quinta-feira, 16 de março de 2017

Veteranos de tropas nazistas invadem as ruas de Riga


Segundo a polícia da capital letã, que está trabalhando em regime intensivo hoje (16), foi organizada uma marcha dos veteranos de tropas nazistas que contou com a participação de cerca de 2.000 pessoas, número maior do que a do ano passado.
Marcha da legião letã da SS em 2017
A marcha foi seguida por gritos antifascistas "Que vergonha, Letônia" e o Comitê antinazista letão distribuiu cartazes com imagens de vítimas do nazismo.


Há alguns minutos antes do início da ação, a polícia deteve dois membros do comitê antinazista da Letônia e mais dois membros do movimento antinazista da Alemanha, relata a agência Sputnik Letônia.
"Contra a heroicizarão da legião letã de Waffen-SS!", "Lembrem o holocausto!" – um homem com este cartaz foi retirado da marcha:
"Против героизации латвийского легиона Waffen SS!", "Вспомните Холокост!" - человека с этим плакатом полиция вывела с шествия. 
Além disso, os policiais detiveram dois jovens russos que gritaram frases ofensivas aos legionários. Os jovens traziam fitas de São George nos casacos, acessório que simboliza a vitória da URSS contra a Alemanha nazista.
Membros letões do movimento antinazista conclamaram todos para acender as velas em memoria das vítimas do nazismo durante a noite perto do monumento da Liberdade.
As marchas dos veteranos de Waffen-SS e seus aliados são realizadas em Riga desde 1994. O organizador principal do evento em questão é uma organização nacionalista Daugavas Vanagi (Falcões do Daugava) que foi instituída em 1945 pelos ex-legionários letões das SS. Geralmente, membros do Parlamento da Letônia participam da marcha.
Depois da Segunda Guerra Mundial, durante os Julgamentos de Nuremberg, todas as divisões de Waffen-SS, incluindo a da Letônia, foram declaradas organizações criminosas. Na Rússia, tal ação é considerada vergonhosa, pois denigre a memória das vítimas da Segunda Guerra Mundial.
sputniknews

Nenhum comentário :

Postar um comentário