domingo, 13 de agosto de 2017

POR QUE UMA BASE MILITAR RUSSA NO GOLFO PÉRSICO É “DIFICILMENTE POSSÍVEL”.


Depois que o parlamento russo ratificou um protocolo para um acordo em julho sobre a implantação do grupo da Força Aérea Russa para a Síria, algumas das elites políticas russas sugeriram que Moscow precisa de mais instalações militares estrangeiras, inclusive no Oriente Médio.
Su-34 em Hamadan Airbase. 
No verão passado, a Rússia foi autorizada a usar uma base aérea iraniana em Hamadan para sua campanha aérea anti-Daesh na Síria. Mais tarde, Teerã disse que as autoridades iranianas também poderiam permitir que a Rússia use a base de Hamadan no futuro se a situação da região o exigisse.

Não há dúvida de que o Irã permitirá que a Rússia use suas bases na luta contra o terrorismo, de acordo com Mostafa Azerian, um analista político iraniano independente e especialista em laços estratégicos russo-iranianos. No entanto, a questão de uma base russa permanente no Irã suscita controvérsia.
    “O problema deve ser tomado numa perspectiva geopolítica. Após o fim da Guerra Fria, a Rússia tem sido o único poder global para conter as ambições globais dos EUA. Em termos de segurança, várias regiões são cruciais para a Rússia, incluindo o Oriente Médio. Os EUA continuam sua expansão militar global, o que cria riscos para a segurança militar da Rússia. Claro, em um ambiente desse tipo, a Rússia tem todo o direito de tomar medidas responsivas, inclusive cooperando com seus aliados em defesa de mísseis e implantação de bases”, disse Azerian a Sputnik Persian.
O especialista apontou que a cooperação militar entre Teerã e Moscow atingiu seu pico no ano passado, quando o Irã permitiu que as Forças Aeroespaciais russas usassem sua base de Hamadan para ataques aéreos na Síria.
Ao mesmo tempo, de acordo com Azerian, a Constituição iraniana estipula que o estabelecimento de qualquer tipo de base militar estrangeira no Irã é proibido, mesmo para fins pacíficos.
    “No entanto, se há uma questão relativa à segurança nacional de Teerã, o Supremo Conselho Nacional de Segurança pode permitir que a Rússia use bases militares iranianas”, acrescentou Azerian.
Por sua vez, Nikolai Kozhanov, especialista em estudos iranianos e professor associado da Universidade Européia de São Petersburgo, sugeriu que uma presença militar russa permanente no Irã seria irracional e dificilmente possível.
Estrada curta para a Síria.
A implantação do avião TU-22 da Força Aérea da Rússia para o Irã.
Clique na imagem para ampliar [res. 1024 × 1024]
    “O estabelecimento de uma base em uma região com uma séria presença militar americana seria irracional em termos políticos e econômicos. Não há guerra fria entre a Rússia e os EUA, não importa o que nossos políticos digam. É por isso que se envolver em tal impasse seria imprudente”, disse Kozhanov.
Comentando o uso de bases iranianas, o especialista destacou duas considerações importantes.
    “Primeiro, o Irã confirmou que está pronto para permitir que a Rússia use a base de Hamadan, se necessário. Ao mesmo tempo, esse acordo é temporário e se relaciona com a situação na Síria”, afirmou.
Quanto a uma presença militar permanente, esse cenário dificilmente é possível. Kozhanov ecoou Azerian, enfatizando que a Constituição iraniana proíbe a implantação de uma força militar estrangeira no país.
    “Este princípio está enraizado no DNA nacional e cultural iraniano. Nenhum país estrangeiro está autorizado a implantar suas forças no Irã”, disse Kozhanov.
Além disso, ele ressaltou o fato de que não há unanimidade em relação aos esforços militares russos entre as elites políticas iranianas.
    “Existem algumas forças dentro das alas conservadoras e, digamos, liberais que estão contra a cooperação militar com a Rússia”, disse o especialista.
Ao mesmo tempo, de acordo com Kozhanov, apesar do fato de que a cooperação militar entre Teerã e Moscow permanece ocasionalmente, contribui para fortalecer a confiança mútua e tem um efeito positivo sobre os laços bilaterais.

Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário