quinta-feira, 27 de outubro de 2016

Diplomacia militar: Índia convence a Ucrânia a lhe vender turbinas a gás que serão instaladas nas fragatas que está comprando à Rússia…


Por Roberto Lopes

O ministro da Defesa indiano Manohar Parrikar comunicou à imprensa nesta terça-feira (25.10) a conclusão de um acordo com o governo da Ucrânia, para que sua Marinha possa adquirir à empresa ucraniana Zorya-Mashproekt – integrante da corporação estatal Ukroboronpron (Indústrias de Defesa Ucranianas) –, da cidade de Mykolaiv – 479,6 km ao sul da capital Kiev –, quatro turbinas a gás M90FR, de 27.500 hp.
turbinanoestradoamareloabreabre
Turbina a gás ucraniana M90FR


Os equipamentos serão instalados em quatro fragatas stealth russas classe Krivak modificadas: duas que já têm sua estrutura básica pronta em um estaleiro da Rússia, e duas que serão construídas pela indústria naval indiana.
modificada
Fragata russa classe Krivak modificada

Há pouco mais de um ano o Ministério da Defesa russo anunciou que sua indústria começaria a desenvolver tecnologia própria para a fabricação de turbinas do tipo M90FR, mas o fim repentino do fornecimento desses equipamentos, decretado por Kiev ainda em 2014 – em consequência do irrompimento das hostilidades entre o Exército ucraniano e separatistas apoiados por Moscou –, representou um atraso significativo para, ao menos, quatro importantes programas de navios de superfície da frota russa.

Prazos – Agraciada com um contrato de pesquisa e desenvolvimento de turbinas a gás, a fábrica russa de motores aeronáuticos NPO Saturn, da cidade de Rybinsk – 318,5 km ao norte de Moscou –, tem até o ano que vem para testar um propulsor capaz de substituir o M90FR ucraniano. Mas é certo que esse novo equipamento não estará disponível para ser comercializado antes de 2019.

A decisão de Nova Déli de importar as turbinas da Ucrânia foi comunicada, no início desse mês, à delegação russa que compareceu ao summit anual Rússia-Índia, realizado na cidade de Goa. Os indianos colheram o nihil obstat (“nada obsta”) das autoridades russas por escrito…

Agora o assunto voltará a ser debatido, para o ajuste de detalhes acerca do fornecimento dos navios, durante o encontro previsto para 26 de outubro, em Nova Déli, da Comissão Inter-Governamental Indo-Russa sobre Cooperação Técnica Militar.

Plano Brasil

Nenhum comentário :

Postar um comentário