sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Empresa química israelense perde milhões de dólares depois das ameaças do Hezbollah


Pelo menos 800 funcionários da Haifa Chemicals serão demitidos nas próximas semanas, quando a empresa encerra suas duas usinas que processaram amônia, informou a Agência de Notícias da AFP nesta quinta-feira.



A proprietária da Haifa Chemicals, Jules Trump, disse à rádio do exército israelense nesta semana que sua companhia foi condenada a fechar suas plantas pelo regime de Tel Aviv devido a medos sobre um possível ataque do Hezbollah a um dos tanques de amônia.

"Perdemos centenas de milhões de shekels (dezenas de milhões de dólares) nos últimos meses porque, ao contrário das promessas do governo, não há solução alternativa no horizonte", disse ele à estação de rádio.

Trump foi condenado a fechar as plantas depois que os tribunais israelenses se reuniram na semana passada e votaram para encerrar as fábricas químicas.

No passado, o secretário-geral do Hezbollah, Sayyed Hassan Nasrallah, advertiu Israel que suas forças são capazes de atacar os tanques de amônia de Haifa com mísseis, levando o regime de Tel Aviv a agir para proteger essas plantas.

almasdarnews

Nenhum comentário :

Postar um comentário