terça-feira, 23 de maio de 2017

Ataque de Manchester foi perpetrado por terrorista suicida


A explosão mortal no Manchester Arena, que ocorreu na noite de segunda-feira (22), foi levada a cabo por um terrorista suicida que morreu detonando o dispositivo explosivo, disse o chefe da polícia local citado pela agência Reuters.
A polícia bloqueia a estrada perto do estádio Manchester Arena em Manchester, Inglaterra, 23 de maio de 2017.
O chefe de polícia de Greater Manchester, Ian Hopkins, informou que o número de vítimas da explosão aumentou para 22, entre elas várias crianças. O número de feridos permanece em 59.


"Temos tratado a explosão como um ataque terrorista e acreditamos, neste momento, que o ataque foi levado a cabo por um homem", disse Hopkins em uma declaração televisionada.

Ele confirmou que o atacante morreu na explosão.

"A prioridade é estabelecer se ele estava agindo sozinho ou fazia parte de uma rede", disse Hopkins.

A explosão ocorreu momentos após a estrela pop Ariana Grande ter concluído um concerto na Manchester Arena, Reino Unido.

Atentado de Manchester é um dos piores atentados terroristas da história do Reino Unido


Primeira-ministra da Grã-Bretanha Theresa May confirmou que o ataque em Manchester foi um atentado terrorista.

Os cidadãos de Manchester, do Reino Unido, "caíram vítimas de um cruel atentado terrorista", acrescentou ela.
Theresa May adiantou que a polícia acredita que por trás do ataque esteve só uma pessoa e que continua investigando o assunto.
Segundo ela, os serviços da segurança da Grã-Bretanha acreditam saber a identidade do autor da explosão em Manchester mas não podem ainda verificar o seu nome.
Theresa May halts campaign to chair emergency Cobra meeting following  ‘terrorist attack’ https://on.rt.com/8cei 
​De acordo com a primeira-ministra, o atacante de Manchester queria causar a "maior carnificina possível".
O nível da ameaça terrorista continua elevado após o atentado.
A explosão, já qualificada como atentado terrorista, ocorreu  fora da Arena de Manchester, no final do concerto de Ariana Grande, deixando pelo menos 22 mortos e cerca de 60 feridos.

Nenhum comentário :

Postar um comentário