terça-feira, 25 de outubro de 2016

Divulgada a primeira imagem do maior míssil balístico intercontinental da Rússia


A empresa estatal russa de construção de mísseis Makeyev Rocket Design Bureau publicou hoje (24), em seu site oficial, a primeira imagem do super pesado míssil balístico intercontinental RS-28 Sarmat.
O silo de míssil


Este míssil intercontinental, que será produzido na Rússia a partir de 2018, representa uma resposta de Moscou à instalação de sistemas antimísseis ocidentais no Leste Europeu. Desenvolvido desde 2009, o RS-28 Sarmat foi projetado para substituir o antigo míssil soviético R-36M Voevoda ("Satan" segundo a classificação da OTAN), como o componente básico do potencial nuclear da Rússia. De acordo com o texto que acompanha a imagem, "Em junho de 2011, o Ministério da Defesa da Rússia firmou um contrato para a criação do míssil Sarmat. Este sistema de mísseis estratégico está sendo desenvolvido para garantir a dissuasão nuclear efetiva e reforças as Forças Estratégicas da Rússia".
Primeira imagem do míssil balístico intercontinental da Rússia RS-28 Sarmat
Primeira imagem do míssil balístico intercontinental da Rússia RS-28 Sarmat

As ogivas do Sarmat terão uma série de contra-medidas destinadas a penetrar qualquer “escudo” antimíssil. Os analisas dizem que o RS-28 também vai ter uma versão hipersônica convencional como o Advanced Hypersonic Weapon estadunidense ou o WU-14 chinês, que poderá ser usado como uma arma intercontinental de alta precisão em um conflito não-nuclear. O Ministério da Defesa russo pretende colocar o Sarmat em serviço no final de 2018 e substituir o Voevoda até 2020.

Sputnik

Um comentário :

  1. Caro amigo, vc poderia escrever sobre o novo míssil intercontinental pesado da Rússia, o sarmath. Existem bastante especulações sobre as capacidades militares dessa nova arma termonuclear, se possível nos informe mais sobre ela.

    ResponderExcluir