terça-feira, 20 de março de 2018

Rússia desenvolve motores para foguetes portadores ultraleves destinados a países do BRICS


O consórcio científico-industrial russo NPO Energomash começou a desenvolver um motor de foguete de novo tipo para foguetes portadores ultraleves. 
Motores para foguetes da empresa Energomash, foto de arquivo
Estes motores deverão ser exportados aos países do BRICS, informou Pyotr Levochkin, diretor técnico do consórcio.


Segundo Levochkin, o novo motor poderá ser usado tanto nos foguetes portadores ultraleves comerciais como nos portadores leves e de classe média produzidos nos países do BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul).

Atualmente, a Rússia usa três tipos dos foguetes portadores leves: o Rokot, o Angara-1.2 e o Soyuz-2.1b. O país não produz foguetes portadores de classe ultraleve, entretanto, duas empresas privadas, a Lin Industrial e NSTR Rocket Technologies, estão desenvolvendo esse tipo de foguetes. Além disso, o desenvolvimento de foguetes portadores ultraleves está previsto na estratégia de desenvolvimento até 2030 da corporação estatal Roscosmos.

De acordo com a classificação internacional, os foguetes de classe ultraleve são destinados a colocar em órbitas baixas (até 200 quilômetros de altitude) cargas com dezenas de quilogramas, enquanto os foguetes leves podem colocar em órbita cinco toneladas e os de classe média – até 20 toneladas.

sputniknews

Nenhum comentário :

Postar um comentário