segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

2ª divisão do sistema antimíssil S-400 entra em serviço na Crimeia


No sábado (13) a segunda divisão do sistema de defesa antimíssil S-400 entrou em serviço no cabo Fiolent, perto da cidade de Sevastopol (Crimeia), informa o serviço de imprensa da Frota do Mar Negro russo.
Sistema de defesa antiaérea S-400


A divisão do S-400 foi acionada e começou a vigiar o espaço aéreo.

Segundo informou o tenente-general do Exército russo Viktor Sevostyanov, o complexo precisa de menos de cinco minutos para ser colocado em regime de alerta. Assim, seu posicionamento aumentará significativamente a eficiência de todo o sistema de defesa antiaérea da Crimeia, opina.

"A partir de agora, equipados com esta arma poderosa, vocês entram em serviço da defesa antiaérea. Irão garantir a segurança aérea da população da Crimeia, das estruturas administrativas, industriais e de transporte de especial importância não só na nossa península russa [Crimeia], mas também em parte considerável da região de Krasnodar", afirmou o comandante durante a cerimônia solene realizada em 13 de janeiro.

A segunda divisão do S-400 tem com objetivo principal vigiar o espaço aéreo de Chongar e Armyansk.

Mais cedo, o porta-voz do presidente russo, Dmitry Peskov, declarou, ao comentar o posicionamento dos S-400 na Crimeia, que a Rússia possui o direito absoluto de tomar medidas para garantir a sua segurança, e que isso não deve ser considerado uma ameaça em relação a algum país.

Em dezembro do ano passado, o Ministério da Defesa da Rússia informou que a nova unidade do sistema de defesa antimíssil S-400 Triumph entraria em serviço na Crimeia em 12 de janeiro de 2018. Destaca-se que esta é a segunda unidade destes mísseis posicionada na península.  A primeira se encontra em Teodósia desde a primavera de 2017.

Uma divisão de S-400 possui oito lançadores múltiplos com quatro mísseis cada um.

sputniknews



Nenhum comentário :

Postar um comentário