domingo, 12 de agosto de 2018

A DITADURA DO “LIVRE” MERCADO


A América do Norte está subsistindo sob as barras de uma ditadura de “mercado livre” publicamente socorrida que está matando a todos nós.

O sistema exige mentiras para sobreviver, uma vez que apenas (temporariamente) beneficia uma minúscula classe oligárquica parasita, em detrimento da própria Vida global.


A supremacia do “livre mercado” falsamente rotulado é palpável por seus remanescentes. Enormes faixas da sociedade – desaparecidas pela mídia monopolista – estão cada vez mais terceirizadas. Essa é a “liberdade” do “mercado”.


lembre-se, quando as pessoas dizem que a América é o “país mais livre do mundo” – é a nação com a maior população total de prisioneiros na Terra, e a maior taxa de pessoas aprisionadas na Terra. Os EUA têm mais pessoas por 100.000 na prisão do que a Síria. @TonyCartalucci

É uma economia política sem sentido em que as pessoas que operam suas alavancas alegam ignorância ou exaltam cegamente as virtudes de seus impactos.

É um condutor sob a destruição das soberanias nacionais e a regra do direito internacional em sua busca constante por novos mercados “livres”. Países soberanos como a Síria, que resistem a essa ditadura externa, sentem o calcanhar das botas do Império, mais visivelmente na forma de terroristas do ISIS e da Al Qaeda apoiados pelo Ocidente que sitiaram o país, protegidos por seus benfeitores tanto militar quanto politicamente.

O mercado livre em expansão do capitalismo predatório “neoliberal” destrói a liberdade dos países “presas” de determinar sua própria economia política. Assim, a Síria, que está derrotando os terroristas do Império e restaurando o domínio do direito internacional, à medida que recupera sua soberania e integridade territorial, é mais livre e autodeterminada do que um país como o Canadá.

A servidão do Canadá aos formuladores de políticas transnacionais não poderia ser mais palpável do que é agora, com o anúncio de que o governo Trudeau pretende receber os terroristas dos Capacetes Brancos em nossas terras.

Nós somos a lata de lixo para o projeto fracassado do Império na Síria – e a maioria dos canadenses é, e provavelmente permanecerá, alegremente inconsciente.

Um dos poucos faróis remanescentes da esperança encontra-se desafiadoramente às margens do Mediterrâneo Oriental, onde o cristianismo e as civilizações nasceram, onde as forças civilizadoras estão ressurgindo a cada vitória sobre os hediondos soldados do Ocidente.

Os projetos anti-vida e megalomaníacos do Império para uma “ordem mundial” totalitária de caos, morte e pobreza estão sendo frustrados em antigos solos sírios. Graças a Deus.

Autor: Mark Taliano
Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com


Nenhum comentário :

Postar um comentário