quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

Delegação visitará reservas de minérios raros no Brasil

Proposta inicial é negociar escândio bruto. Segunda etapa pode ter construção de planta no Brasil e transferência de tecnologia.

Na próxima quinta-feira (31), uma delegação russa composta pelos proprietários da empresa «Mast», Serguêi Chak e Serguêi Makhov, além de geólogos, desembarca em São Paulo, de onde segue para o município de Barreiras, na Bahia, que possui uma enorme reserva de escândio. Pela primeira vez, russos e brasileiros esboçam uma parceria nessa área estratégica.

A viagem desses russos ao Brasil foi engendrada ainda durante a visita da presidente Dilma Rousseff a Moscou, em meados de dezembro de 2012. Na comitiva de empresários que a acompanhou, estava o ex-senador Andres Guzman, diretor para assuntos internacionais da Itaoeste Mineração e da OMF Mineral Star.

“A visita à Rússia foi um sucesso. Tivemos a oportunidade de nos reunir com a empresa 'Mast', que já tem tradição no trato de minerais raros há mais de trinta anos», contou Guzman à Gazeta Russa.

Rumo a Marte

Até 1993, quando o setor foi estatizado no país, a «Mast» explorava diversos minerais, e até mesmo urânio na Rússia. Apesar das mudanças no setor, a empresa seguiu trabalhando com produtos como escândio, tálio e lítio.

Seus clientes estão distribuídos por doze países, tais como Estados Unidos, China, Índia, França, Inglaterra, Alemanha. Para a norte-americana “Smith&Wesson”, por exemplo, a “Mast” fabrica um cano especial para armamento de repetição balística.

“Eles elaboram o produto em uma de suas empresas, de acordo com o 'cardápio' do cliente”, conta Guzman. “É uma empresa de ponta que atua não só na separação dos materiais, como também na qualificação, agregando valor a esses minerais.”

Segundo Guzman, os planos das empresas são amplos. “Ao lado da venda de escândio bruto, pretendemos assinar um acordo de transferência de tecnologia. Podemos gerar uma terceira empresa associada e instalar uma planta para agregar valor em território brasileiro e vender estes produtos acabados a empresas de altíssima tecnologia, tais como Boeing, Airbus, Nasa. O tratorzinho que chegou em Marte utiliza essas ligas especiais.”

No Brasil

Na Bahia, a delegação irá se reunir com o governador da Bahia, Jacques Wagner, e com alguns integrantes do seu secretariado, além de outros políticos, como o deputado federal Nelson Pellegrino.

“Nosso projeto na Bahia está estimado em 20 bilhões de dólares. O céu é o limite”, afirma Guzman. Em troca, de acordo com ele, o Brasil ganha divisas e a transferência de tecnologia. «A Embraer, por exemplo, compra os trens de aterrissagem na Europa ou nos Estados Unidos porque não existe no mercado local o domínio das ligas dos minerais raros com alumínio.»

Empresário de ponta

A reserva de Barreiras pertence a um dos empresários mais audaciosos do país. Olacyr de Moraes foi o mais jovem bilionário brasileiro. Chegou a ter mais de 40 empresas atuando em diversos ramos, tais como construção civil, transporte, agronegócio, pecuária, geração de energia, implementos agrícolas, armazenamento e estocagem de alimentos etc.

Em seu currículo de «self made man» constam duas realizações que fazem dele um dos maiores empreendedores da história brasileira. Nos anos 1980, ele ergueu, nas terras até então consideradas inóspitas do Centro-Oeste, um império agrícola. Fez jus ao epíteto de “Rei da Soja”.

Reinou também no milho e no algodão. Na década seguinte tornou-se o primeiro e único brasileiro a construir uma ferrovia no século 20 no país.

Já há dez anos o empresário pioneiro, que é proprietário da Itaoeste Mineração e da OMF Mineral Star, dedica-se aos minérios.

“Partimos para essa área porque mexemos muito com agricultura no Mato Grosso do Sul e no Mato Grosso, e constatamos que no solo do cerrado não se produzia por falta de nutrientes, principalmente de calcário para neutralizar a acidez. Começamos a pesquisar mais, e tivemos a sorte de encontrar uma mina de calcário lá. Começamos por esse até chegarmos aos minérios raros”, conta Olacyr.

Para ele, a Rússia é um mercado potencial para esses minérios. “Empresas estratégicas dependem muito de escândio e de tálio. O escândio é um mineral muito raro, e o mais caro entre os minerais raros. É um material estratégico em relação ao qual tanto a Rússia como os Estados Unidos, a França e a Alemanha ficam muito atentos”, completa.

Defesa Net

Síria acusa Israel de atacar centro de pesquisa militar em Damasco

O regime sírio acusou a Força Aérea israelense de ter bombardeado alvos próximos à capital Damasco. Segundo comunicado, aviões de combate abriram fogo contra um centro de pesquisa com fins militares.

Aviões de guerra israelenses teriam atacado um centro de pesquisa militar na província de Damasco na madrugada desta quarta-feira (30/01), informou o comando militar sírio, negando as informações de que as aeronaves teriam atingido um comboio que transportava armas do país para o Líbano.

Duas pessoas teriam morrido e cinco ficaram feridas no ataque às instalações de Jamraya, descritas como um dos "centros de pesquisa com objetivo de elevar o nível de resistência e autodefesa" da Síria.

O prédio foi destruído, disse o comando militar em comunicado publicado pela imprensa local. O comunicado destacou que as aeronaves entraram em território sírio voando abaixo do nível do radar, ao norte do monte Hermon, e retornaram pela mesma rota.

Ataque na fronteira sírio-libanesa

Anteriormente circularam informações de que a Força Aérea israelense teria atacado em território sírio um comboio que transportava armamentos próximo à fronteira com o Líbano. O carregamento seria destinado ao grupo xiita Hezbollah. O Líbano desmentiu o ataque. "As informações sobre um ataque israelense na fronteira sírio-libanesa não têm fundamento", informou a agência estatal NNA.

Entretanto, o exército libanês havia dito que aviões israelenses entraram durante a noite no espaço aéreo no sul do Líbano. "Jatos sobrevoaram a baixa altitude e se escutou um ruído como quando se rompe a barreira do som", disse uma fonte militar libanesa à agência alemã de notícias DPA. As tropas da ONU no Líbano disseram não ter informações sobre um possível ataque.

Defesa Net

Comandante da Marinha americana visita área do Comando do 9º Distrito Naval

Comandante da Marinha dos Estados Unidos da América, Alte Esq Greenert e o Comandante da Marinha do Brasil, Alte Esq Moura Neto

De 17 a 19 de janeiro, o Comandante do 9º Distrito Naval (Com9ºDN), Vice-Almirante Antonio Carlos Frade Carneiro, recebeu o Comandante da Marinha dos Estados Unidos da América, o Almirante-de-Esquadra Jonathan W. Greenert, e sua comitiva, em visita a Manaus (AM), acompanhado pelo Comandante da Marinha, Almirante-de-Esquadra Julio Soares de Moura Neto, pelo Comandante de Operações Navais, Almirante-de-Esquadra Gilberto Max Roffé Hirschfeld; do Chefe do Gabinete do Comandante da Marinha, Vice-Almirante Bento Costa Lima Leite de Albuquerque Junior; do Subchefe de Operações do Comando de Operações Navais, Contra-Almirante José Renato de Oliveira e bem como outras autoridades.

O Alte Esq Greenert conheceu as instalações e as atividades da Estação Naval do Rio Negro e do 3º Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral, Organizações Militares subordinadas ao Com9ºDN, assistiu ao Desembarque Ribeirinho, ação desenvolvida pelos Fuzileiros Navais do Batalhão de Operações Ribeirinhas, bem como visitou alguns pontos turísticos da cidade de Manaus.

A comitiva conheceu o Navio-Patrulha Fluvial (NPaFlu) “Raposo Tavares” e os Navios de Assistência Hospitalar (NAsH) “Oswaldo Cruz” e “Carlos Chagas”, subordinados ao Comando da Flotilha do Amazonas.

Na ocasião, as comitivas americana e brasileira acompanharam os atendimentos médicos e odontológicos do NAsH “Oswaldo Cruz” à população ribeirinha da comunidade de Nossa Senhora de Terra Nova, localizada no município de Careiro da Várzea (AM).

Defesa Net

Asteróide irá bater recorde de aproximação da Terra, em fevereiro

Um asteróide com o tamanho aproximado de um campo de futebol irá passar próximo à Terra em 15 de fevereiro, diz um relatório da NASA.

Apesar de não haver chances da rocha se chocar com o nosso planeta, ela irá bater o recorde de aproximação para um corpo celeste deste tamanho.

“Desde que o monitoramento dos céus começaram na década de 90, nunca vimos um objeto deste tamanho chegar tão próximo à Terra”, disse Don Yeomans, um cientista planetário do Programa de Objetos Próximos à Terra, da NASA.

O asteróide de 50 metros de largura, conhecido como 2012 DA14, chegará a 28.000 quilômetros da superfície da Terra, o que é mais próximo do que os nossos satélites geosincronizados, os quais gravam dados climáticos e de telecomunicações.

No seu ponto de aproximação mais próximo de nós, ele poderá ser brilhante o suficiente para ser visto com um telescópio básico, mas a sua velocidade tornará difícil sua visualização.

Os cientistas suspeitam que o asteróide seja feito de alguma rocha, ao invés de metal ou gelo.

O Dr. yeoman disse que um asteróide do tamanho do 2012 DA14 colide com a Terra uma vez a cada 1200 anos.

“[Mas este] definitivamente não irá atingir a Terra”, disse o Dr. Yeoman.

Ele diz que a órbita do asteróide é bem conhecida e isso elimina a possibilidade de impacto.

Um asteróide de tamanho similar que colidiu com a Terra há aproximadamente 50.000 anos criou uma cratera de 1,6 quilômetros de diâmetro no Arizona, EUA.

Ovni Hoje

Alegado ET encontrado na Rússia em 1996 é similar ao que está sendo estudado pelo Dr. Greer

Alegado ET encontrado na Rússia.

Em 1996, um pequeno humanóide, ou alienígena, foi alegadamente encontrado perto da cidade de Kishtim, na Rússia.

Uma velha senhora com problemas mentais teria encontrado esta criatura ainda viva na floresta e a trouxe para casa. Ela deu o nome de Alyosha para esta criatura. Depois, seu falecido neto a alimentou com doces e leite. Mas quando a mulher foi levada para o sanatório mental, a criatura morreu.

Alegada criatura que está sendo estudada pelo Dr. Greer.
Alegada criatura que está sendo estudada pelo Dr. Greer. Repare a similaridade da cabeça com a da foto acima.

De acordo com o texto encontrado com o vídeo postado no YouTube sobre o incidente, a nora da mulher, bem como vários vizinhos viram a criatura quando ela ainda estava viva.

Apesar do vídeo a seguir ser na linguagem russa, achei interessante postá-lo aqui, pois a alegada criatura assemelha-se e muito com a que está sendo estudada pelo Dr. Greer no momento.

(Ver links abaixo para o caso do Dr. Greer:

http://ovnihoje.com/2013/01/27/imagem-de-raio-x-de-et-do-dr-greer-e-divulgada-na-web/,

http://ovnihoje.com/2012/12/23/dr-greer-resultados-parciais-do-et-de-15-cm-de-altura/
e http://ovnihoje.com/2012/12/23/dr-greer-aguarda-resultado-sobre-ser-de-15-cm-de-altura/)

Seriam estas duas criaturas seres da mesma raça, ou meramente uma coincidência de duas farsas?

Assista abaixo a primeira parte de cinco do vídeo documentário (em russo) da suposta criatura encontrada pela mulher russa:


Ovni Hoje

Síria: Kuwait e Emirados Árabes Unidos anunciam ajuda de 200 milhões de euros

O emir do Kuwait, xeque Sabah al-Ahmad Al-Sabah (foto), anunciou uma ajuda humanitária de cerca de 221 milhões de euros para a Síria.

«Devido aos grandes sofrimentos do povo sírio e para contribuir para o êxito desta conferência, anuncio uma doação do Kuwait de 300 milhões de dólares para o povo sírio», anunciou o emir no discurso de abertura da conferência de doadores no Kuwait.

Também os Emirados Árabes Unidos prometeram doar a mesma quantia, de acordo com o anúncio do príncipe herdeiro de Abu Dhabi, xeque Mohammed ben Zayed Al Nahyan, feito à margem desta conferência patrocinada pelas Nações Unidas.

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, lançou um apelo para reunir 1,5 mil milhões de dólares (1,1 milhões de euros), que permitam responder às necessidades humanitárias dos civis sírios, afirmando que a situação «é catastrófica» e levará a «um maior número» de mortes, se estes fundos não forem conseguidos.

Cerca de 60 países participam nesta conferência, numa altura em que a ONU se prepara para lançar um programa destinado aos quatro milhões de sírios necessitados de ajuda de emergência no interior do país.

Esta ajuda deverá também beneficiar cerca de 700.000 refugiados sírios nos países vizinhos. Se o conflito não for travado, o número de refugiados poderá atingir 1,1 milhões até junho, indicou a ONU.

Na terça-feira, a Comissão Europeia indicou que vai dar uma ajuda de 100 milhões de euros, a anunciar na conferência no Kuwait. Esta soma vai juntar-se aos 100 milhões já desbloqueados por Bruxelas para ajudar os sírios.

Os Estados Unidos anunciaram uma ajuda suplementar de 155 milhões de dólares (114 milhões de euros) para os refugiados, o que eleva para 365 milhões de dólares (269 milhões de euros) a ajuda humanitária norte-americana aos sírios.

Organizações de solidariedade, reunidas no Kuwait, na véspera desta conferência, prometeram 182 milhões de dólares (134 milhões de euros).

tsf.pt

Nota da Redação:

Nada mais certo que esta ajuda desses países que praticamente deram início à crise armada dentro da Síria, ao enviarem armas, salários, logísitica e tudo mais, aos rebeldes há quase dois anos!

Naval Brasil

Líder da oposição síria se diz pronto para negociar com Assad

BEIRUTE – O chefe da principal coalizão de oposição da Síria, Mouaz Alkhatib (foto), disse que está pronto para manter conversas com representantes do presidente Bashar al-Assad fora da Síria se autoridades libertarem dezenas de milhares de detidos.

As autoridades sírias declararam esta semana que as figuras políticas da oposição poderiam voltar a Damasco para um "diálogo nacional" e que quaisquer acusações contra eles seriam descartadas.

Esses comentários seguiram um discurso que Assad proferiu há três semanas em que ele pediu por negociações de reconciliação, mas disse que não haveria diálogo com adversários que ele chamou de "terroristas".

Assad vem tentando reprimir um levante de 22 meses, que começou em março de 2011 com, principalmente, protestos políticos pacíficos, mas se transformou em uma guerra civil na qual 60 mil pessoas já morreram.

Seus comentários foram rejeitados pela maioria das figuras da oposição, que insistem em sua saída como uma pré-condição para negociações, mas Alkhatib pareceu suavizar essa postura ligeiramente.

"Estou preparado para sentar diretamente com os representantes do regime sírio no Cairo, Túnis ou Istambul", afirmou Alkhatib em um comunicado em sua página no Facebook.

Ele estabeleceu duas condições próprias: a libertação do que ele disse serem 160.000 detidos em prisões sírias e instalações de inteligência, e instruções para embaixadas sírias para emitir novos passaportes para sírios cujos documentos tinham expirado.

Enfatizando as diferenças contínuas entre os inimigos de Assad, o Conselho Nacional Sírio, órgão de oposição que tem alguns de seus membros representados no conselho de Alkhatib, imediatamente se distanciou dos comentários dele.

"O povo sírio está pagando um preço alto para conseguir seu direito à plena liberdade… O Conselho Nacional Sírio afirma o seu compromisso absoluto com a vontade do povo sírio, e rejeita qualquer acordo com o regime sírio ou negociação com ele."

Assad anunciou no começo de janeiro planos para uma conferência de reconciliação com figuras da oposição "que não traíram a Síria", embora ele tenha dito que primeiro deve ser posto um fim ao financiamento regional e armamento dos rebeldes que lutam para derrubá-lo.

"Devemos falar com gangues recrutadas no exterior que seguem as ordens de estrangeiros? Deveríamos ter diálogo oficial com um boneco feito pelo Ocidente, que tem suas falas escritas?", disse.

Reuters

Nota da Redação:

Para quem antes com toda arrogância, fazia exigências para negociar o cessar-fogo, entre elas, que não negociaria com 'o regime da Síria', e agora, está disponível para um acordo, até que não está ruim…

Naval Brasil

Irã diz que aprimorará enriquecimento de urânio em Natanz, diz diplomata

Defesa antiaérea de uma das usinas nucleares do Irã
VIENA – O Irã informou à agência nuclear da ONU que pretende usar centrífugas mais modernas para enriquecimento de urânio em sua usina de Natanz, disse um diplomata na quinta-feira.

Com isso, o Irã terá capacidade para refinar urânio mais rápido do que pode no momento, o que elevaria as preocupações do Ocidente e Israel sobre os objetivos do programa nuclear iraniano.

Forças Ocidentais suspeitam que o Irã está tentando desenvolver bombas atômicas, uma acusação que autoridades iranianas negam.

Reuters

Naval Brasil

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Documentário - Derrubaram o Pinheirinho


É um documentário que conta a história dos quase 6000 moradores da ocupação "Pinheirinho". Essas pessoas moravam desde 2004 num terreno abandonado há mais de 20 anos, em São José dos Campos. Esse terreno era de propriedade de uma empresa que havia falido em 1989, a Selecta, pertencente ao empresário Naji Nahas.

Em julho de 2011, a justiça ordenou que as famílias fossem retiradas de lá. Em 22 de janeiro de 2012, a Polícia militar do estado de São Paulo realizou a reintegração de posse, colocando todos os 6000 para fora. A maioria deles saiu apenas com a roupa do corpo. No mesmo dia em que os moradores foram retirados do terreno, os tratores começaram a derrubar as casas com todos os pertences dos moradores dentro; o que é totalmente ilegal.

Essas pessoas além de perderem o teto, perderam tudo o que tinham, tudo o que compraram em quase 8 anos de trabalho. A maioria das famílias eram bem pobres, que ganhavam entre 0 e 3 salários mínimos, o que é bem pouco num estado com alto custo de vida como São Paulo.

O governo, em vez de regularizar a situação dos quase 6000 moradores, preferiu expulsar todos eles do terreno e criar um imenso problema social na cidade.

Este documentário conta a história completa do Pinheirinho, desde a origem do terreno até a ocupação em 2004, as várias tentativas de acabar com a ocupação, as tentativas de segregar os moradores, as falsas promessas da prefeitura em regularizar o terreno, a reintegração em janeiro de 2012, até os fatos mais próximos de janeiro de 2013, quando o documentário foi finalizado.

Direção: Fabiano Amorim

contato: fabiano.silva.amorim@gmail.com

Para ver a excelente matéria feita pelo jornalista Paulo Nogueira sobre o documentário, acesse:http://diariodocentrodomundo.com.br/o-excepcional-documentario-sobre-pinheirinho/

Santa Maria, Brasil: Crônica de um crime anunciado


Existem acidentes. E existem tragédias, fatos terríveis como esse, que quando acontecem provocam dor imensa, comoção, e perguntas: como deixaram isso acontecer? Onde mais isso pode acontecer? E como isso não aconteceu antes?

Alguém ai em casa tem dúvida de como NÃO É feita a fiscalização em milhares de casas noturnas Brasil afora? Quem frequenta a noite em São Paulo, por exemplo, não sabe que a maioria das casas de balada têm as mesmas características da "Kiss" de Santa Maria?

Boates com o mesmo tipo de segurança -capaz de barrar quem tenta escapar; com medo de que não paguem a conta. Casas com uma única entrada, mas sem saída. Baladas que costumam aceitar muito mais público do que o previsto pela lei.

Quem, em São Paulo ou Brasil afora, não sabe que filhos frequentam grandes festas de estudantes que não têm autorização legal para acontecer? Festas que levam o nome de uma escola ou de uma universidade que nada têm a ver com as festas, ou que por elas se responsabilizem.

Baladas para menores acontecem sem que o juizado tenha sido ao menos comunicado. Qualquer um que tenha filhos adolescentes, com condições financeiras para frequentar tais baladas, sabe que é assim.

Presença de bombeiro, funcionário treinado para acidentes em festas com mais de 500 ou de mil pessoas? Esqueçam. Isso só acontece no papel e nos discursos.

Como esperar fiscalização de festas numa cidade, como São Paulo, onde um funcionário, o tal Saab, autorizava alvarás ilegais para construção de prédios inteiros? O cidadão fez fortuna de R$ 50 milhões, tinha mais de 100 apartamentos e o prefeito diz que não sabia de nada. Alguém, num lodaçal desses, vai fiscalizar casa noturna?

Na véspera do Ano Novo, máquinas derrubaram matas, aterraram lagoas na avenida Paralela, no coração de Salvador. Ao que se sabe, autorizados por alguém da prefeitura que deixava o poder. O que aconteceu na cidade vítima de enorme estupro imobiliário? Nada.

Na mesma Salvador a camatoragem de carnaval invade espaços públicos desde o Natal. Como? Em conluio com quem tem poderes para impedir. Por todo o Brasil a sociedade aceita cenários como esse. Por inércia, medo ou desinteresse. Até que venha a próxima tragédia.

Uma blitz em qualquer cidade encontraria poucas casas desse gênero em plenas condições de funcionamento.

Agora veremos um surto de anúncios de medidas preventivas. O que se espera é que, em nome de seus filhos, a sociedade cobre. Cobre para que medidas sejam implantadas e para que uma fiscalização real evite tragédias como a de Santa Maria.

Davos 2013: extraterrestres, supercapacidades humanas, imortalidade

Para além de questões econômicas tradicionais, a agenda do Fórum Econômico Mundial em Davos inclui tais temas como utilização não controlada de tecnologias da engenharia genética, intervenção médica no cérebro humano, prolongamento artificial da vida humana, existência de civilizações extraterrestres. As discussões, preparadas com o apoio da revista Nature, são denominadas X-Fator e parecem mais com um cenário de filme de ficção científica.

Na opinião de cientistas, a humanidade terá em breve medicamentos capazes de provocar supercapacidades nos homens. Tanto que cientistas estão desenvolvendo atualmente remédios contra tais males como a doença de Alzheimer e a esquizofrenia, no futuro, provavelmente, poderão aparecer medicamentos que estimulem a atividade mental nas pessoas comuns.

Cientistas concordam que as supercapacidades humanas podem ser impulsionadas com a ajuda de engenhos eletrônicos altamente tecnológicos: as experiências mostraram que a atividade cerebral e a memória podem ser melhoradas com a ajuda de aparelhos eletrônicos implantados no organismo humano. Mas tal método é tecnologicamente complexo e é pouco provável que ele seja acessível para uma pessoa comum, diferentemente dos preparados médicos. Contudo, na opinião de cientistas, a neurobiologia alcançará um novo nível dentro de dez anos e sensores eletrônicos implantados no cérebro serão largamente divulgados. Pergunte-se contudo: será ético dividir a sociedade em aqueles que podem permitir-se melhorar a atividade cerebral e aqueles que não podem fazê-lo? Será possível vender livremente tais preparados e será necessária uma base legislativa para tal?

Outro tema de discussões é o aumento dos problemas ligados ao crescimento da duração da vida humana. Medicamentos de última geração permitiram prolongar em 35% a vida de pessoas. Este fator positivo é acompanhado de perdas financeiras relacionadas com pagamentos sociais e de superpopulação do planeta.

Segundo especialistas, a eutanásia é a única solução do problema, porque, graças ao desenvolvimento da medicina, mesmo as pessoas mais fracas e doentias podem viver até 90-100 anos, o que contraria a lei da natureza de que sobrevivem os mais fortes.

O tema mais extraordinário de discussões é a existência de civilizações extraterrestres. Os peritos do Fórum concordam que a humanidade poderá descobrir planetas habitadas em resultado da exploração do espaço e apela a que a comunidade mundial se prepare para um encontro com uma civilização extraterrestre e avalie as potenciais ameaças deste contato. Por outro lado, será necessário formar serviços especiais para descobrir civilizações extraterrestres que possam prevenir ameaças vindas do cosmos.

No entanto, como afirmam muitos peritos, a descoberta de uma razão extraterrestre não alterará muito a vida humana. Embora este seja um acontecimento sensacional, é pouco provável que ele influa imediatamente na vida humana. No entanto, a longo prazo, poderá mudar a consciência psicológica e filosófica das pessoas. Mesmo o descobrimento de um vestígio de vida num outro planeta provocará conversas sobre a possível existência da vida no universo, o que, por sua vez, irá frustrar os princípios da filosofia e da religião, consideram os peritos do Fórum.

Voz da Rússia

Economia global: A China com ouro preparando o tombo do Dólar.

 China faz movimentos para o colapso do dólar dos EUA: anunciando que moedas de ouro voltarão para o comércio global

O Banco Popular da China já reduziu suas participações no tesouro americano abaixo as do Japão e no passado anunciou uma mudança em suas reservas de ouro em 2009, quando declarou a uma caminhada de 76 por cento para 1.054 toneladas. Alemanha, Itália, França e os EUA mantêm mais de 70 por cento das suas reservas em ouro, o último baluarte contra a desvalorização de impressão de dinheiro.
China está no lançamento de moeda de ouro global 4.7 de 5 baseado em 3 avaliações.

Segundo o artigo, a China está reformulando todas as suas reservas de ouro em pequenas barras de um quilo, a fim de emitir uma nova moeda lastreada em"ouro" . Muitos dizem que isso vai perturbar o comércio global e, eventualmente, causar o colapso do dólar dos EUA.

Não pode haver dúvida de que o dólar dos EUA em breve será parte da história. A China está reformulando todas as suas reservas de ouro em pequenas barras de um quilo, a fim de emitir uma nova 'moeda global lastreada em ouro. Esta é certamente uma parte estratégica de seu impulso recente para assinar novos acordos comerciais com a Rússia, Japão, Chile, Brasil, Índia e Irã. O gato está agora fora do saco, aos EUA, serão dados a "corrida dos vagabundos" com os maiores países comerciais do mundo e que o dólar vai cair em chamas. Agora estima que 80% do ouro que os investidores acreditam que eles têm em contas alocadas está muito longe, a maioria das que provavelmente acabaram na China.

Aqui está um trecho de Jim Willie em "Carta Hat Trick '
Jims em um recente artigo começa com ...

Muitos são os eventos, sinais, pistas e indicadores de um verdadeiro fracasso real ao vivo sistêmico está em andamento.Até os últimos meses, brincadeiras como estas foram negadas pelos soldados na área financeira. Mas, ultimamente, eles não podem dispensar o ataque de provas, um verdadeiro quadro de sintomas feios das condições terrivelmente erradas e soluções no melhor que deu errado e na pior, nunca teve a intenção, em primeiro lugar.

CHINA reformula suas BARRAS DE OURO

China está bem ao longo de um ambicioso plano de reformulação de suas barras de ouro grandes em barras menores de 1 kg em uma escala maciça. Um grande evento está se formando que irá perturbar o comércio mundial e, seguramente, o sistema bancário global. Os grandes pontos de ouro em reformulação do projeto para os chineses se preparando para um novo sistema de liquidação do comércio. No processo, eles devem estar na construção de uma base para um novo sistema monetário baseado possivelmente em ouro que suporta os pagamentos comerciais. Inicialmente utilizado para o comércio, que será posteriormente usado no setor bancário.Considera o projecto chinês como preliminar de um colapso no sistema USDollar baseado em dívida. Os chineses estão na remoção de milhares de toneladas de barras de ouro de Londres, Nova York, e na Suíça. Eles estão na reformulação das medidas , não mais para suportar pesos em onças, mas sim em kg. Os maiores bares de Entrega Bom estão sendo reduzidos em 1 quilograma-bares e armazenado na China. Não está claro se o projeto de reformulação está sendo feito inteiramente na China, como alguma indicação que vem sobre das fundições suíças que podem estar envolvidas, uma vez que têm tanta experiência e capacidade.

A história de reformulação em Londres é confirmada pela minha melhor fonte. Parece patentemente claro que os chineses estão se preparando para um novo sistema de solução de comércio, de forma a coincidir com um novo sistema de reservas bancárias. Eles podem fazer uma parte considerável das novas barras de 1 kg, disponíveis para os investidores de varejo e indivíduos ricos na China. Duas mensagens são inconfundíveis. Um passo grande de virada (aka FU) está sendo dado ao sistema ocidental e britânico de libras e onças e outras medidas de toneladas . Mas talvez algo maior está envolvido. Talvez uma investigação formal de barras de tungstênio atado está sendo conduzida de forma oculta. No início de 2010, a questão das barras de tungstênio salgados tornou-se uma grande história, obviamente mantido em silêncio. As trilhas emanava de Fort Knox, como no furto de seu inventário. As vias estendidas através do Panamá em outras rotas conhecidas para a multidão de contrabando, que o comércio perverso de pó branco conhecido na rua como cavalo e sopro, ou Menino & menina.

Fonte: http://worldtruth.tv/china-launching-gold-backed-global-currency/
http://b4in.com/c7B

Piñera rejeita proposta boliviana de saída ao mar em troca de gás

O presidente do Chile, Sebastián Piñera, rejeitou nesta segunda-feira negociar assuntos de soberania por interesses econômicos. Foi uma resposta ao chefe de governo da Bolívia, Evo Morales, que propôs ao Chile trocar gás de seu país por uma saída ao mar.

Anfitrião da cúpula da Comunidade de Estados Latino-americanos e Caribenhos (Celac), realizada em Santiago, Piñera disse que o Tratado de 1904, que soluciona os temas pendentes da Guerra do Pacífico, entre os dois países, não é injusto ou foi imposto, e está "plenamente vigente", e em consequência disso, pediu que seja respeitado. "Os temas de soberania não são negociados por interesses econômicos", disse Piñera em resposta à oferta de Morales de entregar ao Chile gás boliviano em troca de uma saída soberana ao mar, que a Bolívia perdeu após uma guerra no final do século XIX

Piñera ressaltou que a soberania territorial é um tema "muito sensível" para o Chile, que não está "disposto a cortar ou dividir" seu território para dar à Bolívia uma saída ao mar. "Este presidente vai defender a soberania de nosso país não somente porque é meu direito, é minha obrigação", sustentou. O governante chileno respondeu a Morales que o Chile tem um "compromisso especial" com a reivindicação boliviana, mas pediu que seja respeitado o tratado de 1904 que, ressaltou, foi estipulado pelos governos de ambos países e ratificado por seus respectivos congressos.

Piñera rebateu os argumentos expostos por Morales e afirmou que o tratado permite à Bolívia usar os portos chilenos para o comércio e inclui também um tratamento alfandegário preferencial. "O Chile tem uma longa tradição de cumprimento de seus tratados. O Chile cumpre seus tratados e é natural que também peça aos senhores que cumpram os tratados", declarou Piñera ao líder boliviano. O governante chileno disse que os acordos podem ser "aperfeiçoados", mas "não podem ser modificados" de forma unilateral.

Defesa Net

Força Aérea dos EUA procura F-16 desaparecido no Mediterrâneo

Um jato F-16 dos Estados Unidos pode ter caído nesta segunda-feira durante um exercício de treinamento sobre o mar Mediterrâneo, perto da Itália. A Força Aérea americana e a Guarda Costeira italiana conduziam uma missão de busca e resgate em meio às más condições climáticas, com visibilidade limitada. Uma mancha de combustível foi avistada no mar, segundo a agência de notícias estatal Ansa.

A Força Aérea disse que "perdeu contato" com o F-16 por volta de 20h (17h em Brasília), uma linguagem frequentemente usada para descrever uma possível queda, embora autoridades tenham se recusado a especular sobre o incidente. "O avião estava participando de uma missão de treinamento sobre o Mar Adriático com uma pessoa a bordo. A condição do piloto é desconhecida neste momento", disse a Força Aérea dos EUA em comunicado.

Um porta-voz da Guarda Costeira italiana disse à Reuters que o esforço de busca e resgate estava enfrentando dificuldades por causa de chuva e neve na área. "A busca continua, apesar da escuridão e do clima ruim", disse ele, sem poder confirmar a notícia da Ansa de que uma mancha de combustível teria sido vista na água.

Um helicóptero, quatro embarcações da Guarda Costeira e quatro navios comerciais estavam vasculhando as águas, a 16 quilômetros de Cervia, na costa nordeste do país. Mergulhadores da Guarda Costeira também foram acionados para entrar em ação de manhã. Uma porta-voz na Base Aérea de Aviano, no norte do país, afirmou que mais informações serão divulgadas quando estiverem disponíveis.

Defesa Net

Irã enviou com sucesso macaco ao espaço em voo sub-orbital

A TV estatal iraniana mostrou imagens do macaco sendo levado ao foguete

O Irã anunciou nesta segunda-feira ter enviado ao espaço um foguete com um macaco a bordo.

O primata viajou em um foguete Pishgam, que alcançou altitude de cerca de 120 km em um voo sub-orbital antes de retornar "intacto", disse o Ministério da Defesa.

A TV estatal iraniana mostrou imagens do macaco sendo levado ao foguete.

Os EUA e seus aliados manifestam preocupação de que o programa espacial iraniano seja usado para desenvolver mísseis de longo alcance.

Esse tipo de míssil poderia ser usado para carregar ogivas nucleares.

Insetos e rato

O Irã nega que esteja buscando desenvolver armas nucleares e afirma que seu programa tem fins pacíficos.

Em 2010, o país conseguiu enviar com sucesso ao espaço um rato, uma tartaruga e insetos.

Mas uma tentativa anterior de enviar um macaco, em 2011, havia fracassado.

O presidente Mahmoud Ahmadinejad anunciou em 2010 que o país planejava enviar um astronauta ao espaço até 2019.

Um satélite de fabricação doméstica foi lançado em órbita pela primeira vez em 2009.

BBC e Redação

EUA: Irã pode violar resolução da ONU ao lançar macaco ao espaço

O Irã pode ter violado resoluções da ONU se suas afirmações de que enviou com êxito um macaco ao espaço forem verdadeiras, disse nesta segunda-feira a porta-voz do Departamento de Estado, Victoria Nuland.

"Nossa preocupação com o desenvolvimento por parte do Irã de tecnologia de lançamento de veículos espaciais é, evidentemente, muito conhecida", disse Nuland. A porta-voz não confirmou se o lançamento efetivamente ocorreu.

"Qualquer lançamento de um veículo espacial capaz de colocar um objeto em órbita está diretamente relacionado com o desenvolvimento de mísseis balísticos de longo alcance, assim como de tecnologia de SLV (siglas em inglês para pequeno veículo de lançamento), e todas elas são praticamente idênticas e intercambiáveis", afirmou.

O ministro da Defesa iraniano, Ahmad Vahidi, disse à televisão estatal nesta segunda que seu país tinha dado "um grande passo" para o envio de astronautas ao espaço em 2020 com o lançamento de um macaco em um voo suborbital que havia retornado de forma segura.

O canal em língua árabe Al-Alam e outras agências de notícias iranianas indicaram que o macaco retornou com vida depois de viajar em uma cápsula a uma altitude de 120 quilômetros em um voo suborbital.

"É um grande passo para nossos eespecialistas e para nossos cientistas", comemorou o ministro da Defesa, Ahmad Vahidi, em declarações à televisão estatal. "Este êxito é o primeiro passo para a conquista do espaço e abre caminho para outros testes", declarou o ministro da Defesa.

Mas Nuland ressaltou que a resolução 1929 da ONU "proíbe o Irã de efetuar qualquer atividade relacionada a mísseis balísticos capazes de transportar armas nucleares, incluindo os lançamentos que utilizam tecnologia de mísseis balísticos".

Os Estados Unidos "seguirão trabalhando em estreita colaboração com seus sócios e aliados" para atender as suas "preocupações em relação ao desenvolvimento de mísseis por parte do Irã", acrescentou.

Naval Brasil

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

OVNIs / UFOs invadem o sul do estado do Texas – EUA


A região de Eagle Ford, no estado do Texas – EUA, tem sido um local excelente para quem procura petróleo, mas nas últimas semanas tornou-se um foco de avistamentos de OVNIs.

Parece que a cidade de Cotulla virou um local favorito para os OVNIs. Vários vídeos tem sido postados no YouTube, mostrando avistamentos naquela área.

A MUFON (Mutal UFO Network) tem recebido vários chamados oriundos do sul do Texas e diz que podem solucionar 80 a 90 por cento dos casos que pesquisa, mas são os que eles não conseguem solucionar que os deixam empolgados.

Assista abaixo a reportagem (em inglês) que foi ao ar no canal de TV estadunidense sobre os incidentes naquela região, onde John Cross, investigador da MUFON, afirma que muitos dos avistamentos hoje em dia são de OVNIs triangulares.

Ovni Hoje

A Verdade - O Filme - DVD 1 - Parte 1 - 3_4 - Os Extraterrestres

Satélite registrou preparativos para explosão nuclear na Coreia do Norte

Fotografias tiradas por um satélite norte-americano mostram que no campo de testes da Coreia do Norte estão sendo conduzidos preparativos para mais um teste.

Especialistas, tendo analisado as fotografias, concluíram que Pyongyang estaria pronto para sua terceira explosão nuclear subterrânea em poucas semanas.

Estes resultados são confirmados indiretamente pelas ameaçadoras declarações dirigidas à comunidade internacional e aos Estados Unidos, que os líderes da Coreia do Norte têm feito nos últimos dias.

Voz da Rússia

Bashar Assad considera que etapa mais complicada da guerra já passou

O jornal libanês Al-akhbar escreve que o presidente da Síria recebeu recentemente “um grupo de representantes árabes”, cujos nomes não foram revelados.

Durante a reunião, Assad disse que as tropas governamentais terão desferido duros golpes nas forças que se lhes opõem e que os resultados dessas vitórias serão em breve evidentes para todos. O presidente esclareceu que o exército empurrou os revoltosos que estes agora apenas controlam áreas fronteiriças. Além disso, ainda restam focos isolados de resistência em algumas cidades, mas na generalidade a situação está sob controle.

Assad está convencido que a etapa mais complicada da guerra civil já terá passado, refere a publicação.

Voz da Rússia

Irã nega explosão em instalação de enriquecimento de urânio

País descreveu as informações como 'propaganda ocidental'.Governo acusou Israel e os EUA de estarem por trás de ataques cibernéticos.


O Irã negou relatos da mídia de que teria havido uma grande explosão em instalação de enriquecimento de urânio, descrevendo as informações como "propaganda ocidental" destinada a influenciar as negociações sobre a questão nuclear.

A Reuters não pode verificar os relatos divulgados desde sexta-feira sobre a explosão na instalação subterrânea de Fordow, perto da cidade religiosa de Qom, que a mídia israelense e ocidental afirmaram ter causado dano significativo.

O governo do Irã já acusou Israel e os Estados Unidos de estarem por trás de ataques cibernéticos e assassinato de seus cientistas da área de nuclear com o objetivo de sabotar o programa nuclear iraniano que o Ocidente suspeita de esconder uma tentativa de desenvolver armas nucleares.

A retomada das negociações entre potências ocidentais e o Irã sobre a questão nuclear está prevista para as próximas semanas.

Reuters

Naval Brasil

China testa com sucesso seu míssil “Carrier Killer”

A China “afundou” um porta-aviões dos EUA durante uma simulação de jogo de guerra, realizado em uma remota região do país, usando o seu mísil DF-21D “Carrier Killer”, relatou um jornal de Taiwan.

A foto mostra duas grandes crateras em uma plataforma no deserto de Gobi, na China, usada para simular o convoo de um porta-aviões nuclear norte-americano.

Se houve falar sobre o DF-21 ha alguns anos, bem como sobre o seu real alcance e poder de fogo, podendo ser este o seu primeiro teste conhecido.
Especula-se que o míssil balístico Dong Feng-21D será posicionado na costa da China, montado sobre um caminhão-lançador, representando uma séria ameaça para as forças navais americanas na região.

O 21D é particularmente mortal, se desloca guiado por satélites, caindo com uma velocidade superior a do som diretamente sobre o seu alvo.

FONTE: BI Military & Defense

TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO: Defesa Aérea Naval

China:O dragão cospe fogo

A China se diz pronta para uma guerra contra o Japão e conclama a população “a se preparar para o pior”. Para especialistas, o cenário é alarmante

Um evento que tem baixíssimo risco de acontecer, pega a todos de surpresa, vira o mundo de cabeça para baixo e que, no fundo, no fundo (dirão alguns mais tarde), poderia ter sido previsto é um “cisne negro”. O termo, aplicado à economia, foi cunhado em 2007 pelo investidor americano Nassim Taleb para explicar o perigo de alguém se basear em cálculos e previsões e deixar de fora do radar a probabilidade de ocorrências que parecem improváveis. A hipótese da eclosão de uma guerra entre a China e o Japão tem todas as características de um cisne negro – exceto uma. Ao levar em conta o que a China vem declarando, são altíssimas as possibilidades de seus tambores rufarem em breve. Nas últimas semanas, o Global Times, o jornal oficial do governo, publicou artigos conclamando a população “a se preparar para o pior”. Na segunda-feira, Liu Mingfu, um oficial do Exercito de alta patente, declarou considerar “justificável” o uso de armas nucleares contra o Japão em caso de ataque à China. A fala de Liu tinha por objetivo alertar a Austrália para o fato de que ela não deveria se aliar aos Estados Unidos contra os interesses chineses. “Os Estados Unidos são o tigre do mundo, e o Japão é o lobo da Ásia. E os dois estão agredindo a China sem medir as consequências”.

A declaração do oficial seguiu-se à da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton. Ela deixou claro que, caso a situação degringole de vez entre a China e o Japão, os americanos optarão pelo segundo. Para o cientista político americano Ian Bremmer, presidente da consultoria Eurasia Group, o cenário é mais do que alarmante. “A crise China-Japão é a mais significativa tensão geopolítica no mapa hoje”, afirmou na quarta-feira, em Davos.
A razão oficial da contenda é a disputa pelo controle de oito ilhotas localizadas no Mar da China Oriental e que somam não mais do que 7 quilômetros quadrados. A briga em torno delas é antiga, mas os ânimos se acirraram no ano passado, quando o governo do Japão resolveu comprá-las de seu então proprietário, um cidadão japonês, com o argumento de que, se não o fizesse, elas cairiam nas imprevisíveis e ultranacionalistas mãos de Shintaro Ishihara – então governador de Tóquio e autodeclarado “um idoso fora de controle”. Ishihara já havia organizado uma caixinha entre seus apoiadores com vistas a transformar as desabitadas Ilhas Senkaku, como os japoneses as chamam, em território administrado e povoado por Tóquio quando o governo federal arrematou o arquipélago. A iniciativa foi pessimamente recebida pela China, que acusou o Japão de roubo.

Numa segunda categoria de razões que justificam a crise, estão os mais de 100 anos de conflitos entre as duas nações e a atual situação política de cada uma. Do lado japonês, a volta de Shinzo Abe ao poder não ajudou a desanuviar o clima. Eleito primeiro-ministro pela segunda vez, Abe baseou sua campanha na defesa do endurecimento das relações do Japão com a China. Já o ainda inescrutável Xi Jinping assumirá em março a Presidência de uma China cada vez mais nacionalista, que busca consolidar sua hegemonia política e militar na Ásia e vê no Japão, além de um inimigo histórico, um entrave para as suas ambições.

O Brookings Institution, centro de estudos em Washington, envia aos presidentes americanos alertas periódicos sobre questões geopolíticas. Na semana passada, seu principal especialista em China, Cheng Li, endereçou ao recém-empossado Barack Obama um memorando em que dizia que ele “não deveria subavaliar a possibilidade de a China mergulhar numa revolução ou lançar-se numa guerra (contra o Japão)”. Para a economia mundial e a estabilidade na Ásia, escreveu Cheng, a ocorrência de uma dessas hipóteses pode significar sérios apuros. E a combinação das duas, uma catástrofe. Contra os ventos da guerra estão os poderosos fatos de que o Japão é o segundo parceiro comercial da China e os Estados Unidos, o primeiro. São motivos suficientes para tornar essa guerra um evento improvável. Mas, diante da magnitude do que está em jogo, ninguém está disposto a desdenhar do risco.

FONTE: REVISTA VEJA via Sinopse ma MB

Defesa Aérea Naval

Presidente do Irã diz que muçulmanos devem se unir para destruir sionismo

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, incitou os muçulmanos a alcançar a união necessária para pôr fim à história do sionismo, informou neste domingo a agência oficial de notícias iraniana Irna.

Em comunicado, Ahmadinejad anunciou que acabar com o sionismo deve ser o objetivo dos muçulmanos na busca por unidade. Ele acrescentou ainda: "Não devemos ficar de braços cruzados enquanto os sionistas corruptos, inclutos e assassinos se dedicam a matar gente inocente".

Na visão do presidente iraniano – que encerra seu mandato neste ano –, os inimigos da humanidade dizem trazer liberdade e democracia quando, na verdade, querem dirigir o mundo.

"Nesta situação, nós não devemos dizer que só queremos a liberdade dos muçulmanos, mas sim que queremos libertar todas as nações do mundo. Queremos que o povo estadounidense se livre da dominação dos sionistas", acrescentou.

Folha Online e Redação

Naval Brasil

domingo, 27 de janeiro de 2013

Imagem de raio-X de ET do Dr. Greer é divulgada na web

Vídeo mostrando o que pode ser o primeiro raio-X do esqueleto de um alegado pequeno alienígena que está sendo estudado pelo Dr. Greer foi disponibilizado na Internet.

A pessoa que postou o vídeo na Internet, goforitrandy, alega que esta imagem é prova de que um desacobertamento está prestes a acontecer.

Ainda aguardamos maiores informações vindas do Dr. Greer sobre este alegado ET. O Dr. Greer diz que logo terá os resultados dos testes de DNA desta criatura.

Alguém aqui já assistiu o filme Homens de Preto, que mostra pequenos ETs? Será que eles seriam mesmo reais?

Talvez estejamos prestes a descobrir… ou não.

Assista o vídeo:


Ovni Hoje

OVNI / UFO é avistado na cidade de Riberirão Preto, SP – Brasil

Veja abaixo a reportagem de Jucimara de Pauda, publicada no jornal A Cidade, sobre o avistamento de um OVNI na cidade de Ribeirão Preto, SP – Brasil, na sexta-feria passada (25):

Foto meramente ilustrativa.


Objeto foi notado por tio e sobrinho no Portal dos Ipês e teria ficado a 20 metros de altura do veículo onde estavam

João Vitor Pereira, 20 anos, e o sobrinho Guilherme Borges Pereira, 9 anos, garantem ter visto um disco voador na madrugada de sexta-feira (25) na zona Leste de Ribeirão Preto.

“Primeiro eu achei que era Marte caindo, depois que era um avião. Mas, prestei atenção e vi as luzes vindo na nossa direção. Fiquei tão assustado que comecei a tremer e não conseguia parar”, diz Guilherme.

Ele e o tio voltavam para a casa da família, que fica no Portal dos Ipês, quando notaram uma grande luz em direção à caminhonete. “Era uma luz forte no meio do canavial e, de repente, começou a diminuir e veio para o nosso rumo. Ficou a uma altura de dois postes acima da gente”, diz João Vitor.

Ele afirma que o objeto era muito grande e quando ficou sobre o veículo a luz parou. “Era como se fosse um CD com duas ‘tuperware’, uma em cima e outra embaixo. Por baixo havia o que pareciam ser três buracos”, afirma ele.

Ele diz que a suposta nave não fazia barulho, era cinza e não girava. “Não roda e não faz barulho como muita gente fala”. conta. João Vítor ficou assustado com a presença do objeto voador e não sabia se acelerava ou não a caminhonete.

“Eu fechei os vidros e senti que aumentando ou diminuindo a velocidade do veículo a nave continuava em cima de mim. Era como se eu estivesse parado no lugar. Não sei quanto tempo durou”, afirma. “Sempre ouvi o povo falar sobre disco voador, mas nunca tinha visto isto na vida.”

Para Guilherme, os ocupantes do suposto disco voador eram amigos. “Só a gente viu, porque não tinha mais ninguém na rua. Acho que se quisessem teriam pegado a gente porque devem ser mais inteligentes do que nós”, finalizou.

‘Recebo 15 relatos de aparições por dia’, diz ufólogo

O ufólogo Ari Homem diz que existem inúmeros relatos sobre aparições de Objeto Voador Não Identificado (OVNI) em todo o mundo. “Faço parte de um grupo de pesquisadores e todos os dias recebo em média 15 relatos de aparições em todas as partes do mundo”.

Segundo ele, outras pessoas já relataram aparições de OVNIs semelhantes ao avistado por João Vitor e Guilherme. “Na estrada de Cruz das Posses [distrito de Sertãozinho] um objeto pairou sobre um carro e acompanhou uma família pela estrada”, diz ele.

Em Cravinhos, uma perua cheia de criança também foi iluminada por uma aeronave. Segundo ele, o relato mais recente é de um morador de Santa Rita do Passa Quatro. “Ele tirou fotografia à noite e durante o dia. Outras pessoas também relataram ter visto objetos desta natureza.”

Todos de olhos abertos…

Ovni Hoje

Hipnólogo Mário Rangel concede entrevista ao ETs & ETc...

ETs & ETc... trás até os prezados leitores uma entrevista exclusiva, dada ao nosso blog, por Mário Rangel, um hipnólogo amador comprometido há 30 anos com o estudo de pessoas abduzidas por seres extraterrestres. Espero que gostem e comentem:

ETs & ETc...: Senhor Mário, qual a sua formação acadêmica e a profissão em que atua ?

Mário Rangel: Ingressei na USP e estudei direito até o quarto ano. Não tenho formação acadêmica. Precisei começar a trabalhar menino, com 15 anos. No antigo IAPC, Instituto de Aposentadoria e Pensões dos Comerciários, trabalhei 15 anos, de escriturário a fiscal da previdência...
...Ganhava pouco, saí, comecei como vendedor em uma empresa multinacional e fiz carreira até diretor em área internacional, quando trabalhava em 14 países da América Central e do Sul, que visitava anualmente. Após 35 anos (mais os 15) me aposentei.

ETs & ETc...: Há quanto tempo trabalha no campo da hipnose?

Mário Rangel: Eu sou um amador da hipnose. Nunca cobrei. Fiz pesquisas em parapsicologia, muito interessantes. Não é um trabalho sistemático. Comecei com uns 30 anos de idade. Fiz cursos com excelentes hipnólogos.

ETs & ETc...: Pode nos explicar, brevemente, como funciona a hipnose? Como ela é capaz de acessar informações que não temos acesso em estado de vigília?

Mário Rangel: Os cientistas não sabem explicar. A hipnose é um estado alterado de consciência que se obtém só através da fala.

ETs & ETc...: O senhor já teve experiências com OVNIs e ETs? Já teve contatos de algum grau?

Mário Rangel: Eu vi um disco voador de dia, há uns 200 metros de distância, parado no ar, durante um ou dois minutos, no começo dos anos 1970, em Curitiba, no Aeroclube do Paraná, onde me brevetei. O pipoqueiro, senhor Paulo, me mostrou e ficamos os dois olhando-o. Uma nuvem baixa o cobriu. Não tenho nenhuma dúvida que eles existem.

ETs & ETc...: Pode nos descrever como era o objeto fisicamente?

Mário Rangel: Parecia feito de alumínio, não tinha portas nem janelas visíveis. Tinha o formato de um pão de sanduíche do McDonalds.

ETs & ETc...: O que o motivou a atuar nessa área, hipnotizando possíveis abduzidos?

Mário Rangel: Em 1980 uma jovem senhora grávida estava muito nervosa por não conseguir dormir, e me pediu uma hipnose para acalmá-la. Ao fazer a hipnose, sem que eu procurasse, apareceu uma abdução, muito dramática. Fiz um relatório e enviei a cinco ufólogos que não conhecia pessoalmente. Todos responderam e alguns me apresentaram possíveis abduzidos. Assim comecei as pesquisas em ufologia.

ETs & ETc...: A abduzida grávida pode ter sido engravidada na experiência de abdução, ou esta possibilidade está descartada?

Mário Rangel: A gravidez ocorreu anos após a abdução.

ETs & ETc...: Entre os casos de abduzidos, que passaram por suas sessões de hipnose, qual é aquele caso em que há mais evidências de uma real abdução. Aquele que não deixa dúvidas?

Mário Rangel: São muitos. Posso mencionar, do meu primeiro livro (Sequestros Alienígenas, Investigando Ufologia com e sem Hipnose), Gonçalo, Bete e Débora, Vanderlei etc. Do Sequestros Alienígenas II, Adélia, Ana, Bárbara, Dalva etc., etc.

ETs & ETc...: Pode nos relatar, brevemente, um desses casos citados? Qualquer um à sua escolha...

Mário Rangel: O Gonçalo dirigia um caminhão vindo do Rio de Janeiro, carregado, em estrada de Minas Gerais, quando viu uma luz forte, o motor e o rádio pararam de funcionar e ele foi para o acostamento, entre 22h30 e 23 horas. No instante seguinte ele estava deitado debaixo do caminhão e o dia estava amanhecendo, eram 5 horas da manhã. Quando foi entrar no veículo, vomitou na porta. 28 anos depois ele procurou a hipnose regressiva, e descreveu o seguinte: ao parar viu que a luz era um disco voador, do qual saíram 3 seres pequenos e calvos, que o tiraram a força e o levaram para a nave. Ele foi levado para um planeta iluminado por uma estrela azul, muito quente, e colocado sob guarda em local para visitação do povo de lá que se surpreendia especialmente com os seus pés do tamanho 44. Depois foi levado para visitar uma pedreira e trazido de volta. Ele se recusou a se alimentar com pastilhas que lhe ofereceram, mas teve que tomar um líquido. A enorme curiosidade foi que durante a hipnose, em noite fresca, ele suou muitíssimo, reproduzindo o que ocorreu nesse local. Ele não poderia ter forjado essa sudorese - ele reproduziu durante a regressão de idade o que realmente ocorreu. Segunda curiosidade: ao chegar à sua casa após a hipnose ele vomitou com o mesmo sabor de 28 anos antes. O médico Dr. Max Berezowsky, em cuja residência foi feita a hipnose, assistida por intelectuais, publicou um artigo na revista UFO confirmando a autenticidade do caso. A estrela azul mais próxima da Terra está a uma distância gigantesca. O disco voador não pode ter PERCORRIDO essa distância. Obrigatoriamente ele "apagou" aqui e "religou" lá. Parece impossível, mas não é.

ETs & ETc...: Com tanto tempo de experiência em hipnose de abduzidos, o senhor consegue determinar qual o principal interesse dos ETs em sequestrar humanos?

Mário Rangel: Eles estão estudando pessoas e animais. Suponho que estejam fazendo cruzamentos para criação de híbridos necessários a popular outro planeta que adquiriu condições para isso.

ETs & ETc...: Pela sua experiência, acredita que eles fazem um certo papel de “Deuses”, povoando outros planetas? Em abduções já houveram pistas disso?

Mário Rangel: Penso mais que atuam como empresas multiplanetárias, e que têm "territórios". Um planeta pode ser povoado por diferentes ETs, cada qual em um continente. Nas abduções que pesquisei não há pistas disso, é uma suposição minha.

ETs & ETc...: Nos casos investigados pelo senhor e concluídos, como casos de reais abduções, foi aconselhado exames de raio-x, para detecção de prováveis implantes? Foram descobertos implantes? Em quantos casos?

Mário Rangel: A capa do meu primeiro livro mostra uma implantada, no pé. Tenho os raios X comprovando. O médico dos EUA Dr. Roger Leir viu os raios X e quando esteve no Brasil a examinou e ofereceu uma cirurgia grátis. Ela não aceitou. Outro implantado é o Vitório, também no pé. Ao passar, em minha casa, e na presença de várias pessoas o pé sobre uma bússola no chão, a agulha girou loucamente e depois voltou a procurar o norte, como se um computador remoto tivesse desligado a força que provocou o movimento.

ETs & ETc...: É verdade que alguns desses implantes emitem radiofrequência e quando retirados do corpo da pessoa se autodestroem?

Mário Rangel: Eles emitem rádiofrequência. No YouTube há filmes do Dr. Roger K. Leir demonstrando isso. Para que não se autodestruam esse médico coloca os implantes retirados, durante algum tempo, em um líquido feito com o sangue do abduzido.

ETs & ETc...: Algum pesquisador de fora do país já trocou informações com o senhor sobre esses casos, e se sim, o que eles dizem dos casos brasileiros? Há relação com os casos estrangeiros ?

Mário Rangel: Eu localizei 214 hipnólogos em ufologia, muitos já falecidos, em 31 países, e troquei e-mails e cartas com muitos deles. 46 deles, de 9 países, escreveram livros sobre suas pesquisas. Permutei livros com vários. Como meu primeiro livro tem 175 ilustrações, incluindo muitos desenhos feitos sob hipnose, mesmo os que não entendem o português se interessam em conhecer meu trabalho. Os nossos casos são muito parecidos com os demais.

ETs & ETc...: Já sofreu algum tipo de repressão ou censura, de militares ou outras autoridades por este tipo de trabalho ?

Mário Rangel: Não, nunca.

ETs & ETc...: Nos casos de abdução, em que as pessoas fizeram a hipnose, teve alguma que detalhou seres totalmente diferentes de humanoides e se nunca aconteceu, existe a possibilidade das pessoas tendenciar os detalhes desses seres devido a nossa condição humana?

Mário Rangel: A Irene, do meu segundo livro, conheceu um rapaz lindo na Praia Grande. Ao serem levados para um disco voador, ele, na realidade, tinha a aparência de um lagarto. As pessoas podem tendenciar detalhes, mas creio que isso não ocorreu nesse caso.

ETs & ETc...: No caso do rapaz, ele poderia ser um alienígena da espécie draconiana ou reptiliana, tão faladas na ufologia?

Mário Rangel: Seguramente reptiliana.

ETs & ETc...: Há muitas abduções executadas por esta espécie?

Mário Rangel: A abduzida Kim Carlsberg publicou um livro notável com 350 páginas e com mais de uma centena de histórias ufológicas escritas em uma página e acompanhadas na outra página com ilustração alusiva. Nessas mais de uma centena de ilustrações, em papel de primeira, há inúmeras figuras desses seres = The Art of Close Encounters.

ETs & ETc...: Em todos os casos relatados, existe algum detalhe ou fator comum, no momento pré-abdução, na abdução e pós-abdução? Já se pesquisou esse padrão para tentar "prever" como e quando poderia ocorrer abduções futuras ?

Mário Rangel: Não há como prever como e quando vão ocorrer as abduções.

ETs & ETc...: Baseado em suas experiências, o fenômeno das abduções estão aumentando ou diminuindo nos últimos 10 anos?

Mário Rangel: Penso que estão diminuindo.

ETs & ETc...: Acredita em algum motivo especial para esta diminuição nas abduções? Qual?

Mário Rangel: Não sei dizer. Entre os hipnólogos em ufologia há muitos que já pesquisaram mais de mil abduzidos. Meu total não chega a cem.

ETs & ETc...: Algum abduzido lhe deixou, durante o transe, alguma pista do real motivo da abdução? Ou seja, o que motivou o ET a abduzir ?

Mário Rangel: Ao que parece os ETs têm preferência por pessoas jovens. Mas eles não dão informações sobre seus propósitos e, além disso, são mentirosos.

Aos que se interessaram nos livros do nosso entrevistado:

O primeiro livro de Mário Rangel: SEQUESTROS ALIENÍGENAS, INVESTIGANDO UFOLOGIA COM E SEM HIPNOSE aparece em quase todas as revistas UFO e no www.ufo.com.br.

O segundo livro de Mário Rangel: SEQUESTROS ALIENÍGENAS II, INVESTIGANDO UFOLOGIA COM E SEM HIPNOSE está em www.clubedeautores.com.br + autor Mário N. Rangel.

Muito obrigado Mário Rangel, pela atenção e grande cordialidade com o ETs & ETc...

ETS & ETS

Qatar e EUA: colusão ou conflito de interesses?


Nicola Nasser
No discurso da segunda posse, dia 21/1/2013, o Presidente dos EUA, Barack Obama fez o anúncio, histórico, de que “está terminando uma década de guerras” e declarou que os EUA estão determinados a “demonstrar a coragem necessária para resolver pacificamente nossas diferenças com outras nações”. Mas é mensagem que não passará de palavras, se não vier seguida de ações e que ainda não alcançou alguns dos mais íntimos aliados dos EUA no Oriente Médio, os quais ainda batem os tambores de guerra, como Israel contra o Irã, e o Qatar contra a Síria.

Se se consideram o nível de “coordenação” e “cooperação” desde que se estabeleceram relações diplomáticas em 1972 entre EUA e Qatar, e a concentração de militares dos EUA naquela minúscula península, parece impossível que o Qatar possa mover-se independentemente, em paralelo ou fora de uma linha de colisão frontal com os planos estratégicos regionais dos EUA.

EUA e Qtar, mesmos interesses?
Segundo a página online do Departamento de Estado dos EUA, “as relações bilaterais permanecem fortes”, os dois países estão diplomaticamente “em coordenação” e “cooperando” para a segurança regional; mantêm um “pacto de defesa”; “o Qatar hospeda o quartel-general avançado do CENTCOM” e apoia a OTAN e as “operações militares regionais dos EUA”. O Qatar é também ativo participante nos esforços, comandados pelos EUA para implantar uma rede integrada de mísseis de defesa na região do Golfo. E, além do mais, o Qatar abriga o Centro de Operações Aéreas Combinadas dos EUA e três bases militares norte-americanas: a Base Aérea Al Udeid, a Base Assaliyah do Exército e a Base Aérea Internacional de Doha – nas quais estão alojados cerca de 5.000 soldados norte-americanos.

Cada estrela representa uma base militar dos EUA no Oriente Médio. 
O Centro de Comando é no Qtar
O Qatar, ligado aos EUA por aliança assim tão próxima e íntima, desenvolveu recentemente a prática de financiar pesadamente – é o principal patrocinador – os movimentos políticos islamistas. O Qatar é hoje o principal patrocinador da organização internacional da Fraternidade Muçulmana, que, desde 1999 deixou de ver a família reinante como força adversária.

O casamento de conveniência entre o Qatar e os Irmãos criou uma incubadora natural de islamistas fundamentalistas armados, contra os quais, desde 11/9/2001, os EUA fazem o que se conhece sob o rótulo de “Guerra Global ao Terror”.

A guerra no Mali, nação africana, oferece o mais novo exemplo de como os EUA e o Qatar, aparentemente, trilham caminhos separados. Por um lado, o secretário de Defesa dos EUA, Leon Panetta estava em Londres, dia 18/1, entregando aos franceses “a liderança do esforço internacional” no Mali; e para garantir aos franceses que os EUA dariam apoio logístico, de transporte e de inteligência. Mas o Qatar dava sinais de não se incomodar de pôr em risco seus laços especiais com a França, que atingiram o auge na guerra da OTAN contra a Líbia, e deu sinais de não pensar em termos exatamente conformes com o que diziam EUA e França.

Hamad bin Jassem 
al-Thani
Dia 5/1, o Primeiro-Ministro e Ministro de Relações Exteriores do Qatar, Xeique Hamad bin Jassem al-Thani, disse a jornalistas que não acreditava que “a força resolverá o problema”. Aconselhou que, em vez do ataque militar, o problema fosse “discutido” pelos “países vizinhos, a União Africana e o Conselho de Segurança da ONU”. E uniu-se ao ideólogo da Fraternidade Muçulmana que vive em Doha e a seus patrocinadores qataris, Yusuf Abdullah al-Qaradawi – presidente da União Internacional de Intelectuais Muçulmanos – ao qual a Grã-Bretanha negou visto para entrar no país em 2008, e a França, no ano passado – ambos clamando por “diálogo”, “reconciliação” e “solução pacífica”, em vez de “intervenção militar”.

Em exemplo relativamente mais antigo, segundo WikiLeaks, o ex-presidente da Somália em 2009, Sharif Ahmed, disse a um diplomata dos EUA que o Qatar estava canalizando toda sua assistência financeira para o grupo Shabab al-Mujahideen, associado à al-Qaeda, que os EUA incluíram na lista de “organizações terroristas”.

Mais um caso: na Síria, a Fraternidade Muçulmana é a principal força “de combate” contra o regime de Bashar al-Assad e em aliança com um dos culpados por atrocidades em vários ataques terroristas, a Frente Al-Nustra, ligada também à al-Qaeda; em dezembro do ano passado, os EUA incluíram a Frente Al-Nusra em sua lista de “organizações terroristas”. Simultaneamente a oposição síria, liderada por EUA e patrocinada pelo Qatar protestava publicamente contra o ato dos EUA. O silêncio do Qatar só pode ser interpretado como apoio ao protesto contra a decisão dos EUA.

Recentemente, o Qatar substituiu, para dar mais um exemplo, a Síria (listada como estado patrocinador de terrorismo desde 1979), como patrocinador do Hamás, cujos principais comandantes políticos mudaram-se de Damasco para Doha. Os EUA também listam o Hamás entre as “organizações terroristas”. E o Hamás, por sua vez, não perde ocasião de declarar que é o braço palestino da Fraternidade Muçulmana.

Em todos esses exemplos, vê-se que o Qatar parece estar-se reposicionando para qualificar-se como mediador, com as bênçãos dos EUA, tentando obter, com dinheiro, a posição que os EUA não conseguem alcançar militarmente, ou só conseguiriam alcançar a um preço ainda muito mais alto em dinheiro e em vidas.

No caso do Mali, o Primeiro-Ministro do Qatar, Xeique Hamad, veio a público para declarar seu próprio projeto: “Seremos parte da solução, (mas) não o único mediador” – disse ele. A bênção dos EUA não poderia ser mais clara que a aprovação, pelo presidente Obama, a que se instale em Doha um escritório de representação dos Talibã afegãos, “para facilitar” uma “paz negociada no Afeganistão”, nas palavras do Ministro de Relações Exteriores do Qatar, dia 16/1.

Mas uma mediação unilateral do Qatar já fracassou no Iêmen, e uma mediação árabe liderada pelo Qatar também fracassou na Síria, há dois anos. A “Declaração de Doha” para reconciliar grupos palestinos rivais ainda permanece só no papel. A mediação qatari no Sudão, em Darfur, ainda não produziu resultados. A “mediação” qatari na Líbia foi condenada como interferência em assuntos internos do país pelo mais destacado líder pós-Gaddafi. E no Egito pós-“Primavera Árabe”, o Qatar abandonou os esforços iniciais de mediação para alinhar-se publicamente à Fraternidade Muçulmana eleita. Mesmo assim, apesar de tantos e repetidos fracassos, tantos esforços de “mediação” cumpriram bem o papel atribuído ao Qatar, como “aliado”, na estratégia dos EUA.

Daí as bênçãos dos EUA. O Soufan Group, de analistas de inteligência, dia 10/12 passado, concluiu que “o Qatar continua a comprovar que é aliado chave dos EUA (...) O Qatar quase sempre consegue alcançar objetivos comuns dos EUA e do Qatar, dos quais os EUA não querem ou não podem encarregar-se diretamente”.

O primeiro governo Obama, sob a pressão da “austeridade fiscal”, abençoou os qataris que continuaram a financiar e armar islamistas anti-Gaddafi na Líbia; fingiu que não viu que o Qatar transferiu todo o arsenal militar de Gaddafi para seus aliados islamistas sírios e não sírios que lutam para derrubar Assad na Síria; “compreendeu” a visita que o Emir do Qatar fez a Gaza em outubro passado, como “missão humanitária”. E, mais recentemente, aprovou que o Qatar armasse sua aliada, a Fraternidade Muçulmana no Egito, com 20 jatos de combate F-16 e 200 tanques M1A1 Abrams.

Essa contradição levanta a questão sobre se o que aí se vê é colusão entre EUA e Qatar, ou se há, mesmo, algum conflito de interesses. O governo Obama, em seu segundo mandato, terá de traçar alguma linha clara que responda, sem tergiversar, essa questão.

Pelo que se vê hoje, Doha e Washington não têm a mesma visão sobre os islâmicos e os movimentos islamistas, mas, no campo de batalha da “guerra ao terror”, nem Doha nem Washington podem discutir sobre seus respectivos papéis, não podem deixar de mostrar coordenação e não podem deixar de complementarem-se mutuamente.

Apoiada na experiência histórica de abordagem semelhantemente “religiosa” no caso do Irã, mas em base “xiita” sectária, essa conexão islamista “sunita” qatari inevitavelmente levará a aumentar a polarização sectária na região e fará aumentar a instabilidade, a violência, e provocará outras guerras civis.

Localização das bases dos EUA no Qtar
Por causa da aliança EUA-Qatar, a conexão islamista dos qataris ameaça enredar cada vez mais os EUA em disputas regionais. Ouservirá para tornar os EUA responsáveis pela luta generalizada e sem fim, o que só fará aumentar o profundo antiamericanismo que já se vê em toda a região. E esse antiamericanismo, por sua vez, será outra vez a incubadora na qual prosperará mais extremismo e mais terrorismo, já incendiados hoje, depois da tal “década de guerras” que o presidente Obama disse, em seu discurso de posse, que estaria “terminando”

Tradicionalmente, o Qatar, que está no olho do furacão naquela região crítica e geopoliticamente volátil do Golfo, teatro de três grandes guerras nos 30 últimos anos, sempre se empenhou em manter um equilíbrio o mais frágil possível entre as duas potências que determinam a própria sobrevivência do Qatar: a velha presença militar dos EUA no Golfo; e o Irã, hoje potência regional em ascensão.

Em 1992, o Qatar assinou amplo acordo bilateral de defesa com os EUA; e em 2010, assinou acordo militar de defesa com o Irã, o que explica os laços cada dia mais cálidos que se vão construindo entre Qatar e Irã – unidos pelos movimentos de resistência anti-Israel: o Hezbollah no Líbano, e o Hamás nos territórios ocupados da Palestina; explica também a “lua de mel” em que o Qatar vive com os aliados do Irã na Síria.

Contudo, desde a eclosão da sangrenta crise síria, há dois anos, a abertura do Qatar para estados e não estados pró-Irã já está exposta como manobra tática para manter aquelas potências bem longe do Irã. Nos casos da Síria e do Hezbollah, o fracasso dessa tática já levou o Qatar a entrar em rota de colisão com ambos, Síria e Irã, ambos apoiados por Rússia e China, o que está forçando o Qatar a dar meia-volta no longamente cultivado processo de equilibramento na região, movimento do qual o Qatar parece não se dar conta, e que ameaça a própria sobrevivência do estado qatari, sob a pressão de interesses fortemente conflitantes, regionais e internacionais, como já se veem, escritos em sangue, na crise síria.

Durante o crescimento de movimentos massivos panarabistas, nacionalistas, socialistas e democráticos no mundo árabe, no início da segunda metade do século 20, as monarquias autoritárias conservadoras árabes adotaram a Fraternidade Muçulmana, outros islamistas e a ideologia política islâmica e as usaram contra aqueles movimentos, para sobreviverem como aliados dos EUA. E os EUA, por sua vez, usaram todos, com a al-Qaeda à frente, contra a ex-URSS e a ideologia comunista; depois do colapso da ordem mundial bipolar, essa instrumentalização foi feita em detrimento das nações instrumentalizadas.

É verdade que a história parece repetir-se, com as monarquias árabes apoiadas pelos EUA (e, outra vez, com a al-Qaeda no comando), recorrendo à sua velha tática de explorar a ideologia islamista para minar e “conter” uma revolução árabe antiautoritarismo, pelo Estado de Direito, por sociedade civil respeitada, por instituições democráticas e justiça social e econômica para os povos árabes em torno do bastião superprotegido dos EUA na península árabe.

Mas todos parecem não ver que estão abrindo uma caixa de Pandora. O que dela sairá fará a vingança da al-Qaeda contra os EUA em 2001 parecer um simples, pequeno, insignificante precedente histórico.


Redecastorphoto