terça-feira, 16 de janeiro de 2018

Analista: nenhum míssil no mundo pode ser comparado com o russo Tsirkon


O sistema de mísseis russo Tsirkon, que está sendo desenvolvido, representará uma ameaça real para os porta-aviões estadunidenses, escreve a revista alemã Stern. O especialista militar Viktor Murakhovsky explicou qual é a particularidade mais importante da nova arma russa.
Forças armadas da Rússia (imagem referencial)


De acordo com a edição, com o míssil hipersônico Tsirkon, que é capaz de atingir a velocidade de 7.400 km/h e possui um raio de alcance de até 600 km, a Marinha russa representará uma ameaça séria para os porta-aviões norte-americanos, para não falar dos navios de outros países.

O sistema de mísseis Tsirkon é um dos produtos mais recentes da indústria militar russa. Os trabalhos do projeto são classificados.
O especialista em assuntos militares Viktor Murakhovsky, em entrevista ao serviço russo da Rádio Sputnik, explicou qual é a particularidade mais importante do Tsirkon.
"Tsirkon é um novo corpo de míssil hipersônico. Ele não tem necessariamente de ser naval, já que pode ser instalado em terra. Como seu desenvolvimento ainda não foi terminado, é cedo para falar onde ele vai se basear […] Contudo, sabe-se que os testes das cargas de combate e do míssil Tsirkon estão sendo bem-sucedidos. Foi afirmado que, durante seus testes na atmosfera, o míssil alcançou aproximadamente sete ou oito vezes a velocidade do som. Hoje em dia, nenhum outro míssil, em nenhum país, é capaz de fazer o mesmo. Por conseguinte, os meios de defesa antimíssil e antiaérea não conseguem interceptar alvos se deslocando a tal velocidade, além de mudarem seu rumo. Foi daí que a edição alemã tirou suas conclusões, já que, no momento, não existem meios para derrubar e interceptar mísseis de tal tipo", ressaltou Viktor Murakhovsky.

Nenhum comentário :

Postar um comentário