segunda-feira, 3 de julho de 2017

Rússia lança satélite misterioso de base do Ártico




Por fim, parece que o futuro está finalmente aqui: a Guerra Fria entrou oficialmente no espaço. 
Rússia lança satélite misterioso
O site de lançamento e a trajetória do satélite secreto.
Ao longo dos últimos anos, as superpotências militares do mundo têm reforçado suas capacidades de combate espacial, principalmente centradas em torno dos chamados satélites “assassinos”, os quais têm a capacidade de inutilizar ou comandar a espaçonave inimiga. A ameaça de uma nova forma de combate espacial está se aproximando o suficiente para que os militares dos EUA criem uma nova posição de comando espacial, o Vice-Chefe de Gabinete das Operações Espaciais.

Para não ser ultrapassado por seu rival ocidental, a Rússia lançou no mês passado um misterioso novo satélite que se acredita ser parte da crescente corrida de armamentos no espaço.
O lançamento foi transmitido pelas agências de notícias estatais russas.
De acordo com o RussianSpaceWeb.com, o satélite foi lançado no dia 23 de junho, após uma série de tentativas fracassadas. O site de lançamento foi o Cosmódromo de Plesetsk, no noroeste da Rússia, perto da fronteira com a Finlândia. Um foguete Soyuz-2-1v transportou o satélite sobre o Ártico e o Canadá, deixando seus estágios no Mar de Barents ao longo do caminho, antes de entrar em uma órbita no pólo norte. Coloque este lançamento junto com outros desenvolvimentos estranhos no Árctico recentemente, e está ficando claro que o pólo norte poderia ser a próxima grande frente na nova Guerra Fria que está iniciando.
O site de lançamento e a trajetória do satélite secreto.
A agência estatal de notícias Tass, da Rússia, informou o lançamento, mas manteve o objetivo do satélite fora de seus relatórios, observando apenas que o satélite, chamado Napryazhenie (“Voltagem”) é um satélite do Ministério da Defesa da Rússia. Os blogs de vigilância aeroespacial acreditam que o satélite é provavelmente um instrumento usado para tomar medidas geodésicas, que são uma maneira de medir o tamanho e a forma da Terra.
Por que o Ministério da Defesa da Rússia gostaria de traçar as dimensões da Terra, você pergunta? Para traçar trajetórias para mísseis balísticos intercontinentais, é claro. Qual outro propósito a tecnologia serve além de realizar nossa destruição mutuamente segura?

Nenhum comentário :

Postar um comentário