quinta-feira, 10 de agosto de 2017

REINICIANDO A GUERRA NA GEÓRGIA: A CABEÇA DE PONTE TRANSCAUCASIANA DA AMÉRICA É ATIVADA


Na Geórgia, na base militar “Vaziani”, perto de Tbilisi em 31 de julho de 2017, lançou-se o próximo exercício da OTAN “Noble Partner-2017” que durará até 12 de agosto.
Provocação.

Nas manobras ocorreram as unidades dos cinco países da aliança do Atlântico Norte – Estados Unidos, Grã-Bretanha, Alemanha, Turquia e Eslovênia, bem como as forças armadas da Geórgia, Ucrânia e Armênia. Vale ressaltar que o número de militares dos EUA que participam do exercício é o dobro do número de militares do país anfitrião (1.600 contra 800).

Entre os equipamentos militares que serão utilizados no exercício Noble Partner-2017, estão os principais tanques de batalha americanos M1A2 Abrams e veículos de combate de infantaria (MFB) M2 Bradley, transportadores de pessoal blindados Stryker (EUA) e Boxer (Alemanha) – até 500 veículos de combate. Os veículos blindados americanos e alemães já foram entregues da Alemanha através da Bulgária para o porto georgiano de Poti e, a partir daí, marcharam até a base militar de Vaziani, passando pelas cidades de Senaki, Kutaisi, Khashuri e Gori.
Soldados do império norte-americano sendo saudados por crianças georgianas.
É interessante que Jan Kelly, o embaixador dos EUA na Geórgia, que participou da cerimônia de abertura, disse que as manobras da OTAN visam a realização de operações de manutenção da paz.
Recordamos o que as “operações de manutenção da paz” foram conduzidas pela Geórgia em 2008. Não é surpreendente que as manobras militares sejam cronometradas precisamente para o aniversário da agressão de Tbilisi contra a Ossétia do Sul.

As palavras do diplomata americano foram refutadas pelo ministro da Defesa da Geórgia, Levan Izoria, que fez declarações sobre a ameaça militar da Rússia e expressou sua preocupação com a presença militar na Abkhazia e na Ossétia do Sul, que a Geórgia considera como seus “territórios ocupados”.


Traduzido para publicação em dinamicaglobal.wordpress.com
Fonte: Katehon.com

Um comentário :

  1. A OTAN implementa uma regência de movimentações militares ao redor da Rússia, mas o maestro principal são os USA. Afoitando-se como legítimo advogado de defesa de países circunvizinhos da Rússia, os EUA aumentam a venda de armas e renovam o seu distintivo fajuto de xerife do mundo. Esquecem-se, no entanto, de que, estando assim tão próximo do urso, em uma hora poderão não ter tempo de sair com segurança.

    ResponderExcluir