segunda-feira, 19 de dezembro de 2016

Embaixador Russo é morto na Turquia.Caos em Ancara após assassinato do embaixador russo (AO VIVO).assassino era policial.


Um ataque armado conta o embaixador da Rússia na Turquia, Andrei Karlov, foi realizado nesta segunda-feira (19), em Ancara. Segundo o ministério das Relações Exteriores da Rússia, o Embaixador foi ferido durante a abertura de uma exposição na capital turca e faleceu no hospital.
Polícia turca faz segurança da área perto da galeria de artes onde foi baleado o embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, em Ancara, em 19 de dezembro 2016

Situação em Ancara após morte do embaixador russo

Assassino do Embaixador russo em Ancara era policial (VÍDEO)

Segundo a imprensa turca, o agressor do Embaixador russo na Turquia seria policial.

A imprensa turca divulgou a foto de uma identidade policial, que teria sido usada pelo agressor do Embaixador da Rússia na Turquia. O nome do agressor, segundo a imprensa, seria Mevlut Mert Altıntas. Ele era policial em Ancara e teria 22 anos. No entanto, a informação ainda não recebeu confirmação oficial e outras fontes levantam a possibilidade da identidade ser falsa.

Mais cedo o ministério das Relações Exteriores da Rússia confirmou a morte do Embaixador russo em Ancara, Andrei Karlov. Nesta segunda-feira a imprensa turca informou sobre ataque armado realizado contra o Embaixador da Rússia em Ancara, Andrei Karlov. O diplomata estava realizando um discurso durante a abertura de uma exposição em uma galeria de arte local. Segundo as testemunhas, o terrorista, vestido de terno e gravata, entrou na sala e foi confundido com segurança do Embaixador. O assassino de Andrei Karlov morreu durante o confronto com a polícia. A segurança da embaixada da Rússia em Ancara foi reforçada. O prefeito de Ancara, Melih Gokçek, declarou que o assassinato de Karlov foi uma tentativa estragar as relações entre a Rússia e a Turquia.


Ministro das Relações Exteriores da Turquia expressa condolências por morte de embaixador
Mevlut Cavusoglu, ex-chanceler turco
Mevlut Cavusoglu já estava na Rússia para participar de um encontro sobre o conflito sírio quando o ataque aconteceu.

O ministro das Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, expressou condolências à família do embaixador da Rússia na Turquia, Andrey Karlov, que foi morto em Ancara.

"Em meu nome e em nome do povo turco, em primeiro lugar, expresso profundas condolências à família de Andrey Karlov e ao povo russo… Depois do ataque, muitos dos meus compatriotas de Antalya me ligaram e pediram que eu expressasse profundas condolências em nome deles e em nome de todo o povo turco", disse Cavusoglu a repórteres depois de chegar a Moscou. Karlov foi morto por um atirador em uma exposição de galeria de arte que abre em Ancara. Outras três pessoas ficaram feridas no ataque. 

O ministro Cavusoglu estava em desde a segunda-feira para participar de conversações russo-turco-iranianas sobre a resolução do conflito sírio.  "Ambos os lados compreendem plenamente que este ato desprezível não prejudicará as nossas relações", adicionou o ministro, acrescentando que o crime visava prejudicar os esforços conjuntos russo-turcos para resolver o conflito na Síria.

Assessor de Erdogan: morte de embaixador foi para impedir encontro sobre Síria em Moscou
Clérigo turco muçulmano Fethullah Gulen, líder do movimento que estaria por trás da morte do embaixador russo na Turquia

O principal assessor de Recep Tayyip Erdogan, presidente da Turquia, acusou o Ocidente de planejar o ataque ao embaixador russo Andrei Karlov, assassinado nesta segunda-feira, em Ancara, para sabotar o importante encontro programado para amanhã, em Moscou, sobre a crise síria.

Em entrevista à Sputnik, Ilnur Cevik disse que o fortalecimento das relações entre russos e turcos, como visto nos esforços conjuntos para ajudar a população de Aleppo, provocou a raiva de países como Estados Unidos e Alemanha, que teriam decidido agir através do movimento do clérigo Fethullah Gulen para romper essa aliança e minar as negociações desta terça-feira entre os ministros de Defesa e Relações Exteriores de Rússia, Turquia e Irã.  "Nós vamos ver a conexão entre o encontro de amanhã e esse assassinato. Essa reunião trilateral foi criada para e tem perspectivas de resolver a crise síria", afirmou Cevik.

Para o assessor do presidente turco, era inevitável que o Ocidente tentasse sabotar essas relações, vistas como uma ameaça aos seus interesses.

"É triste que eles tenham usado um policial afiliado à organização terrorista de Fethullah Gulen para matar o embaixador. Essa organização também esteve por trás da queda do jato russo, que prejudicou nossas relações." De acordo com Cevik, os EUA já demostraram irritação com o sucesso da cooperação entre Moscou e Ancara na Síria, e estariam dispostos a sabotar as relações russo-turcas em todas as áreas. "Eles (americanos) veem isso como uma grande aliança que irá prejudicar os interesses ocidentais. Os americanos têm destacado recentemente que a cooperação russo-turca na Síria tem marginalizado Washington, e eles vêm criticando sua própria administração", acrescentou.

sputniknews

Em vídeo: momento em que o embaixador russo na Turquia foi baleado (18+)

http://nos.nl/video/2149213-schokkende-beelden-russische-ambassadeur-neergeschoten.html



Abaixo o atirador Andrei Karlov que morreu no hospital local.

7 comentários :

  1. Embaixador russo morto em "atentado" na Turquia.

    Eu tenho algumas perguntas sobre o tal atentado:

    Por que o piso ao redor do corpo caído do embaixador não aparece sangue nenhum?

    Por que o assassino teve tempo de dar a sua história de fundo para o ataque sem ser abatido de imediato?

    Por que não havia outro policial, além do assassino, perto do embaixador russo?

    Por que não havia guarda-costas armados da embaixada russa perto do tal embaixador?

    É prática comum de deixar um embaixador sozinho com nenhuma segurança em um evento público em uma nação com frequência de terrorismo como a Turquia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vendo muito filme... "sangue ao redor do corpo..."? putz...

      Excluir
    2. Sim, ele está certo. Nós temos sangue para vazar, sabia???

      Excluir
    3. O nome do atirar é Andrey Karlov?!

      Ué!? Mas o cara não é turco? Como é que o tal atirador tem sobrenome russo?!

      Excluir
  2. O atirador tem sobrenome russo??? Mas ele não é turco??? ESTRANHO!!!

    ResponderExcluir
  3. para mim isso é coisa dos neocons...a turquia é um pais fundamentalista islâmico e não é difícil recrutar gente lá para realizar esse tipo de coisa;além disso o embaixador russo fala chinês e árabe fluentemente e era uma das peças chaves na resolução do conflito da síria,além de ser um dos responsáveis da entrada da Turquia na OCS...lembrando que hoje em moscou será(ou está sendo)realizada uma reunião para a normalização da síria entre a Rússia e a Turquia - os neocons queria queimar o relacionamento entre os dois países por isso do assassinato do embaixador.

    Até agora 5 pessoas foram presas sendo os pais do atirador e mais três outros.

    ResponderExcluir