terça-feira, 30 de maio de 2017

NI: mísseis ar-ar russos e caças chineses são um problema para os EUA


O analista militar norte-americano Dave Majumdar acredita que os mísseis do tipo ar-ar russos e chineses são um problema potencial para os aviões dos EUA.
Militares russos na base aérea em Hmeymim, na Síria
Falando sobre o possível cenário de um conflito militar entre a Rússia e a China, o analista do The National Interest acrescentou que os aviões AWACS e aviões-tanque são vulneráveis para os caças chineses. 


"A única solução do problema é retirar estes aviões para um lugar seguro fora do alcance da ameaça chinesa. Mas isso vai levar à limitação das capacidades dos caças táticos, bem como à diminuição da sua capacidade de ataque ao território chinês", escreve Dave Majumdar.

O analista militar norte-americano, se baseando em dados disponíveis, acredita que os novos mísseis russos e chineses de longo alcance, junto aos caças de quinta geração, vão ser um problema sério para o Pentágono, comunica o Rossiiskaya Gazeta.

Anteriormente os militares dos EUA já haviam reconhecido a ameaça dos mísseis russos ar-ar instalados nos caças Su-34 russos que atuam na Síria.

"A dotação dos bombardeiros russos que participam da operação antiterrorista na Síria com mísseis ar-ar vai dificultar a situação no país", acrescentou a representante do Pentágono Michelle Baldanza em dezembro de 2015. 

O Rossiiskaya Gazeta acrescenta que a Força Aeroespacial da Rússia começou recebendo os novíssimos mísseis ar-ar, desenvolvidos com base no míssil P-73. O novo míssil tem uma nova ogiva de orientação a infravermelhos com capacidades reforçadas.

sputniknews

Nenhum comentário :

Postar um comentário