quinta-feira, 5 de abril de 2018

Opinião: depois do caso Skripal 'governo britânico provavelmente está com dias contados'


"Nem a diplomacia nem a política se fazem dessa maneira", comenta um representante especial do presidente russo sobre o comportamento de Londres em torno do caso Skripal.
Primeira-ministra britânica, Tehresa May, no local onde Sergei Skripal e sua filha foram encontrados inconscientes
O desenvolvimento da situação em torno do caso Skripal dá motivos para pensar que o governo atual do Reino Unido corre o risco de não atingir o fim do seu mandato, opina o representante especial do presidente da Rússia, Vladimir Putin, para assuntos de cooperação internacional no âmbito da segurança informática, Andrei Krutskikh.


"Em minha opinião, o último desenrolar dos acontecimentos no caso Skripal significa que o governo britânico provavelmente está com os dias contados, porque nem a diplomacia nem a política se conduzem dessa maneira", afirmou Krutskikh durante um discurso no clube Valdai realizado em Moscou.

Ao mesmo tempo, Aleksandr Lukashevich, representante permanente de Moscou na OSCE (Organização para a Segurança e Cooperação na Europa), afirmou que agora Londres deve pedir desculpas à Rússia por suas acusações infundadas quanto ao envenenamento do ex-agente russo, Sergei Skripal.

"Estou seguro que eles [Reino Unido] têm que pedir desculpas. Porque agora as versões no correspondem com o que a primeira-ministra Theresa May e [o ministro do Exterior] Boris Johnson, declararam no Parlamento, e muitas pessoas entendem que se trata de uma provocação em grande escala pela qual terá que responder".
Anteriormente, o jornal The Timesescreveu que a inteligência britânica determinou a localização do laboratório russo onde alegadamente foi produzido o agente nervoso A-234 (também conhecido como "Novichok"), usado para envenenar o ex-agente russo Sergei Skripal e sua filha Yulia Skripal.

Nenhum comentário :

Postar um comentário