sábado, 5 de novembro de 2016

Rússia revela novo radar AESA para o caça MiG-35


A Fazotron-NIIR Corporation da Rússia (uma subsidiária da KRET Concern) desenvolveu um novo radar AESA (Active Electronic Scanned Array) para o caça multi função Mikoyan MiG-29/35 ( 'Fulcrum'). 

O radar, o Zhuk-AMEh, foi revelado na exposição aeroespacial China Airshow 2016, realizada em Zhunhai de 1 a 6 de novembro. 

O Zhuk-AMEh pode rastrear até 30 alvos e pode atacar simultaneamente até seis alvos aéreos e quatro terrestres, disse uma fonte da indústria de defesa russa à IHS Jane na china Airshow. 


"O radar resistente a atolamentos/interferência eletrônica funciona mesmo nas condições climáticas mais adversas e áreas contestadas.O Zhuk-AMEh pode detectar alvos inimigos em modos ar-ar e ar-terra de forma síncrona, identificar e rastrear alvos individuais e de grupos, atacar Vários objetos com munições de alta precisão, transferir dados adquiridos para outras aeronaves e conduzir a guerra eletrônica ", disse a fonte. 

"Os receptores e transmissores do Zhuk-AMEh foram fabricados por tecnologias LTCC [de baixa temperatura de cerâmica]", a fonte continuou, acrescentando: "Eles são instalados em placas de cerâmica leve que permitem ao AESA uma redução de largura de 10 Cm [com fontes de energia e elementos de controle], o radar é composto por três unidades, a saber, o radar AESA, uma unidade de processamento e um compositor ". 

As capacidades do Zhuk-AMEh foram melhoradas em 50% em comparação com as variantes desenvolvidas anteriormente do radar Zhuk. "No momento, um caçar MiG-29 pode detectar um alvo aéreo em 180 km", disse a fonte, "enquanto o Zhuk-AMEh aumenta este alcance para 260 km". 

A fonte acrescentou que o novo radar pesa cerca de 100 kg e recebeu um certificado que permite sua exportação.

Nenhum comentário :

Postar um comentário