana e instituições financeiras que apoiarem os negócios. As sanções proibem qualquer banco envolvido no comércio de petróleo com o Irã de lidar com os seus homólogos americanos e europeus.

Índia e China, dois grandes compradores na contabilidade do petróleo iraniano respectivamente com 22 e 13 por cento de suas exportações totais, se recusaram em aderir a tais sanções. Isso significa que eles têm que estabelecer uma maneira confiável de pagar pelo óleo bruto, independentemente dos mecanismos do sistema financeiro global controlado por Nova York e Londres.

O plano atual de Nova Delhi é realizar os pagamentos através de dois bancos estatais, Banco UCO da Índia e da Turquia Halk Bankasi da Turquia, por este ser um outro país a se recusar a participar da farra de sanções.

Os EUA emitiu novas sanções contra o Irã em dezembro, com o objetivo de exercer pressão sobre a República Islâmica tentando tornar seu controverso programa nuclear mais transparente. A União Europeia juntou-se a iniciativa na segunda-feira, proibindo novos contratos de petróleo com o Irã, mas permitindo que os atuais sejam cumpridos.

A Austrália, na terça-feira, se tornou o mais recente país a dar voz aos planos para este embargo, embora o anuncio seja mais simbólico do que prático, considerando-se a pequena participação do país na exportação de petróleo do Irã.

Japão e Coreia do Sul, outros dois grandes compradores de petróleo do Irã, estão em conversações com Washington sobre a questão, embora ambos, Seul e Tóquio, temem que parar suas importações pode prejudicar suas economias.

O Irã, que é altamente dependente de suas vendas de petróleo, tenta ferozmente reagir às campanhas de sanções. Teerã diz que não vai ceder à pressão e ameaça bloquear o Estreito de Ormuz, uma rota chave dos petroleiros que saem do Golfo Pérsico.

RT News