quarta-feira, 25 de maio de 2016

Forças Armadas Russa interessadas em adquirir versão do helicóptero Mil Mi-38


MI 38
E.M.Pinto

O Ministério da Defesa da Rússia chegou a um acordo quanto a aquisição do novo modelo de helicópteros médio Multi propósito Mil Mi-38 para as susas forças armadas. Produzido pela Kazan Heliopters uma subsidiária da “Russian Helicopters”. A fabricante russa atesta que finalmente definiu o conceito de Mi-383, versão de  transporte militar modificada do modelo que de acordo com o relatório trimestral empresa lançado em dezembro de 2015, “alcançou a plena execução dos requisitos capazes de permitir as adequações no projeto para uma variante militar”. Esta variante militar, segundo o fabricante, será a primeira a ser  produzida para as Forças Amradas Russas.

Embora ainda não hajam pedidos formais por parte do Ministério da Defesa Russa, a Kazan Helicópters informou que a homologação da aeronave em dezembro de 2015, abriu as portas para a variante militar do helicóptero e que as conversações com o MD Russo frutificaram.

O primeiro protótipo do Mi 38 (versão civil), voou pela primeira vez em 22 de Dezembro de 2003, após doze anos de desenvolvimento, a aeronave recebeu a certificação pela Rosaviatsiya em 30 de Dezembro de 2015, após completar o programa de testes e certificação. A certificação baseou-se nos terceiro e quarto protótipos que foram equipados com  motores Klimov TV7-117 de 2.500 shp cada. Este feito permitiu a entrega do primeiro modelo de produção.

TV7-117V_HeliRussia_2011_01
Equipado com duas Klimov TV7-117V o Mi-38 possui uma velocidade máxima de 320 km / h, e um alcance de 920 km. Seu teto serviço é 5.900 m.


O Mi-38 pode transportar até 30 passageiros e tem uma capacidade de carga interna de 6.000 kg.

Erroneamente é atribuído a aeronave ser uma modificação dos mais antigos Mil Mi 8-17, entretanto, apesar do seu design atestar a inegável semelhança entre os helicópteros, o Mi- 38 não deriva dos Mi-8 e 17, trata-se  de um projeto inteiramente novo.

A aeronave foi projetada para atender aos critérios internacionais cada vez mais exigentes . Foi concebido para operar com apenas um dos pilotos, se necessário. Seu projeto congrega o desenvolvimento por completo de novos  aviônicos  e foi projetado atendendo ao conceito “glass cockpit“.

As novas pás de rotor, mais leves, mais aerodinâmicas e resistentes, são interamente produzidas em compósitos. A Kazan deseja que o  Mi 38 seja oferecido com duas opções de motores, atualmente certificado com o Klimov TV7-117V a fabricante busca equipá-lo para o mercado internacional com o motor canadense Pratt & Whitney Canada PW127 / TS turboshaft, 2.800 shp cada um. Mais pontente, este motor daria a aeronave maior segurança de voo e o facilitará ao mercado internacional.

O cubo do rotor, desenhado especificamente para a aeronave, é mais resistente que seus predecessores e requer menos paradas para manutenção, possuindo também menos peças móveis.

A suite de equipamentos eletrônicos e o seu projeto estrutural o permitem operar nas mais variadas condições climáticas que vão desde o extremo frio Ártico até escaldante calor dos desertos.  A aeronave é projetada para operar em grandes altitudes em  cordilheiras como o Himaláia, mas também ao nível do mar em regiões tropicais.
Mi 38
Novos aviônicos dentro do conceito “glass cockpit” foram projetados para atender aos avanços naturais dos projetos atuais.
mi 38
Com uma rampa de acesso para veículos e tropas o Mi 38 facilita o embarque e desembarque rápido em situações de combate.

O segundo protótipo da aeronave voou equipado com o PW127TS, quando fez o seu primeiro vôo em dezembro de 2010. O modelo em questão estabeleceu um recorde de altitude, atingindo 8.620 m (28,280 pés), sem uma carga útil.  O Mi-38 atingiu expressivos record, demonstrando as diferenças claras entre o seu projeto e os mais antigos Mi-8-17, o protótipo alcançou a altitude de 3.000 m (9.843 pés) em seis minutos e em seguida alcançou 6.000 m (19.685 pés) em 10 minutos e 52 segundos.

Dois outros registros demonstram as capacidades da aeronave que fixou-se em 7.895 metros (25,902 pés) com uma carga útil de 1.000 kg (2.205 lb), posteriormente, em 7.020 metros (23,031 pés) com uma carga de 2.000 kg (4.409 lb) .

A variante militar equipada com uma rampa trazeira permite o embarque rápido de tropas e veículos leves e possui uma taxa de subida superior aos do Mi-17, isto garante maior segurança na infiltração e evacuação de tropas em situações de combate.

A aeronave pode ser oferecida em uma variada gama de modelos  que vão desde aeronaves de transporte civil e VIP até, transporte militar, guerra eletrônica, Combat-Sar*, Anti submarino*e Superfície*, Resgate e bombeiro.

*Ainda não confirmadas


Especificações (protótipo 3)

Tripulação:1-2  +30 passageiros

Capacidade de carga interna: 6,000 kg (13,000 lb)

Capacidade de carga externa: 7,000 kg (15,000 lb)

Comprimento: 19.70 m (64.6 ft)

Comprimento com Rotor : 21.10 m (69.2 ft)

Altura: 5.13 m (16.8 ft)

Área do rotor: 349.5 m² (3,762 sq ft)

Massa/vazio: 8,300 kg (18,300 lb)

Massa/ Carregado: 14,200 kg (31,300 lb)

Máxima carga par avoo: 16,200 kg (35,700 lb)

Propulsão: 2 × Klimov TV7-117V ou Pratt & Whitney Canada PW127/TS turboshaft, 2,800 shp (2,100 kW) cada (pretendido)

Performance


  • Velocidade máxima: 320 km/h (200 mph; 170 kn)
  • Velocidade de cruseiro: 290 km/h (180 mph; 160 kn)
  • Alcance: 920 km (570 mi; 500 nmi) with main tanks
  • Alcance com tanques externos: 1,550 km (960 mi; 840 nmi)
  • Teto de serviço: 5,900 m (19,400 ft) operacional, 3,750 m (12,300 ft) Taxa de subida: 9.2 m/s (1,810 ft/min)
  • Carga no disco do rotor: 41 kg/m² (8.4 lb/sq ft)
  • Potência/ massa: 296 W/kg (0.180 hp/lb)

Plano Brasil

Nenhum comentário :

Postar um comentário