quinta-feira, 22 de março de 2018

Responsável russo responde ao "cale a boca e suma" britânico



por Igor Konashenkov [*] 

A Rússia "deveria calar a boca e ir embora". 
Gavin Williamson, secretário da Defesa do Reino Unido


Se o ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia reagiu no seu tradicional modo polido, o ministro da Defesa decidiu não poupar palavras e chamou o ministro da Defesa britânico de "musaranho grosseiro" e "intelectualmente impotente". O General de Divisão Igor Konashenkov foi encarregado da tarefa de apresentar a repreensão, actuando portanto como o polícia mau.


A retórica de um musaranho grosseiro ("uncouth shrew") demonstrada pelo chefe do Ministério da Defesa britânico torna perfeitamente evidente sua absoluta impotência intelectual. Tudo isto confirma não só a nulidade de todas as acusações em relação à Rússia que temos ouvido vindas de Londres durante os últimos vários anos como também que os próprios "acusadores" são nulidades. 

A Grã-Bretanha desde há muito tornou-se não só um ninho confortável de desertores de todo o mundo como também um centro para toda a espécie de agências produtoras de falsas notícias: desde o "Syrian Observatory for Human Rights" britânico àquele criado por um oficial britânico de inteligência pseudo-sírio, os "Capacetes brancos". 

Quanto às palavras grosseiras do ministro da Defesa britânico em relação à Rússia, parece que na ausência de resultados reais de actividade profissional a brutalidade é a única arma que resta no arsenal militar de Sua Majestade. 

Este resumo parece tanto breve como pertinente.

[*] General de Divisão

O original encontra-se em https://colonelcassad.livejournal.com/4052937.html
e a versão em inglês em http://thesaker.is/official-russian-reply-to-the-british-shut-up-and-go-away/ 


Esta nota encontra-se em http://resistir.info/ .



Nenhum comentário :

Postar um comentário