segunda-feira, 10 de julho de 2017

'Tripulação começou a gritar': Reino Unido desclassifica seus arquivos sobre OVNIs


O governo britânico desclassificou em julho um novo lote de documentos oficiais, onde fala sobre o encontro entre um avião norte-americano e um "objeto voador não identificado", no Mediterrâneo, em 19 de outubro de 1982.
OVNIs, imagem referencial
Os documentos são compostos de centenas de páginas, entre as quais aparece o episódio. Segundo o governo britânico, um avião de espionagem militar norte-americano RC-135, que estava realizando uma operação de reconhecimento durante a Guerra Fria, encontrou-se com um objeto não identificado perto da ilha do Chipre, às 16h00 no horário local.


Os documentos revelam que a tripulação do RC-135 "começou a gritar" pedindo ajuda, quando viu um objeto que "emitia 20 luzes intermitentes" a cerca de 10.000 metros de altitude.

O OVNI foi detectado pelo radar do avião norte-americano e pôde ser visto durante 90 minutos por toda a tripulação, incluindo os pilotos, segundo os quais, o OVNI envolveu o avião.

Os detalhes do encontro foram recolhidos pelas forças britânicas em uma base militar no Chipre. O episódio fez com que as forças norte-americanas enviassem para a área do encontro dois caças F-14 de um porta-aviões, juntamente com Phantom britânico.

De acordo com os documentos, nenhum deles conseguiu ver nada, já que, de acordo com a tripulação do RC-135, o objeto "foi embora voando em direção à África".
Avião de reconhecimento da Força Aérea dos EUA RC-135 (foto de arquivo)
Avião de reconhecimento da Força Aérea dos EUA RC-135 (foto de arquivo)

O encontro foi investigado pelo Ministério da Defesa britânico durante as semanas seguintes e, em novembro desse mesmo ano, suas conclusões foram enviadas ao Departamento de Defesa norte-americano, mas não foram publicados.
David Clarke, um conhecido pesquisador de OVNIs, teve acesso aos documentos. Clark ressalta que os arquivos possuem imagens do evento e o áudio da tripulação do RC-135.
Não obstante, de acordo com um testemunho de um oficial da Força Aérea Real britânica, que também aparece nos arquivos, o encontro poderia ter sido tratado de algo imprevisto.

"Temos razões sérias para pensar que a visão do 'OVNI' não era outra coisa que um efeito ótico causado pelas luzes da costa libanesa ou israelense."

Apesar de o Ministério da Defesa britânico ter desclassificado estes documentos, os mesmos não foram digitalizados como os outros, sendo indispensável visitar os Arquivos Nacionais de Londres para acessá-los. Tal decisão britânica gerou ainda mais suspense ao redor dos papéis sobre OVNIs.

sputniknews

Nenhum comentário :

Postar um comentário