quarta-feira, 31 de agosto de 2016

OSNIs (OVNIs submarinos) continuam a importunar na Rússia


O fenômeno subaquático não é novo para os submarinos russos, pois eles têm encontrado-os desde os dias da União Soviética.
Os arquivos dos assim chamados Objetos Submersos Não Identificados (OSNIs) ainda não estão disponíveis para o exame da população. Porém, alguns dos avistamentos sobre esses encontros com criaturas subaquáticas e enormes objetos têm sido expostos.  O pesquisador Paul Stonehill e Philip Mantel falaram a respeito do conflito secreto em um novo livro.
Eles acreditam que o governo russo tem estado bloqueando as testemunhas de contar à população a verdade sobre o que ocorre abaixo das ondas.
OSNI-Rússia

Os autores alegam que este encontros vão desde OVNIs despejando naves no mar, reunião com formas de vida submarinas e até submersíveis misteriosos.
Um dos eventos mais extraordinários é o que eles chama de “The Swimmers”, ou “Os Nadadores”.
Estes assim chamados humanoides teriam três metros de altura e viveriam a 50 metros nas águas geladas da Sibéria.
Stonhill e Mantle mostram o testemunho do General de Divisão V. Demyanenko, um comandante russo do Serviço de Mergulho Militar.  Alegadamente ele alertou sua tripulação sobre criaturas desconhecidas após alguns encontros em 1982.
Estas criaturas vestem, alegadamente, macacões prateados e usam capacetes em formato de esfera. Sete mergulhadores da Marinha Soviética foram jogados à superfície por uma misteriosa força, após tentarem capturar  uma dessas criaturas numa rede.
Em outro estranho encontro, o navio Raduga avistou uma enorme bola de fogo emergir do oceano, enquanto velejava no Mar Vermelho em 1965.  O objeto supostamente pairou a 150 metros sobre a superfície, com um gigantesco pilar de água ao seu redor, antes de mergulhar novamente.
O Chefe do departamento de inteligência da Frota do Pacífico da Rússia, Almirante V. A. Domislovsky, alegou ter visto um objeto com um comprimento estimado em 900 metros pairando sobre a água no Oceano Pacífico.
O Contra-Almirante e comandante de submarino nuclear, Yury Beketov, alegou ter visto uma atividade envolvendo um OSNI no Triângulo das Bermudas. Com base no seu radar, o objeto estava se movendo a 400 Km/h sob a superfície.
O Sr. Mantle disse que os comandantes de frotas militares da União Soviética mantiveram seus segredos sobre o assunto dos OSNIs, e aquelas testemunhas que tentaram compartilhar suas experiências foram ridicularizadas.

Nenhum comentário :

Postar um comentário