terça-feira, 24 de maio de 2016

HELICÓPTEROS DE ATAQUE: Aeronave russa que chama a atenção do Exército brasileiro ganha novo kit de proteção anti-míssil


Helirusso
O “Night Hunter” receberá, em breve, um novo sistema de autoproteção

Por Roberto Lopes

O engenheiro Vladimir Mikheyev, CEO adjunto da empresa Concern Radio-Electronic Technologies (KRET, na sigla em russo), informou nas últimas horas à agência de notícias RIA Novosti, que os reputados helicópteros de ataque russos modelo Mi-28N Night Hunter (“Caçador da Noite”) – Havoc no código da Otan – serão, em breve equipados com um novo kit de proteção anti-míssil.

Essa aparelhagem inclui um avançado sistema de identificação de ameaças a laser, para defender a aeronave de mísseis ar-ar e de outros tipo MANPAD (vetores antiaéreos de curto alcance disparados do ombro do atirador).


A concepção desse projeto de jammeamento eletrônico inclui, além do detector laser – que faz a “iluminação” do míssil agressor –, um sistema de alerta de aproximação de mísseis por tecnologia ultravioleta, um equipamento de guerra eletrônica eletro-óptico, decoy flares (bastões metálicos que são lançados pelo helicóptero para atrair o míssil atacante), e um sistema de controle desenvolvido para aumentar, consideravelmente, a capacidade de sobrevivência do helicóptero em combate.

“O sistema está agora indo para os testes finais”, revelou Mikheyev, “e logo será instalado em todos os Mi-28”.

HelirussoCEO
Mikheyev (à dir.): sistema está indo agora para “testes finais”

CAVEx – Subsidiária da poderosa corporação de material militar Rostec, a KRET é uma empresa de 50.000 funcionários e a maior da Rússia no campo da guerra eletrônica, dos instrumentos aeronáuticos, sistemas radio-eletrônicos e dos aparatos aeronáuticos de medição.

A seu cargo estão, inclusive, os dois sistemas de navegação inercial – o LINS-100RS e BINS-SP2 – que vão, proximamente, equipar o caça supersônico multifunção Mig-35.

Esses equipamentos foram projetados para determinar a localização de um objeto no espaço, proceder a um complexo processamento de informações e entregar os resultados na forma de informações de navegação e de voo. Eles também estão aptos a determinar as coordenadas e outros parâmetros de um objeto autônomo no espaço, especialmente na ausência de sinais ou outros referenciais terrestres, navais ou aéreos.

O Night Hunter é um helicóptero de ataque concebido para enfrentar viaturas blindadas, capaz de operar de dia e à noite sob qualquer tempo, em que os dois postos de pilotagem são em tandem (um atrás do outro).

Helirusso1

Seu perfil é caracterizado pelo canhão pesado que transporta sob o nariz – parte de um conjunto de armas formado também por diferentes tipos de foguetes e mísseis pendurados em pilones debaixo de suas pequenas asas.

O aparelho já foi operado por militares do Brasil, em 2014, pois é um dos que vem sendo examinados pelo Comando de Aviação do Exército (CAVEx), no âmbito da concorrência aberta para a seleção do aparelho que irá equipar a primeira unidade aérea de ataque da Força Terrestre.

Seus concorrentes nessa disputa são o TAI T-129 Mangusta (helicóptero italiano fabricado sob licença na Turquia) e o Bell AH-1Z Viper, largamente empregado pelos Marines Americanos.

Plano Brasil

Um comentário :

  1. Que massa, é bom ver que as forças armadas brasileiras está se fortalecendo

    ResponderExcluir