segunda-feira, 18 de junho de 2018

Marinha da Rússia envia 2 corvetas equipadas com mísseis Kalibr à Síria (FOTOS)


As corvetas da Marinha russa Grad Sviyazhsk e Veliky Ustyug, equipadas com mísseis de cruzeiro, entraram no mar Mediterrâneo dirigindo-se para a Síria.
Corveta da Marinha russa Grad Sviyazhsk do projeto Buyan-M
Segundo informa o Departamento de Informação da Frota do Mar Negro, as corvetas russas, equipadas com mísseis de cruzeiro Kalibr, deixaram o mar Negro, atravessaram os estreitos do Bósforo e Dardanelos, entraram no mar Mediterrâneo e digiram-se para a costa da Síria.


De acordo com a Marinha russa, os navios passaram a integrar a unidade da Marinha que opera nesta zona marítima e já começaram a cumprir a sua missão.

A passagem dos navios foi registrada pelos serviços de monitoramento turcos. Em particular,  a embarcação de vigilância turca Yoruk Isik postou imagens dos navios de guerra russos no domingo (17).

Ver imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no Twitter

Project 21631 Caspian Flotilla Buyan M class corvettes Veliki Ustyug 651 (x-023) & Grad Sviyazhsk 652 (c-021), armed with SS-N-30 / Kalibr 3M-14 land attack missiles, transited Mediterranean-bound Bosphorus, likely en route to 03:30Z

Os navios Grad Sviyazhsk e Veliky Ustyug, do projeto 21631 Buyan-M, pertencentes à Frota do mar Cáspio da Marinha russa e equipados com mísseis Kalibr, transitaram pelos estreitos do Bósforo e Dardanelos e entraram no mar Mediterrâneo. Seu destino final é supostamente a base russa Tartus na Síria.


Ver imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no TwitterVer imagem no Twitter
Mediterranean-bound Bosphorus: Project 21631 Caspian Flotilla Buyan M class corvettes Veliki Ustyug 651 & Grad Sviyazhsk 652, armed with SS-N-30 / Kalibr 3M-14 land attack missiles, displayed their combat efficiency awards for Rockets & Radar and Kalibr cruise missiles.

Anteriormente, a Marinha dos EUA havia informado que o grupo aeronaval liderado pelo porta-aviões Harry S. Truman entrou na zona oriental do mar Mediterrâneo para participar de operações contra o grupo terrorista Daesh (proibido na Rússia) na Síria e no Iraque.
Enquanto isso, o senador russo Vladimir Shamanov afirmou que não se pode descartar que os EUA não estejam se preparando para um novo ataque contra a Síria, ao reforçarem o seu potencial de combate no mar Mediterrâneo.



Nenhum comentário :

Postar um comentário