quarta-feira, 21 de junho de 2017

Rumores sobre exportações de T-50 para Vietnã serão precipitados?


Durante a exposição aeronáutica Paris Air Show 2017, o diretor-geral da empresa russa Rosoboronexport, Aleksandr Mikheev, disse aos jornalistas que a Rússia num futuro próximo não iria exportar suas armas mais modernas, incluindo o caça de quinta geração T-50.
Sukhoi PAK FA T-50


“Sem dúvida que o tanque de nova geração Armata, o sistema de defesa antiaérea S-500, o caça de quinta geração e outras armas mais avançadas serão exportados no futuro, mas agora, segundo o plano de Rosoboronexport, não estão previstos os respectivos fornecimentos”, disse ele.

Recentemente, no jornal vietnamita Dat Viet foi publicado um artigo onde se fala da possibilidade de compra do caça russo PAK FA (T-50) pelo Vietnã. Segundo os dados do Centro de Análise do Comércio Mundial de Armas, o Vietnã pode comprar de 12 a 24 caças de quinta geração entre os anos 2030 e 2035. O autor do artigo no Dat Viet põe em dúvida esta informação, dizendo que o seu país “não confirmou oficialmente a intenção desta compra” e porque na própria Rússia “este avião não está na lista das armas para exportação”. Por isso, a empresa Rosoboronexport não pode ainda promover este caça no mercado mundial.

O especialista russo na área militar, coronel Makar Aksenenko, comentou a situação para a Sputnik Vietnã.
“A fama das armas russas está agora sendo confirmada por outras máquinas – os caças Su-35 e MiG-35 e o bombardeiro Su-34, que mostraram suas capacidades durante os últimos combates. Nos próximos 20 anos, eles vão estar ao serviço da Rússia e de muitos outros países. O caça PAK FA ainda está passando por testes”, disse ele.
Além disso, o especialista russo questionou as previsões sobre a quantidade de caças a adquirir (de 12 a 24 unidades), dizendo que é bastante estranho, tendo em conta a doutrina militar do Vietnã. Pois, segundo o especialista, até as Forças Aeroespaciais da Rússia ficarem completadas com este modelo, ele não será vendido para o estrangeiro.

Nenhum comentário :

Postar um comentário